Durst lança impressora P5 350 High Speed

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 17/12/2020
Equipamento é solução em linha totalmente automatizada

Equipamento é solução em linha totalmente automatizada

A fabricante Durst anunciou a P5 350 HS (High Speed), nova impressora inkjet que pode trabalhar na velocidade de 600m²/h e vem com sistema de alimentação de mídias com opcionais “multiroll” e “multitrack 6”. O equipamento pode ser configurado com até nove canais de tinta, incluindo cores light, branco e verniz, para aplicações especiais de impressão multicamadas.

A P5 350 HS pode vir com o Durst Automat, sistema automatizado de alimentação e empilhamento de mídias, capaz de trabalhar com olacas de até 3,5m de largura e 2,2m de comprimento. Graças às suas mesas de registro deslizantes, o dispositivo permite a troca rápida de materiais e por um único operador.

A impressora é gerenciada pelo Durst Workflow, um sistema de gerenciamento de dados baseado em navegador que inclui funcionalidades de pré-impressão.

A Durst também anunciou o lançamento da tinta POP Flexible LED, indicada para uma ampla variedade de mídias rígidas e flexíveis. Além disso, o fluxo de trabalho Durst está disponível para impressoras de outras marcas — após o anúncio de uma parceria com a PrintFactory, cujo software API possibilita o gerenciamento de ambientes de impressão mistos.

Christoph Gamper, CEO e co-proprietário do Durst Group, disse: “Estamos ansiosos para o futuro. Estou confiante que em 2021 a economia se recuperará e, em alguns campos, será ainda mais forte do que antes. Por isso, continuaremos o que fazemos de melhor: inovar com paixão. Em 2019, lançamos a plataforma P5 e agora temos mais de 100 sistemas em todo o mundo”.

Fonte: Durst

 



Paraná recebeu edição especial do Mimaki Expo em outubro

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 09/11/2014

Evento foi realizado em parceria com a Serilon

Evento foi realizado em parceria com a Serilon

A filial brasileira da Mimaki, fabricante de impressoras digitais, e a Serilon, distribuidora de materiais para comunicação visual, promoveram uma edição especial do Mimaki Expo em Londrina, Paraná.

O evento, que ocorreu nos dias 29 e 30 de outubro, contou com a presença de clientes e empresários que trabalham com substratos rígidos e que puderam tirar suas dúvidas sobre a JFX200-2513, impressora LED UV com mesa de 2,5m x 1,3m.

Durante a exposição, os especialistas da Mimaki e da Serilon apresentaram características da JFX200-2513, como aplicações, modos de impressão, relação entre custo e benefício e comparativo de impressão com outros equipamentos.

O evento também contou com um coquetel, no qual estiveram cerca de 40 convidados. Segundo a Mimaki, o ensejo foi uma ótima oportunidade para realizar negócios e trocar informações sobre mercado, tendências e processos de produção.

Mimaki Expo é oportunidade para clientes conhecerem novas aplicações

Mimaki Expo é oportunidade para clientes conhecerem novas aplicações

Fonte: Mimaki Brasil



Clientes evitam lojas sem sinalização de distanciamento social

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 20/08/2020
Ferramenta de orientação e informação é essencial em momento de flexibilização das quarentenas

Ferramenta de orientação e informação é essencial em momento de flexibilização das quarentenas

De acordo com um estudo europeu promovido pela Roland DG, fabricante de impressoras digitais, mais de 40% dos compradores do Reino Unido pararam de visitar lojas que não tinham sinalização clara sobre distanciamento social.

Realizada em conjunto com a Censuswide, entre 21 e 27 de julho de 2020, a pesquisa online entrevistou 2.533 consumidores que, desde a flexibilização das quarentenas, visitam lojas uma ou duas vezes por semana, nos seguintes países: Reino Unido (502 entrevistados), Espanha (508), Itália (507), Alemanha (502) e França (514).

O estudo revela que a sinalização clara tem um impacto significativo na confiança do cliente. Mais de 80% dos compradores no Reino Unido disseram que se sentem mais seguros em lojas com comunicação visual de distanciamento social, e quase oito em cada dez (78%) são mais propensos a comprar em lojas com instruções claras sobre medidas de saúde e segurança.

A pesquisa também indica que uma marca corre o risco de tisnar sua reputação quando associada à uma sinalização inadequada contra a covid-19: os consumidores do Reino Unido disseram que o maior impacto emocional de uma comunicação visual ruim é a sensação de que as empresas não estão levando a sério a segurança de seus clientes (escolhido por mais de 40% dos entrevistados). As placas também estão em foco: com a esmagadora maioria dos compradores (75%) dizendo que estão muito atentos à sinalização dentro das lojas.

Compradores mais jovens são os mais propensos a serem influenciados pela sinalização dentro das lojas. Os consumidores entre 16 e 34 anos deixam de visitar lojas com medidas de distanciamento social insuficiente (com 54% tendo feito isso) e também são os mais propensos a se sentir seguros em lojas com sinalização clara (85%).

Jerry Davies, diretor administrativo da Roland DG UK, declarou: “Os varejistas precisam aumentar a presença do consumidor dentro de suas lojas, e a sinalização eficaz desempenha o papel fundamental de dar aos clientes a confiança para visitar os ambientes. Mas os dados mostram que a maioria das empresas claramente não está dando atenção suficiente a isso. As lojas que não priorizam a sinalização contra covid-19 verão seus clientes se afastarem. E há uma grande oportunidade para que as marcas usem a sinalização para se diferenciar e reconstruir a confiança do consumidor”.

Fonte: Roland DG UK