Ceará exporta 38 mil dólares em impressão no primeiro semestre de 2019

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 22/07/2019
Estado sediará a Signs Nordeste 2019, em setembro

Estado sediará a Signs Nordeste 2019, em setembro

Recentemente, o Sindicato da Indústria Gráfica do Estado do Ceará divulgou um estudo, por meio do Sistema FIEC, que traçou um panorama das indústrias gráficas da região, no primeiro semestre de 2019. Segundo o relatório, o Ceará exportou mais de 38 mil dólares em impressão no período. Investindo nesse setor no Nordeste, a Febratex Group, promotora de feiras de negócios, promove entre os dias 10 e 13 de setembro a Signs Nordeste, feira de impressão digital, sinalização e serigrafia, no Centro de Eventos do Ceará (Pavilhão Leste), em Fortaleza. De acordo com a organizadora, cerca de 90% dos espaços já estão comercializados para esta edição deste ano, que é a sexta.

Hélvio Pompeo Madeira, diretor-presidente do Febratex Group, declarou: “Vimos a necessidade de alimentar esse mercado com informação, tecnologia, networking e tudo mais que uma feira como a Signs Nordeste tem para oferecer. O Nordeste agora vai ter mais esta oportunidade de ficar próximo desse núcleo que gera tantos empregos e é tão importante para a economia do país”.

A Signs Nordeste apresentará lançamentos e soluções para os segmentos de serigrafia, comunicação visual, grandes formatos e estamparia têxtil. Além de se atualizar, o visitante terá a oportunidade de ampliar networking: “Neste encontro, estarão alguns dos principais players da indústria de comunicação visual. As empresas irão expor as suas novidades mais recentes, e os participantes poderão ter o olho no olho com vários profissionais do mercado, garante Pompeo.

Na edição anterior, em 2017, houve 80 expositores, 487 marcas e mais de 12 mil acessos.

Fonte: Signs Nordeste



Fujifilm inaugura fábrica de tintas digitais

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 28/01/2013

A planta tem 1800 metros quadrados

A planta tem 1800 metros quadrados

Tradicional fabricante de insumos para impressão digital, a Fujifilm acaba de anunciar a inauguração de uma nova planta em Broadstairs, no Reino Unido. Segundo a empresa, foram gastos mais de quatro milhões de euros para o planejamento e desenvolvimento da construção, além de um adicional de dois milhões e meio de euros para a atualização do departamento de pesquisa e desenvolvimento da fábrica. Ao todo, foram dois anos para a implementação do projeto.

O novo edifício tem 1800m2 e foi construído para aumentar em 56% a produção anual de tintas da empresa, para atender às novas demandas do mercado, que está migrando cada vez mais dos sistemas analógicos (serigrafia, por exemplo) para os digitais.

A fábrica tem a capacidade de produzir seis mil toneladas anuais de tinta, que depois é embalada e vendida em frascos, bolsas ou cartuchos, dependendo do modelo de impressora no qual ela será utilizada.

Mais de 340 empregados trabalham na planta e 80% deles estão envolvidos com pesquisa e desenvolvimento de tintas digitais.

Mais de 340 empregados trabalham na nova fábrica da Fujifilm

Mais de 340 empregados trabalham na nova fábrica da Fujifilm

Colin Boughton, diretor de operações da Fujifilm, comentou: "Nós planejamos tudo meticulosamente, levando em conta a nossa liderança na tecnologia de tintas digitais. Precisávamos ter equipamentos de ponta para garantir uma produção de alto nível, além de ter de aumentar o nosso volume".

Segundo a empresa, todo o projeto faz uso de métodos e processos produtivos que reduzem impactos ambientais. A fábrica emprega, por exemplo, uma caldera que consome 40% a menos de combustíveis fósseis que os sistemas mais convencionais de aquecimento.

Além disso, apenas 7% dos refugos gerados pela fábrica vão para aterros; 23% do lixo retorna como combustível. O restante, 70%, é reciclado. Isso significa que 93% do lixo é reusado de alguma forma.

A fábrica é certificada nas normas ISO 14001 e ISO 9001. E no meio de 2013, a empresa promete a certificação OHSAS 18001, voltada para saúde e segurança no trabalho.

Fonte: Fujifilm. Texto: InfoSgin



Fujifilm apresenta novos equipamentos da linha Acuity Advance Select

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 11/12/2012

impressoras UV da Fujifilm

Impressoras trabalham com tintas Fujifilm UVjet

A Fujifilm, fabricante de equipamentos e tintas digitais, incluiu quatro modelos de impressoras planas UV ao seu portfólio. Realizado no mercado internacional, o lançamento das máquinas visa ampliar o leque de opções técnicas e produtivas aos clientes da linha Acuity Advance Select.

Apresentados em diferentes tamanhos, os novos modelos trabalham com as tintas Fujifilm UVjet, as quais contam com a "Micro-V", tecnologia de dispersão usada na fabricação dos insumos. Segundo a empresa, ela melhora a adesão e a durabilidade dos materiais.

Com quatro canais de tinta, a Acuity Advance Select HD4004 é a opção ideal para as impressões mais simples — apenas com o padrão CMYK.

Já o modelo Acuity Advance Select HD4006 possui seis canais: quatro para o CMYK e os demais adaptáveis para o disparo de verniz e/ou tinta branca.

Para todos os modelos da linha Advance Select, há um sistema rolo a rolo opcional, que trabalha com substratos em bobina. Essa opção permite ao operador ir preparando a mesa de mídias rígidas enquanto a máquina imprime os rolos.

Os equipamentos também possuem mesa com zonas de vácuos que ajudam o operador no carregamento e fixação dos substratos.

Fonte: Fujifilm USA. Texto: InfoSign