Metalnox lança calandra CMD 1800 Série 2 para sublimação

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 08/07/2015
Calandra recém-lançada possibilita trabalhos em tecidos e transfers contínuos ou em peças cortadas

Calandra recém-lançada possibilita trabalhos em tecidos e transfers contínuos ou em peças cortadas

A Metalnox, fabricante nacional de máquinas para a indústria têxtil, anunciou o lançamento da CMD 1800 Série 2, calandra que conta com mesa exclusiva de trabalho modular, esteira transportadora para saída de material na parte posterior e sistema de tensionamento com balancim ativo, o que proporciona trabalhos com tecidos com elasticidade.

Podendo trabalhar na velocidade mecânica de até 3m/min, o equipamento possui cilindro térmico com 215mm de diâmetro, comprimento de 1,8m e 65% de área de aproveitamento do perímetro. O cilindro é revestido em aço cromado blindado com resistências imergidas em óleo, o que garante uniformidade de temperatura.

A calandra possui também sensor de alinhamento ativo automático do feltro com ação pneumática, além de nobreak com autonomia de aproximadamente 30 minutos, para casos de queda de energia e desligamento da máquina por temperatura.

Manutenção e segurança

A CMD 1800 Série 2 vem equipada com sensores e alarmes de monitoramento, os quais comunicam, por meio de avisos sonoros, a troca de óleo e outras manutenções.

Para garantir a segurança dos operadores, a calandra possui botões emergenciais nas laterais, cordão de segurança na alimentação de material, chaves de segurança nas portas dos painéis e leitor de temperatura redundante interno ao cilindro térmico.

Operação

Para facilitar a operação, a CMD 1800 Série 2 possui painel de comando IHM integrado ao CLP, com funções de contagem de metros, temperatura e velocidade.

O setup do equipamento é feito de forma simples e prática, já que o desbobinador de tecidos tem eixo livre e sem carambolas de travamento. Seu sistema de rebobinamento possui cilindros em alumínio revestidos em carpete, o que garante perfeita distribuição de tecidos e evita enrugamento ou desalinhamento.

Todos os equipamentos Metalnox possuem um ano de garantia.

Fonte: Metalnox



Povareskim lança impressora solvente

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 18/06/2013

Impressora solvente Chromedot Microjet Viper SP 3204

Impressora solvente Chromedot Microjet Viper SP 3204

A Povareskim, especializada em consultoria gráfica, promete apresentar a impressora Chromedot Microjet Viper SP 3204. A máquina de 3,2m possui 16 canais de tinta (quatro por cabeça Specta Polaris) e pode operar com quatro ou seis cores (CMYK+Lc+Lm). Pode trabalhar na resolução máxima de 1200dpi e velocidade máxima 120m2/h (duas passadas).

A empresa recomenda o uso de tintas solvente MicroInk SP6, que permitem a impressão em vinil, lona e papel. Outra indicação é o sistema de gerenciamento de cores Softwater Chromedot Sign Wide Gama.

"Estamos unindo nossa experiência em consultoria às novas tecnologias de sinalização, que auxiliarão nossos clientes a imprimir mais e melhor a um menor custo", destaca Oliver Povareskim, diretor da emrpesa.

Além do lançamento, a Povareskim anunciou a criação de um centro de treinamento e showroom de mais de 800m2.

Fonte: Povareskim



J-Teck3 anuncia quatro novas opções de tintas para sublimação

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 04/10/2016
Insumos fazem parte do portfólio de tintas sublimáticas da linha J-Cube

Insumos fazem parte do portfólio de tintas sublimáticas da linha J-Cube

A fabricante italiana J-Teck3 anunciou o lançamento de mais quatro opções de tintas sublimáticas com cores de alta densidade (cyan extra, magenta extra, yellow extra e black extra).

As novidades fazem parte da linha J-Cube PNF, composta por insumos de diversas cores, inclusive tons fluorescentes e vários tipos de preto.

Produzidas com a tecnologia Cluster, as tintas estão disponíveis para transfer ou impressão direta, para estampar tecidos de poliéster em aplicações nos mercados de moda e decoração.

Segundo a empresa, os insumos oferecem secagem rápida e são adaptados para papéis sublimáticos finos e não revestidos.

Luca Guggiari, gerente da J-Teck3, declarou: “Estamos sempre ouvindo nossos clientes, que requisitam uma vasta gama de tintas digitais para a produção de aplicações têxteis”.

Atualmente, a J-Teck3 faz parte do JK Group, que também engloba a Sawgrass e a Kiian Digital. O grupo foi adquirida recentemente pela Dover Engineering Systems (DES).

Fonte: Fespa