Mercado global de impressão inkjet em 2020 vale 80,4 bilhões de dólares

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 26/06/2020
Estudo aponta que todos os segmentos do mercado estão crescendo

Estudo aponta que todos os segmentos do mercado estão crescendo

Recém-publicado pela consultoria norte-americana Smithers, o estudo “The Future of Inkjet Printing to 2025" indica que, atualmente, o mercado global de impressão inkjet vale 80,4 bilhões de dólares e deve chegar a 118,2 bilhões de dólares em 2025.

Segundo o relatório, o crescimento anual do mercado referido será em torno de 11% de CAGR em volume e 8% em termos de valor.

Ainda de acordo com a pesquisa, todos os segmentos do mercado inkjet estão crescendo. Essa tecnologia atende às mudanças nas demandas dos compradores de impressão, pois pode atender às preferências variáveis dos consumidores. Os desenvolvimentos tecnológicos contínuos e a experiência dos fornecedores de impressão tornam a inkjet mais competitiva em relação a outras tecnologias analógicas de impressão.

A análise de Smithers identifica tendências e fatores, como:

- Flexibilidade e agilidade: a inkjet permite que as gráficas e birôs sejam mais ágeis e responsivas aos requisitos dos clientes;

- Vantagens únicas: a capacidade de imprimir apenas o que é necessário (sob demanda), sem matrizes, aumenta a eficiência na cadeia de produção;

- Novas tecnologias: equipamentos de alto desempenho, oferecendo alta qualidade e confiabilidade, estão chegando ao mercado, com métodos de fabricação e fluxos de trabalho integrados, em uma operação de única passada;

- Alterações na cadeia de suprimentos do varejo: o crescimento do comércio eletrônico permite que os varejistas usem embalagens como um veículo para se comunicar com seus consumidores e ampliar as funções das embalagens, e se envolver com os consumidores de novas maneiras, melhorando sua experiência de receber um produto;

- Sustentabilidade: potenciais vantagens em relação a alternativas analógicas, com menos desperdício e uso de materiais. Imprimir apenas o necessário ajuda a eliminar a redundância em toda a cadeia de suprimentos.

A pesquisa também apresenta regulamentos ambientais da indústria, tamanhos dos segmentos, análises das principais tendências e mais de 100 tabelas, com um nível incomparável de informações e detalhes técnicos do mercado global impressão inkjet.

Fonte: Smithers

 



SGIA cria conselho especial de empresas fornecedoras

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 20/12/2018
SGIA cria conselho especial de empresas fornecedoras

SGIA cria conselho especial de empresas fornecedoras

A Specialty Graphic Imaging Association (SGIA), associação norte-americana voltada para a indústria de impressão, criou o Suppliers and Manufacturers Council (SMC), conselho composto por líderes de empresas fornecedoras para assessorar a instituição em questões relacionadas ao futuro do mercado.

Ford Bowers, CEO da SGIA, declarou: “O SMC refletirá a diversidade em constante mudança do setor e fornecerá uma voz importante da comunidade de fornecedores. Estamos contando com desejo dos participantes do SMC em ajudar a moldar a direção futura da indústria e da nossa associação”.

O SMC também oferece aos fornecedores uma oportunidade de interação entre pares, além incluir a empresa em participação em eventos, acesso a clientes e novos mercados, pesquisas industriais, assuntos legais, programas de treinamento e aquisição de talentos.

Projetado para representar a convergência na indústria, o SMC inclui executivos de segmentos de impressão de embalagens, grandes formatos, decoração e vestuário.

Recém-nomeado chairman da SMC, Andrew Oransky, presidente da Roland DGA Corporation, declarou: “Este conselho dá à SGIA uma oportunidade única de ver como os segmentos estão convergindo rapidamente e causando impactos na indústria. O SMC representa nossa primeira oportunidade para realmente alavancar a associação”.

Fonte: SGIA



Metalnox lança calandra sublimática eCMD450

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 14/03/2018
Equipamento foi desenvolvido para diminuir custos de produção

Equipamento foi desenvolvido para diminuir custos de produção

A Metalnox, fornecedora nacional de equipamentos para estamparia digital, anunciou a eCMD450, calandra para sublimação de tecidos sintéticos.

Segundo a empresa, a máquina tem robustez e diferenciais para atender a necessidade da indústria, como a “High Economy”, tecnologia exclusiva que proporciona maior economia de energia por operar com 14,2kW/h. De acordo com a Metalnox, as calandras atualmente disponíveis no mercado consomem, em média, 28kW/h.

Capaz de trabalhar na velocidade de 6m/min, a eCMD450 é de fabricação 100% nacional e produzida com matérias-primas de alta qualidade.

Assista ao vídeo promocional do equipamento:

Fonte: Metalnox