Confira a programação dos congressos da Fespa Brasil 2020

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 03/03/2020
São quatro dias de palestras sobre temas variados

São quatro dias de palestras sobre temas variados

A Fespa Digital Printing 2020, feira que ocorrerá entre os dias 18 e 21 de março, no Expo Center Norte, em São Paulo, oferecerá diversos congressos gratuitos sobre mercado, gestão, vendas, tecnologias e sustentabilidade para os visitantes e profissionais da área de impressão digital e comunicação visual. Confira a programação:

Dia 18/03: Fórum Fespa Digital Printing

Objetiva levar conhecimentos práticos para o empresário de impressão. Serão abordados conceitos como economia, evolução de processos, automação, impressão UV, baixas tiragens, custo e sustentabilidade.

Dia 19/03: Digital Textile Conference

A sexta edição do congresso de estamparia digital refletirá sobre o crescimento da impressão têxtil. Mostrará como começar e evoluir no mercado, além de apresentar opções de tinta e os setores que a tecnologia atinge.

Dia 20/03: Sales Experience Day

Os assuntos giram em torno de marketing digital, futuro das vendas, precificação x produtividade, inovação e novas possibilidades oferecidas na comunicação visual e impressão digital.

Dia 21/03: Impressão 360

Em parceria com a Faculdade de Tecnologia Senai Theobaldo de Nigris, contará com os professores da instituição para tratar de planejamento, formação de preço, produtividade, preparação de arquivo, controle de cor e comunicação visual.

Dias 18, 19, 20 e 21/03: Ilha da Sublimação

Com curadoria da ComunidadeWEB, a ilha terá palestras com profissionais ligados direta ou indiretamente ao mundo da sublimação e transfer. O participante saberá mais sobre técnicas para produção das artes, dicas de como vender suas criações e como elaborar os custos de trabalho.

Fonte: Fespa Brasil



Mtex promete lançar equipamentos para impressão direta em tecidos na Fespa 2014

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 12/05/2014

Máquinas podem imprimir diretamente em diversos tecidos

Máquinas complementam o processo de impressão direta em diversos tecidos

A Mtex, fabricante portuguesa de impressoras digitais, promete lançar equipamentos para pré e pós-tratamento de tecidos para impressão direta durante a Fespa 2014, a ser realizada entre os dias 20 e 23 de maio, em Munique (Alemanha).

Segundo a empresa, os clientes não precisarão se preocupar com soluções de terceiros para dar conta dos processos  auxiliares que vêm antes e depois da impressão direta no tecido.

Eloi Ferreira, CEO da Mtex, comentou: "Convidamos os visitantes da Fespa a conhecer a empresa. Um novo equipamento com pré e pós-impressão será lançado na feira, para completar nosso portfólio. Orientamos nossos clientes a escolher a melhor solução e damos o suporte que eles precisam. Recentemente, abrimos um showroom na Alemanha, e temos nossa base em Portugal".

Fonte: Large Format Review



Confecção 4.0: tecnologia que revoluciona o setor têxtil

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 04/07/2019
Soluções poderão ser encontradas na feira FuturePrint 2019

Soluções poderão ser encontradas na feira FuturePrint 2019

A Indústria 4.0 engloba automação, robótica e tecnologia da informação (computação em nuvem, big data, simulação e realidade aumentada). Tais inovações, quando aplicadas ao setor têxtil, podem contribuir para a redução de desperdícios e a otimização dos processos, além de possibilitar a manufatura de produtos personalizados em massa, o controle de dados em tempo real e a capacidade de simular processos.

Segundo o especialista em impressão digital, Pedro Dupláa, o setor de confecção foi beneficiado pelas tecnologias da Indústria 4.0: “Essas tecnologias possibilitaram a redução do tempo de produção, de custo, de sobras e de poluentes, por exemplo, e ainda o aumento da produtividade e do faturamento”.

Dupláa explica que as indústrias estão utilizando softwares de Inteligência Artificial (IA) para pesquisar e identificar demandas sem precisar visitar grandes centros de moda como Tóquio, Paris e Nova York. Já na criação de produtos, o software de realidade aumentada está sendo utilizado para expor o produto de forma virtual, removendo a necessidade de criar peças físicas sem antes saber se darão certo. “Com a tecnologia 4.0, as empresas conseguem modelar, prototipar, avaliar modelo, medidas e tamanhos, tudo isso virtualmente. E depois, só então, quando o produto demonstrar real potencial é que as empresas estão partindo para a criação de um modelo físico”, detalha.

De acordo com Dupláa, testes da prototipagem estão sendo substituídos por testes interativos graças ao UI (Interface do Usuário) e UX Design (Design da Experiência do Usuário). “Isso não só economiza tempo e dinheiro como também expõe o produto de teste a uma capilaridade e alcance muito maiores do que a vitrine física de uma loja”, explica.

Na produção, estão disponíveis hoje equipamentos em linha e automatizados. Por exemplo: o tecido passa pela preparação (pré-tratamento), segue para a impressão digital e já é direcionado para a fixação e acabamento, finalizando na mesa de corte a laser. Isso tudo em um espaço menor, se comparado às indústrias convencionais têxteis, e gerenciado por uma equipe reduzida. O processo diminui a emissão de poluentes e sobras, reduz o tempo de produção e melhora a qualidade do produto.

O especialista explica ainda que existem softwares de inteligência artificial, algoritmos e BOTS que estão alterando por completo como a venda é feita e direcionada. Segundo ele, as empresas que estão fazendo uso dessas tecnologias e se inserindo na Indústria 4.0 se conectam não só com a sua região, mas com o mundo inteiro, de forma assertiva, pré-programada e altamente persuasiva, já que o anúncio e a proposta de venda são direcionados sob demanda.

Impressão Digital Têxtil na FuturePrint

As soluções oferecidas na impressão digital têxtil poderão ser conferidas na 29ª FuturePrint (Feira de Tecnologia de Impressão para Mercados de Serigrafia, Sign e Têxtil), que ocorre de 10 a 13 de julho, no Expo Center Norte, em São Paulo. A feira reunirá 250 expositores que representam 650 marcas e espera atrair cerca de 40 mil visitantes.

A feira contará com o Circuito de Impressão Digital Têxtil, chamado de Future Têxtil, que será todo baseado nas indústrias 4.0. O espaço terá sete estações, com o passo a passo da produção de uma estamparia digital têxtil: a pesquisa de mercado, o desenvolvimento do produto, a definição e preparação da imagem a ser impressa, a preparação do tecido, a escolha da melhor tecnologia de impressão e seu respectivo equipamento, o acabamento do tecido e a entrega do produto finalizado para os setores de moda, decoração e calçadista.

Fonte: FuturePrint 2019