Novas mesas de corte VeloBlade

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 26/11/2020
Vivid lançou as séries Volta e Nexus

Vivid lançou as séries Volta e Nexus

A fabricante Vivid ampliou o portfólio de mesas de corte VeloBlade, que passou a integrar as linhas Volta e Nexus.

Disponíveis em dois formatos (600 x 400mm e 600 x 900mm), os equipamentos Volta podem ser adquiridos em quatro configurações: 64, 69, 64+ e 69+. Os dois primeiros cortam na profundidade de até 2mm. Já os dois últimos, trabalham com profundidade de até 10mm (com ferramenta oscilante opcional).

Com alimentação automática de folhas e funcionalidade de alimentação por rolo, os modelos Volta operam em um fluxo de trabalho totalmente automatizado, com leitor de código de barras, o que libera os operadores para executar outros jobs.

Com uma seleção de ferramentas que permitem aos usuários criar produtos exclusivos e complexos, os sistemas Volta podem dar acabamento a etiquetas, papéis, cartões, placas, foamex e muitos outros substratos.

Compreendendo sistemas maiores, a série Nexus é indicada para a indústria de impressão de grande formato, para o trabalho com substratos como Dibond, MDF, tecidos, acrílico e materiais com até 25mm de espessura.

A Nexus oferece configuração automática de profundidade de corte, o que aumenta drasticamente a velocidade operacional, tornando o trabalho do operador mais fácil e eficiente. Além disso, a sua cama giratória permite a produção de rolos e folhas.

Fonte: Vivid



Como atrair mais clientes com sinalização digital de janela

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 11/02/2019
Displays específicos são projetados para oferecer o melhor desempenho em janelas de lojas

Displays específicos são projetados para oferecer o melhor desempenho em janelas de lojas

Atualmente, um dos grandes desafios dos varejistas é conseguir a atenção de clientes dominada pelas telas do celular. Os profissionais de marketing da área estão mais inteligentes e veiculam anúncios nos celulares por meio da tecnologia de beacon, para atrair diretamente os clientes. Sem mencionar todos os outros outdoors e displays que competem pela atenção dos usuários.

Para se diferenciar, no entanto, os varejistas podem se beneficiar da sinalização digital, especificamente sinalização digital instalada em janelas.

Por que usar a sinalização digital em janelas?

“Há muitas opções disponíveis que vão além da sinalização estática tradicional. Os monitores digitais captam mais facilmente a atenção dos clientes, mesmo sob luz solar direta. Além disso, permitem um gerenciamento de conteúdo simples e eficiente para os monitores sempre atualizados”, declara SG Kim, vice-presidente executivo da divisão de displays da Samsung.

Que tipo de sinalização de janela os varejistas devem usar?

É preciso considerar uma variedade de elementos, como a exibição mesmo sob luz solar forte ou fraca. Outros fatores incluem versatilidade e flexibilidade. Os varejistas devem procurar soluções que possam ser posicionadas de várias maneiras. Kim argumenta que o melhor é escolher um “design inteligente que possa ser incorporado em qualquer espaço”.

Uma solução indicada pelo executivo da fabricante sul-coreana é a série OWN da Samsung, com design fino, operação eficiente, qualidade de imagem brilhante e excelente visibilidade, mesmo sob luz solar direta.

Fonte: DigitalSignageToday



A sublimação como ferramenta de expansão de negócios

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 17/12/2019
Sublimação possibilita a criação e a oferta de novos produtos e serviços

Sublimação possibilita a criação e a oferta de novos produtos e serviços

Vender mais para clientes cativos é mais econômico do que tentar encontrar novos clientes. Se você trabalha em um birô, a sublimação é um meio para oferecer novos produtos e vender mais aos clientes que você já tem.

A impressão por sublimação, tradicionalmente empregada por empresas que estampam tecidos, é um processo que utiliza tintas sólidas que são vaporizadas durante a transferência para o substrato final. As imagens resultantes são ricas em cores, vibrantes e duradouras. A sublimação pode ser realizada diretamente no substrato final ou por meio de um papel de transferência, que é então aplicado ao substrato e submetido a calor e pressão.

Hoje, há fatores muito interessantes para a adoção da sublimação. O primeiro é a própria tecnologia digital, que simplifica a impressão por sublimação e reproduz imagens de alta qualidade. Em segundo lugar, a proliferação da impressão inkjet de grande formato criou uma competição que exige a exploração de aplicações e serviços. Em terceiro lugar, a demanda por fotos e produtos com imagens personalizadas está impulsionando o segmento. Por fim, existem pacotes de softwares de criação, RIP e fluxo de trabalho que, com um módulo opcional adicional, podem operar tanto impressoras solvente, látex e UV quanto impressoras sublimáticas.

A disponibilidade de impressoras de sublimação significa que o processo está sendo amplamente utilizado. A sublimação ser usada em tecido, cerâmica, vidro, alumínio, latão, aço inoxidável e plástico, o que possibilita que dezenas de produtos diferentes sejam estampados em pequenas ou grandes quantidades.

No entanto, é no segmento têxtil que a sublimação é mais conhecida. Ao imprimir em poliéster, as cores e os detalhes ficam brilhantes e nítidos. Podem ser impressos tecidos ou malhas, incluindo sarja, tafetá, chiffon e materiais microelásticos. Como as tintas sublimáticas se ligam às fibras, elas não racham nem desbotam. Eles podem ser lavados, enrolados, dobrados e aplicados em instalações externas, sendo indicados para compor camisetas, roupas de banho, roupas esportivas, banners e bandeiras.

Com pacotes de software dedicados e independentes que lidam com todo o fluxo de trabalho de sublimação, a empresas de impressão de grande formato têm um caminho mais fácil para essa dinâmica tecnologia, que pode ser adaptada para atender muitas demandas.

Este artigo foi redigido por Michelle Johnson, diretora de marketing da SAi, desenvolvedora de softwares para impressão digital e comunicação visual: michellej@thinksai.com