Imprimax investe em laminadora para produção de vinis adesivos

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 01/03/2016
Além da laminadora, fabricante também investiu em outros equipamentos

Além da laminadora, fabricante também investiu em outros equipamentos

A Imprimax, fabricante nacional de películas adesivas, anunciou a aquisição de diversos equipamentos para a melhoria de seus processos produtivos fabris. O objetivo do investimento é aumentar a qualidade dos produtos e melhorar o atendimento aos clientes.

Entre os equipamentos está uma laminadora com 2m de largura, que possibilita produção contínua, em velocidade de 180 metros por minuto. Além disso, a empresa adquiriu um medidor infravermelho de espessura, que inspeciona em tempo real os adesivos durante a fabricação. O equipamento é usado para manter a gramatura das mídias uniforme.

Já para o laboratório de qualidade, a Imprimax investiu em outros equipamentos como balança analítica, medidor de pH e espessímetro. A empresa é certificada pela Falcão Bauer, IPT e ISO 9001:2008.

Fonte: Imprimax



Nova cabeça de impressão RC1536

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 19/05/2016
C1536, da SII Printek, vem equipada com sistema de circulação de tinta

C1536, da SII Printek, vem equipada com sistema de circulação de tinta

A SII Printek, parte do Seiko Holding Group, anunciou a RC1536, cabeça inkjet com sistema de circulação de tinta. Com 108mm de largura de impressão, 1.536 nozzles ativos e 360 nozzles por polegada, o dispositivo apresenta oito níveis de greyscale e opera na frequência de 40kHz e baixa voltagem.

Capaz de disparar gotas de tinta com volumes que variam de 13 a 100 picolitros, a RC1536 apresenta largura maior para permitir que as barras de impressão sejam configuradas com um número menor de cabeças. De acordo com a empresa, o dispositivo também foi desenvolvido para trabalhar em baixa tensão e reduzir o investimento em componentes eletrônicos, além de oferecer o benefício de consumir pouca energia.

A estrutura da RC1536 mantém a tinta circulando em alta velocidade imediatamente atrás dos nozzles. Isso assegura que os nozzles se recuperem automaticamente de eventuais bloqueios, o que elimina a necessidade de limpeza de rotina durante a operação e reduz o desperdício de tinta.

A tinta fica em circulação constante e sempre pronta para ser disparada, o que elimina a purga antes das impressões. O fluxo constante de tinta no interior da estrutura remove bolhas e impurezas e previne a sedimentação de pigmentos.

A RC1536 pode ser adaptada a uma variedade de aplicações, como cerâmica, papelão ondulado, tecidos, vernizes, impressão 3D.

A fabricante presta suporte internacional por meio de sua central no Japão e de centros na Europa e nos EUA.

Fonte: SII Printek



Barbieri lança solução de gerenciamento de cores para estamparia têxtil

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 06/05/2019
Spectro LFP qb Textile Edition é espectrofotômetro para medir cores em tecidos

Spectro LFP qb Textile Edition é espectrofotômetro para medir cores em tecidos

A Barbieri, fornecedora de soluções eletrônicas, apresentou no mercado internacional o Spectro LFP qb Textile Edition, espectrofotômetro para gerenciamento de cores em tecidos estampados digitalmente.

De acordo com a empresa, para medir as cores de um tecido estampado, ele deve ser fixado em uma superfície uniforme e com o apoio branco. Porém, há muita dificuldade nesse procedimento. Isso porque, durante as medições, o tecido acaba se distorcendo e fazendo com que a medição automatizada não seja possível. Para esse transtorno, a Barbieri desenvolveu o Spectro LFP qb Textile Edition. Ele garante uma fixação fácil e segura do tecido e mede de forma automática. Para tanto, novos suportes têxteis foram criados para a fixação. Além disso, o dispositivo vem com um sistema de sopro de ar que impede que fibras têxteis contaminem a óptica.

Ainda segundo a empresa, o novo recurso mais importante é o sistema de reconhecimento automático de patches, compostos por algoritmos especiais e unidade de detecção. Uma vez conhecidas as coordenadas de cada patch, o dispositivo inicia as medições e os gráficos, mesmo distorcidos, serão medidos de forma totalmente automática.

Com abertura de medição de até 8mm e geometria 45°/0°, o novo espectrofotômetro da Barbieri também é capaz de medir tintas fluorescentes na impressão têxtil.

Fonte: Barbieri