Como adesivar paredes e muros texturizados

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 09/07/2021
Aprenda a aplicar vinis em paredes rústicas

Aprenda a aplicar vinis em paredes rústicas

Os especialistas da Imprimax ensinam, neste artigo, a adesivar superfícies irregulares de muros e paredes externas expostas a intempéries. Com a técnica, o material será devidamente moldado e fixado, com um ótimo perfeito.

Para aplicações em superfícies externas, rústicas, porosas e irregulares, como muros de concreto, utilize um material específico como o Digiwall Branco, vendido nas versões semibrilhante e fosca. Trata-se de um vinil mais fino, de 65 micra, que pode receber impressão digital solvente, UV e látex. Como principal característica, a mídia conta com um tack mais agressivo e um adesivo mais resistente; necessários para que a aplicação suporte as condições extremas da instalação outdoor.

Embora esse tipo de trabalho exija materiais e procedimentos mais laboriosos, ele “é um tipo de aplicação de grande valor agregado”, garante Cleber Orsioli, gerente de marketing da Imprimax. Além disso, pode ser aplicado em pequenas superfícies ou áreas muito grandes, cobrindo totalmente dimensões muito espaçosas.

Para a preparação da superfície antes da aplicação, utilize a lavadora de alta pressão para extrair o máximo de impurezas do local (o pano é insuficiente para isso). Aguarde 24 horas para a secagem completa da área que receberá o adesivo. Comece apenas quando a superfície estiver bem seca e sem impurezas.

Comece a aplicação: faça o encaixe da imagem e vá retirando o liner. Nessa primeira etapa, adesive o material com as mãos enluvadas. Em hipótese nenhuma utilize a espátula, pois ela pode marcar o material, estragando o trabalho. Em seguida, utilize rolo e soprador térmico para moldar o vinil às reentrâncias da superfície.

Caso o muro apresente uma saliência maior ou um obstáculo, contorne o adesivo, para adaptá-lo a essa irregularidade.

Para o acabamento, aqueça o material com soprador térmico. O calor torna o material maleável, para que a passagem do rolo adapte o vinil às irregularidades do muro. Esse procedimento, exige um pouco de força e paciência para conferir um acabamento de alto nível.

Wagner Oliveira, instrutor técnico da Imprimax, dá mais uma dica: “É importante se atentar à durabilidade da tinta usada na impressão”, pois o material será submetido a intempérie e condições climáticas variadas. Ou seja, ele será naturalmente desgastado, por isso deverá ter uma resistência maior.

Assista como executar os procedimentos para a aplicação do Digiwall Branco em superfície rústica. Confira também o teste de resistência do material a condições extremas e externas:



Como remover vinil autoadesivo

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 02/04/2017
Confira neste guia básico como executar a retirada de películas adesivas de veículos

Confira neste guia básico como executar a retirada de películas adesivas de veículos

A remoção das películas autoadesivas tende a ser simples. No entanto, é importante levar em conta alguns procedimentos, como, por exemplo, começar a retirada dos vinis pelos cantos, sempre puxando com cuidado, aos poucos e próximo à superfície.

Os resíduos de adesivo (cola) podem ser removidos com um pano embebido em álcool isopropílico (encontrado em farmácias) ou removedor de adesivos.

Observe nas fotos a seguir como devem ser retiradas as películas adesivas (da linha Gold Tuning, da Imprimax) de diferentes de partes do veículo.

Fonte: Imprimax



Color-Logic lança plug-in de separação de cores fluorescentes

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 21/11/2019
O Touch7 Photo Neon possibilita a reprodução de cores especiais

O Touch7 Photo Neon possibilita a reprodução de cores especiais

A desenvolvedora Color-Logic lançou o Touch7 Photo Neon, plug-in para a preparação de arquivos com imagens a serem estampadas com tintas néon ou fluorescentes por impressoras digitais.

Segundo a empresa, o Touch7 Photo Neon funciona de maneira inteligente no nível do pixel, isolando e separando automaticamente os componentes CMY da imagem. A conversão final adiciona até três cores fluorescentes. Por exemplo: uma imagem RGB convertida pelo plug-in se tornará uma imagem RGB com mais três cores néon especiais. Além disso, ele não requer perfis ICC para extrair as separações desejadas.

Richard Ainge, desenvolvedor do Touch7 Photo Neon, explicou: “O Touch7 Photo Neon permite que qualquer designer ou operador de pré-impressão crie rapidamente separações de cores néon ou fluorescentes. Também ajuda a adicionar cores de gama estendida em imagens. Ao combinar o rosa neon com o CMYK, por exemplo, os birôs podem produzir um conjunto totalmente novo de laranjas e vermelhos ­ um efeito inatingível apenas com as tintas CMYK”.

Fonte: Color-Logic