Review: Impressora UV Epson SureColor V7000

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 17/05/2021
Recursos exclusivos da V7000 garantem a alta qualidade das imagens

Recursos exclusivos da V7000 garantem a alta qualidade das imagens

Ecossolvente, sublimática, direta em tecido e à base d’água. O extenso portfólio de grandes formatos da Epson, até o fim de 2020, contemplava quase todas as tecnologias de impressão digital, com apenas uma exceção, a UV. Essa lacuna, porém, foi preenchida no início de 2021, quando a marca lançou no Brasil a SureColor V7000.

Embora um pouco tardia, a UV primogênita da Epson abarca diferenciais e tecnologias exclusivas que explicam o tempo de desenvolvimento e incubação da impressora. Entre suas peculiaridades está o conjunto de 10 canais de tinta, com as opções cinza e vermelha (que ampliam a gama de cores reproduzíveis) e branca e verniz (para criação de texturas e acabamentos brilhantes). Outras particularidades da V7000 são a mesa com vácuo multizonas e a capacidade de trabalhar com substratos rígidos de 80mm de espessura, como madeira, metal, acrílico, vidro e placa de espuma, empregados por empresas que produzem sinalização externa, bens promocionais e peças de comunicação visual de alta qualidade.

Eminentemente plano, o equipamento integra cura LED com resfriamento de água e emprega oito cabeças PrecisionCore MicroPiezo, alinhadas de modo a garantir que a precisão do disparo das gotas de tinta e do posicionamento dos pontos de imagem, para impressões de alta qualidade, brilhantes, coloridas e táteis, com baixa granulometria e gradações suaves.

Dispositivo detecta automaticamente a espessura do substrato e ajusta a altura das cabeças de impressão

Carregamento de mídias

Para facilitar as operações e o manejo de mídias, a V7000 conta com recursos de usabilidade como o sistema de registro de pinos e a mesa com esquema de sucção dividido em quatro zonas. Além de auxiliar a manipulação dos materiais, esses dispositivos fixam as mídias de modo a garantir mais produtividade, precisão e eficiência. Portanto, não há necessidade de prendê-las com fitas — solução improvisada que consome tempo e não garante a qualidade do processo.

Capaz de trabalhar com mídias no formato máximo de 1,25m x 2,50m e peso de até 50kg/m² (não concentrado), a V7000 integra um sistema de detecção automática dos materiais carregados sobre a mesa. Ele comunica para a impressora as características das mídias acomodadas, que podem ter até 80mm de espessura. Assim, o equipamento calibra a altura das cabeças e executa outros ajustes necessários antes de começar a produção.

Para garantir resultados de alta qualidade na impressão, a V7000 lança mão de um carro guia de movimento linear e um ionizador integrado, cuja função é remover a eletricidade estática e aumentar a confiabilidade do processo. A máquina conta também com sensores de proximidade do operador, instalados para garantir a segurança das operações.

Sistema de vácuo da V7000 é segmentado em quatro partes iguais na extensão da mesa

Conjunto de tintas

Além da paleta padrão CMYK, a V7000 inclui os canais de tinta light cyan, light magenta, cinza, vermelha e branca. Isso significa que a impressora possibilita a reprodução de algumas cores especiais e de imagens com gama maior de tons. Já a branca permite a criação de fundos, camadas, detalhes e adornos nas imagens, que podem ser ressaltados com o verniz de acabamento. O verniz também pode ser empregado para conferir brilho e aplicar texturas visuais e táteis aos impressos. Há também um canal dedicado para o líquido de limpeza das cabeças.

Vendidas em garrafas de 1 litro, as tintas originais Epson são desenvolvidas para trabalhar com substratos rígidos e flexíveis, e como todas as impressoras de grande formato da marca, a V7000 foi projetada para utilizar apenas os consumíveis fabricados pela própria empresa. Portanto, não aceita materiais de terceiros.

Conjunto expandido de tintas possibilita a reprodução de imagens com alta qualidade em aplicações de comunicação visual 

Tecnologia de impressão

Sem exceção, os dispositivos, softwares e insumos empregados na V7000 foram desenvolvidos unicamente pela Epson. Entre essas exclusividades estão as oito cabeças PrecisionCore MicroPiezo instaladas na impressora. Capazes de disparar gotas de volumes variáveis (com, no máximo, 3,5 picolitros), essas peças apresentam configuração de 8 linhas de 180 nozzles e são as principais responsáveis por oferecer trabalhos com resolução de até 720 x 1.440dpi. Isso significa que o equipamento pode dar saída em imagens de alta qualidade e nitidez — e com o diferencial de poder aplicar até três camadas de tintas (coloridas e branca).

