Epson inaugura showroom de soluções têxteis no Brasil

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 04/02/2020
É o primeiro Centro de Soluções da Epson na América Latina

É o primeiro Centro de Soluções da Epson na América Latina

A fabricante Epson inaugurou em Barueri (SP) um showroom totalmente dedicado às suas tecnologias de estamparia digital têxtil. O Centro de Soluções (Solutions Center), que pode ser visitado por qualquer profissional interessado nos produtos da marca, está atualmente equipado com impressoras industriais (Monna Lisa Evo Tre 16), sublimáticas (SureColor F9370) e DTG (SureColor F2100 e F3070).

Fábio Neves, presidente da Epson do Brasil, declarou: “O Brasil é um dos principais atores da indústria têxtil mundial. Produzimos desde a fibra até o produto final manufaturado. Foi com base neste mercado que a Epson desenvolveu as suas tecnologias de sublimação. Por isso, o país foi escolhido para sediar o primeiro Solutions Center da América Latina. Ele é um exemplo de como podemos fazer mais com menos, sem deixar de lado as questões ambientais. É tudo o que o empresário precisa, somado a um rápido retorno de investimento”.

Além de impressoras DTG e sublimáticas, o showroom acomoda máquinas de porte industrial

Outro objetivo do Centro de Soluções é apresentar a todos os segmentos do mercado têxtil as inovações dos maquinários da Epson e impulsionar a digitalização e a sustentabilidade nos processos de estamparia. Para tanto, ele mostra que, em apenas 200m², é possível estampar 20 mil e 200 mil m² de tecido por mês. Em comparação, uma estamparia analógica precisaria de um espaço dez vezes maior para produzir a mesma quantidade.

De acordo com a ONU, a indústria da moda é o segundo setor econômico que mais consome água e produz cerca de 20% das águas residuais do mundo. O Brasil, segundo a Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil), tem a maior cadeia têxtil do Ocidente e é um dos setores que mais emprega no país: são 1,5 milhão de empregados diretos e quase 8 milhões de indiretos.

No Centro de Soluções Epson, o visitante depara com diversas impressoras e aplicações têxteis

Fonte: Epson Brasil



EFI Optitex disponibiliza ferramenta de personalização de roupa em 3D

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 01/02/2018
3D Design Illustrator agiliza o fluxo de trabalho de criação de vestuário

3D Design Illustrator agiliza o fluxo de trabalho de criação de vestuário

A EFI Optitex, fornecedora de plataformas de vestuário 2D e 3D, lançou o Optitex 3D Design Illustrator, plug-in que permite aos designers validar e personalizar, no Adobe Illustrator, peças de roupas em 3D. A ferramenta foi anunciada na 19ª edição do EFI Connect, em Las Vegas (EUA). Por meio dela, os designers podem visualizar peças de roupa em 3D (com a proporção e escala precisas) e criar estampas exclusivas sem ter de esperar por uma amostra impressa.

O plug-in importa arquivos de estampas 2D e 3D ou bibliotecas de blocos modulares para o Adobe Illustrator e ativa uma janela com uma representação 3D da estampa lado a lado. Os usuários podem exportar o arquivo final como uma imagem ou arquivo 3D, validar designs entre as equipes e enviá-los para a impressão digital direta ou sublimática.

A EFI também oferece os plug-ins de design têxtil Fiery DesignPro para Adobe Illustrator e Photoshop, em plataformas de computação Mac ou Windows. O Fiery DesignPro aumenta a velocidade da criação têxtil de forma econômica, para que os designers façam testes com mais confiança e propaguem as cores com mais regularidade.

Guy Alroy, gerente de produtos têxteis, EFI Productivity Software, declarou: “A adoção da tecnologia 3D é uma necessidade para quase todas as empresas de moda. Nesse setor, é importante integrar todas as equipes, do design à produção. Com o 3D Design Illustrator, todas as equipes podem ativar os recursos 3D para agilizar o processo de design e os fluxos de trabalho, além de se concentrar na criatividade, reduzir a necessidade de criar protótipos físicos e colocar o produto mais rapidamente no mercado”.

