Fujifilm lança tintas UV Uvijet OX

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 25/06/2019
Tintas foram desenvolvidas para aderir a uma série de mídias plásticas

Tintas foram desenvolvidas para aderir a uma série de mídias plásticas

A fabricante Fujifilm apresentou no mercado internacional a Uvijet OX, nova linha de tintas inkjet para uso excluso em impressoras da série OnsetX HS.

Diponível na paleta de core CMYKLcLm, o insumo pode ser impresso em uma ampla gama de mídias plásticas rígidas, em alta velocidade e máxima aderência.

A Uvijet OX apresenta uma tecnologia exclusiva que mistura monômeros específicos, cujas qualidades incluem baixa polaridade e baixo encolhimento quando polimerizados. Esses dois fatores oferecem excelentes propriedades de umedecimento na polimerização e proporcionam excepcional adesão.

Segundo a empresa, muitas marcas estão eliminando gradualmente o uso de produtos de PVC e começando a usar materiais “ambientalmente mais neutros”, como o polipropileno. As propriedades de adesão das tintas Uvijet OX suportam essa tendência e permitem a impressão em diversos tipos de mídias plásticas. Portanto, podem ser usadas em substratos mais ecológicos e não perigosos, sem comprometer a qualidade de impressão e acabamento.

A Fujifilm trabalhou com a equipe da Inca Digital para desenvolver a Uvijet OX. O desafio era desenvolver uma tecnologia de cura UV que aumentasse drasticamente a adesão a uma série de substratos plásticos, mas sem comprometer a robustez, a confiabilidade e a qualidade de impressão das máquinas da linha OnsetX HS.

Fonte: Fujifilm



EFI tem recorde de receita em 2013

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 26/07/2013

A EFI (Electronics For Imaging), fabricante de impressoras digitais, bateu seu recorde de receita no segundo trimestre de 2013. De acordo com a marca, o período que teve fim no dia 30 de junho deste ano somou uma receita de 180,3 milhões de dólares, mostrando um aumento de 10% em comparação ao mesmo período de 2012.

Segundo representantes da empresa, o lucro líquido não GAAP do segundo trimestre de 2013 foi de 18,3 milhões de dólares, enquanto que no ano anterior chegou aos 14,2 milhões de dólares.

EFI registra recorde

EFI registra recorde

Para o semestre, a EFI anunciou uma receita de  351,7 milhões de dólares, um aumento de 9% em relação ao ano anterior, quando alcançou 324 milhões de dólares. Neste ano, até 30 de junho, o lucro GAAP chegou aos 34 milhões de dólares, enquanto em 2012 teve 28,3 milhões de dólares neste período de seis meses.

"Não poderíamos estar mais contentes com os resultados recordes que a equipe da EFI conquistou no segundo trimestre, com a inovação de nossos produtos continuando a impulsionar a demanda em nossos três segmentos", comemorou Guy Gecht, CEO da EFI.

Fonte: EFI



Zünd apresenta nova ferramenta de corte e gravação

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 17/01/2017
Novo RM-L tem potência de 3,6kW e torque de 0,7Nm

Novo RM-L tem potência de 3,6kW e torque de 0,7Nm

A fabricante Zünd anunciou o RM-L, novo módulo de corte, gravação e acabamento para diversos substratos, como Plexiglass, policarbonato, alumínio, Dibond, MDF, entre outros. O maquinário incorpora um spindle (refrigerado a água) com pinça pneumática, potência de até 3,6kW e torque de 0,7Nm. Além disso, conta com um sistema de extração de pó para manter a área de trabalho sempre limpa.

Segundo a empresa, o uso do RM-L diminui os tempos de troca de ferramentas, o que auxilia sobretudo nos fluxos de trabalho que envolvem diferentes produtos personalizados e projetos complexos. Além disso, substratos mais densos e duros podem der processados a velocidades e profundidades maiores, o que reduz o número de passes e aumenta a produtividade.

O módulo também vem equipado com o MQL, sistema de lubrificação de quantidades mínimas que mantém o bit lubrificado para diminuir atritos. Assim, pouco calor é gerado durante a produção, o que aumenta a vida útil do bit e permite velocidades maiores de processamento.

O RM-L tem um sistema de compensação de superfície que determina a espessura do substrato e detecta inconsistências. Durante o processamento, o sistema compensa variações e faz ajustes de profundidade. Para trabalhos de gravação, isso evita problemas causados por diferenças na espessura do substrato.

Para acomodar diferentes diâmetros de eixo, são utilizados suportes HSK-E25, que permitem o uso de uma gama maior de bits no mesmo módulo de router, e o ARC HSK troca automaticamente os bits.

Fonte: Zünd