Para gerenciar a impressora, a Epson desenvolveu o novo software RIP Epson Edge Print, com mecanismo Adobe PostScript. Já incluso no pacote da V7000, o aplicativo contém recursos como a dashboard "Flatbed Controller Epson Control", por meio da qual os operadores podem controlar, local ou remotamente, todas as operações de layout, gerenciamento de cores e fluxo de trabalho.

Sensores de proximidade previnem acidentes causados por descuido do operador

Instalação e manutenção

Com garantia de um ano, a V7000 é vendida no Brasil pelos distribuidores credenciados da marca. Para instalar a impressora, o proprietário deverá preparar uma sala com espaço e condições ambientais e elétricas padronizadas e controladas. Também deverá investir em um computador com os requisitos básicos descritos no manual da impressora.

Depois da instalação, a Epson realiza o treinamento com os usuários da impressora, que é fácil de operar e requer pouca manutenção. Isso porque seu software é intuitivo, seu sistema de carregamento de mídias é simples e o abastecimento de tinta é realizado sem complicações. Porém, se necessário, a assistência técnica da Epson pode ser acionada. A empresa também oferece serviços de suporte e atendimento nos centros de serviços autorizados.

A Epson está no Brasil desde 1982. Em 1997, a marca inaugurou uma fábrica em Barueri, em São Paulo. Atualmente, a empresa possui três unidades no país, para atender consumidores e empresas de diversos mercados.



Orafol cria linha de filmes de policarbonato

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 17/03/2020
Películas RowTec são indicadas para diversos ramos da indústria

Películas RowTec são indicadas para diversos ramos da indústria

A fabricante Orafol anunciou a RowTec, linha específica de filmes de policarbonato transparentes indicados para sobreposição em superfícies touch screen.

Extrudados, os filmes são compostos por resina de qualidade, com propriedades ópticas e termoplásticas, para uma ampla variedade de aplicações nas indústrias de automóveis, eletrodomésticos, computadores e eletrônicos.

Segundo a fabricante, os filmes de policarbonato RowTec oferecem transparência, estabilidade dimensional, resistência ao impacto e propriedades dielétricas.

Fonte: Orafol



Benefícios da cura LED UV na impressão digital

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 17/07/2014

Pouca geração de calor e baixo consumo de energia elétrica são alguns dos benefícios do LED na cura de tintas UV

Pouca geração de calor e baixo consumo de energia elétrica são alguns dos benefícios do LED na cura de tintas UV

Na indústria de impressão digital, algo novo está sempre sendo apresentado. À medida que a tecnologia cresce, é importante que o conhecimento sobre ela também aumente. Por exemplo, você sabia que a tecnologia LED usada na cura de tintas UV consome 75% menos eletricidade que as lâmpadas tradicionais?

De acordo com a Hybrid Services, distribuidora britânica de equipamentos Mimaki, os clientes estão cada vez mais preocupados com os impactos ambientais. E também têm se esforçado para reduzir custos operacionais. Nesse caso, o uso da tecnologia LED UV pode trazer benefícios, tais como:

  • consumo menor de eletricidade (75% menos que sistemas tradicionais de impressão de cura UV);
  • geração mínima de calor;
  • durabilidade de 5.000 horas;
  • operação livre de ozônio;
  • menor geração (aproximadamente 75% menos) de CO2;
  • intensidade de emissão ajustável.

A Hybrid Services informa que a maioria das fabricantes de impressoras UV atualmente utilizam lâmpadas tradicionais "quentes". No entanto, há empresas, como a Mimaki, que são pioneiras em empregar LEDs de cura "fria".

Há milhares de impressoras Mimaki com LED UV operando no mundo. São máquinas capazes de imprimir diretamente em displays para PDV, produtos promocionais, painéis de membrana, sinalização, mídias rígidas, capas de telefone, canetas, chaveiros, vestuário, fine arts, vinis para envelopamento de carro, cartazes, papéis de parede, peças para decoração e uma série de outras aplicações.

A Hybrid Services informa ainda que a tecnologia LED paulatinamente tem se tornado mais eficaz e acessível, em comparação com as lâmpadas "quentes", e os benefícios dela têm ficado cada vez mais evidentes.

Fonte: led-uv.co.uk