Veja no vídeo abaixo (em inglês) como o 3D Design Illustrator funciona:

 

Fonte: EFI



Case: impressora UV LED rolo a rolo em birô japonês

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 17/02/2020
Kimura Kanban diminuiu gastos com tinta e laminação

Kimura Kanban diminuiu gastos com tinta e laminação

Acostumado com a solvente, Mitsuo Itoh, gerente de vendas da Kimura Kanban, era um pouco ressabiado com a impressão UV. Embora conhecesse os principais recursos da tecnologia, o executivo achava que as cores reproduzidas por ela eram de qualidade inferior. Um teste feito na UCJV300, da Mimaki, mudou esse conceito: “Eu costumava pensar que as imagens ficavam com tons pálidos, mas não é nada disso: as cores ficam limpas”.

Além de desconfiar da qualidade das imagens, Itoh achava que as UV custavam muito mais que as solventes. Foi um outro engano que ele desmitificou: “Acabei vendo que o preço é praticamente o mesmo”. Mas não só. O gerente também percebeu que as velocidades de impressão de ambas as tecnologias se equivaliam.

Com essas informações, o que era dúvida virou certeza, e o gerente não titubeou na hora de adquirir uma UCJV300-160, UV LED rolo a rolo com recorte integrado, lançada em 2017.

Corte e impressão conjugados

A Kimura Kanban já possuía uma Mimaki JV300-130, que era o principal equipamento da empresa. No entanto, a UCJV300-160 foi recentemente promovida ao status de máquina principal. Além das vantagens das tintas UV, a impressora tem recorte conjugado. Trata-se de uma capacidade que permite o corte preciso de letras. Se marcas de registro forem impressas, os banners estampados na JV300-130 também podem ser acabados na UCJV300-160 (e sem a necessidade de ajustes finos).

Mitsuo Itoh, gerente de vendas da Kimura Kanban, comenta os benefícios trazidos pela impressora UV LED rolo a rolo

Benefícios das tintas

Basicamente, a Kimura Kanban produz banners de 1m x 6m. Com a UCJV300-160, esses materiais levam aproximadamente 30 minutos para serem impressos e podem ser imediatamente enviados para o acabamento e expedição, isso porque a tinta UV não requer tempo de secagem.

A tinta da UCJV300-160 deu mais uma vantagem competitiva ao birô japonês: ele excluiu a aplicação de laminações sobre as imagens de banners de vida útil mais curta. A razão é que a UV é mais resistente e dispensa revestimentos de proteção, o que economiza recursos e tempo.

Outro grande diferencial é a tinta branca de alta densidade. Ela serve de base (fundo) de imagens em mídias transparentes e coloridas, o que aumentou o leque de possibilidades e vendas da empresa.

No caso da Kimura Kanban, a tinta branca, além de possibilitar a ampliação de portfólio, permitiu a redução de custos em impressões de mídias coloridas. Por exemplo: em vez de imprimir um fundo amarelo em um banner branco, utiliza-se um banner amarelo e imprime-se apenas as partes da imagem e letras em branco. No total, menos tinta é gasta.

A tinta branca possibilita o uso de mídias coloridas

A Kimura Kanban percebeu outro grande benefício dado pela tinta UV: a resistência à abrasão. Como os trabalhos em banner envolvem costura (no acabamento), é comum que a impressão fique riscada por falha nesse processo. “Os riscos são facilmente percebidos, especialmente em pretos chapados”, revelou Itoh. Por serem mais resistentes, as tintas UV não arranham com facilidade, o que mantém a qualidade e a integridade do banner.

O gerente da Kimura Kanban ressalta ainda mais uma vantagem da UV em relação à solvente: se alguém tocar acidentalmente na mídia, impressões digitais podem ficar marcadas e aparecer nas partes em que a tinta foi aplicada, o que causa problemas e falhas, algo que raramente ocorre com a UV.

A empresa

Sediada em Tóquio (Japão), a Kimura Kanban foi inaugurada em 1929. Até a aquisição de sua primeira plotter de recorte, em 1987, a atividade básica da empresa era fornecer placas de sinalização pintadas à mão. No final dos anos 1990, tornou-se um birô de impressão ao adquirir um equipamento inkjet de grande formato.

Foi em dezembro de 2017 que a Kimura Kanban entrou para o segmento UV ao instalar uma unidade da Mimaki UCJV300-160.

Atualmente, o trabalho mais usual do birô é a produção de banners, principalmente para sinalização de trânsito.