Como evitar um envelopamento com falhas e malfeito – Parte 2

Por Eduardo Yamashita em 19/06/2016
Questões climáticas, instaladores não qualificados e negligência na manutenção podem causar problemas e falhas nos envelopamentos

Questões climáticas, instaladores não qualificados e negligência na manutenção podem causar problemas e falhas nos envelopamentos

Além de projeto ruim, concepção exagerada, investimentos malfeitos e dificuldades de instalação provocadas por superfícies difíceis e irregulares, outras questões também podem influenciar negativamente na qualidade final da execução do serviço de envelopamento de carros. Veja quais:

Questões climáticas

A dica é nunca negligenciar a exposição ao Sol à qual o envelopamento será submetido. A questão aqui é sobre a durabilidade e solidez da cor, especialmente em ambientes de alta exposição solar. No entanto, veículo de diferentes regiões sofrem impactos diferentes. Frotas que circularão em regiões altas e ao nível do mar terão de receber cuidados especiais. Quanto maior a altitude, maior será a exposição do veículo ao Sol. Portanto, maior terá de ser a proteção UV necessária.

Deve-se observar a forma como o veículo será utilizado. Ele ficará estacionado em longo prazo como um quadro de avisos estacionário e exposto aos elementos de luz solar constante e direta? Em caso positivo, as cores do envelopamento desaparecerão mais rapidamente. Mas se o veículo for armazenado em uma garagem e conduzido ao longo do dia, as cores terão maior durabilidade.

Portanto, considere sempre a localização e a intensidade de exposição. Certifique-se de empregar materiais com laminado adequado e proteção UV suficiente para lidar com a exposição e manter a aparência adequada, mesmo sob luz solar direta.

A exposição solar tem influência direta na durabilidade do envelopamento

Instaladores não qualificados

Instaladores incompetentes podem causar muitas falhas no envelopamento. As imagens podem parecer boas por alguns dias ou semanas após a instalação, mas depois o vinil começará a levantar nos baixos relevos ou em torno das áreas de curva, formando bolhas e rachaduras prematuramente. Para evitar esse tipo de problema, escolha empresas com cuidado. Certifique-se de que elas tenham instaladores experientes e treinados e que utilizem materiais de qualidade.

Negligência nas manutenções

Pergunte-se: os veículos recebem limpeza e manutenção interior e exterior periodicamente? E como essa programação está sendo gerida? Se os veículos não estão sendo bem conservados antes de envelopados, quais as chances de que serão devidamente cuidados depois de terem sido adesivados?

Não basta apenas usar os melhores materiais, é preciso contar com mão de obra qualificada para o serviço de envelopamento de carro

Se as frotas não têm um programa consistente para manter os veículos limpos, é provável que os responsáveis não tomarão o cuidado apropriado do envelopamento, o que pode causar danos precoces na imagem. Portanto, inclua os cuidados de limpeza como parte do programa de manutenção dos veículos. Os procedimentos que podem prolongar a vida das imagens são:

  • usar detergentes e produtos químicos de pH neutro;
  • não usar equipamentos e lavadoras com jatos de alta pressão;
  • evitar lavar a escova mecânica;
  • usar esponjas macias;
  • não permitir que os combustíveis entrem em contato prolongado com as imagens;
  • limpar de cima para baixo, para que sujeiras e detritos caiam;
  • retirar detritos (respingos de graxa, asfalto, gordura etc.) manualmente com álcool isopropílico e um pano de microfibra.

Enfim, para evitar dores de cabeça, consequências incontroláveis e má reputação no mercado por causa de projetos mal executados de envelopamento de veículos, não esqueça de:

  • ter foco na criação de um projeto eficaz que seja adaptado ao veículo;
  • selecionar materiais de alta qualidade;
  • contar com mão de obra de instaladores experientes;
  • implementar um programa de manutenção adequada para maximizar o retorno sobre o investimento.
Sobre o autor: Eduardo Yamashita é consultor técnico especializado em vinis adesivos, envelopamento de carro e comunicação visual

 



Dicas para evitar o enrugamento do vinil adesivo durante a impressão

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 04/01/2013

Você já deve ter notado que o calor é uma das principais causas do enrugamento do vinil adesivo. Para evitar que isso ocorra, reduza a temperatura de secagem da impressora. Mesmo assim, se a ondulação persistir, tente diminuir ainda mais temperatura – mas cuidado para não deixar de secar a tinta. Se você atingir um nível em que ela já não seca mais, considere então reduzir a quantidade de tinta impressa.

Alguns softwares RIP têm ferramentas que permitem um ajuste direto da quantidade de tinta. Em outros programas, o limite total desse insumo já vem definido de acordo com um perfil de cor, e não pode ser alterado diretamente. Nesses casos, tente criar e usar outros perfis.

O limite total de tinta, muitas vezes, varia entre 250 a 280%, dependendo dos insumos, impressora e substratos utilizados.

Observe também que o número de passadas da impressora influencia na exposição do vinil adesivo ao calor. Aumentar o número de passadas retarda o avanço do material e, portanto, aumenta o tempo em que o substrato fica em contato com o calor. Então, uma indicação é tentar diminuir a quantidade de passadas.

Para evitar que o enrugamento aconteça, o recomendado é seguir as dicas dadas, além de fazer algumas experiências para obter um equilíbrio na produção.

enrugamento do vinil

Uma das causas do enrugamento da película em uma impressora é a exposição a muito calor

Autora: Carol Millar, Especialista de Serviços Técnicos da 3M

Tradução e adaptação: InfoSign



3M lança mais cinco vinis para envelopamento de carro

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 01/02/2014

A linha de vinis da 3M para envelopamento automotivo segue crescendo

A linha de vinis da 3M para envelopamento automotivo segue crescendo

A 3M, fabricante de películas, incrementou a série 1080 de vinis adesivos para envelopamento de carros. Foram acrescentadas cinco opções coloridas. Agora, a linha é composta por 55 filmes, com acabamentos, texturas e tons diferentes. As novidades são:

  • Satin White Aluminum 1080-S120;
  • Matte Indigo 1080-M27;
  • Matte Deep Black 1080-M22;
  • Gloss Deep Blue Metallic 1080-G217;
  • Gloss Charcoal Metallic 1080- G211.

De acordo com a fabricante, os vinis são dual cast, apresentam 3,5mil de espessura e prescindem de impressão e laminação. Os materiais podem ser reposicionados durante a instalação, graças aos canais de liberação de ar e ao adesivo que evita a formação de bolhas.

Vendidos em rolos com largura de 1,52m (60 polegadas), os novos filmes apresentam o certificado 3M MCS, o qual garante a qualidade dos vinis.

Fonte: My Print Resource