Case: impressora UV LED rolo a rolo em birô japonês

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 28/02/2020
Kimura Kanban diminuiu gastos com tinta e laminação

Kimura Kanban diminuiu gastos com tinta e laminação

Acostumado com a solvente, Mitsuo Itoh, gerente de vendas da Kimura Kanban, era um pouco ressabiado com a impressão UV. Embora conhecesse os principais recursos da tecnologia, o executivo achava que as cores reproduzidas por ela eram de qualidade inferior. Um teste feito na UCJV300, da Mimaki, mudou esse conceito: “Eu costumava pensar que as imagens ficavam com tons pálidos, mas não é nada disso: as cores ficam limpas”.

Além de desconfiar da qualidade das imagens, Itoh achava que as UV custavam muito mais que as solventes. Foi um outro engano que ele desmitificou: “Acabei vendo que o preço é praticamente o mesmo”. Mas não só. O gerente também percebeu que as velocidades de impressão de ambas as tecnologias se equivaliam.

Com essas informações, o que era dúvida virou certeza, e o gerente não titubeou na hora de adquirir uma UCJV300-160, UV LED rolo a rolo com recorte integrado, lançada em 2017.

Corte e impressão conjugados

A Kimura Kanban já possuía uma Mimaki JV300-130, que era o principal equipamento da empresa. No entanto, a UCJV300-160 foi recentemente promovida ao status de máquina principal. Além das vantagens das tintas UV, a impressora tem recorte conjugado. Trata-se de uma capacidade que permite o corte preciso de letras. Se marcas de registro forem impressas, os banners estampados na JV300-130 também podem ser acabados na UCJV300-160 (e sem a necessidade de ajustes finos).

Mitsuo Itoh, gerente de vendas da Kimura Kanban, comenta os benefícios trazidos pela impressora UV LED rolo a rolo

Benefícios das tintas

Basicamente, a Kimura Kanban produz banners de 1m x 6m. Com a UCJV300-160, esses materiais levam aproximadamente 30 minutos para serem impressos e podem ser imediatamente enviados para o acabamento e expedição, isso porque a tinta UV não requer tempo de secagem.

A tinta da UCJV300-160 deu mais uma vantagem competitiva ao birô japonês: ele excluiu a aplicação de laminações sobre as imagens de banners de vida útil mais curta. A razão é que a UV é mais resistente e dispensa revestimentos de proteção, o que economiza recursos e tempo.

Outro grande diferencial é a tinta branca de alta densidade. Ela serve de base (fundo) de imagens em mídias transparentes e coloridas, o que aumentou o leque de possibilidades e vendas da empresa.

No caso da Kimura Kanban, a tinta branca, além de possibilitar a ampliação de portfólio, permitiu a redução de custos em impressões de mídias coloridas. Por exemplo: em vez de imprimir um fundo amarelo em um banner branco, utiliza-se um banner amarelo e imprime-se apenas as partes da imagem e letras em branco. No total, menos tinta é gasta.

A tinta branca possibilita o uso de mídias coloridas

A Kimura Kanban percebeu outro grande benefício dado pela tinta UV: a resistência à abrasão. Como os trabalhos em banner envolvem costura (no acabamento), é comum que a impressão fique riscada por falha nesse processo. “Os riscos são facilmente percebidos, especialmente em pretos chapados”, revelou Itoh. Por serem mais resistentes, as tintas UV não arranham com facilidade, o que mantém a qualidade e a integridade do banner.

O gerente da Kimura Kanban ressalta ainda mais uma vantagem da UV em relação à solvente: se alguém tocar acidentalmente na mídia, impressões digitais podem ficar marcadas e aparecer nas partes em que a tinta foi aplicada, o que causa problemas e falhas, algo que raramente ocorre com a UV.

A empresa

Sediada em Tóquio (Japão), a Kimura Kanban foi inaugurada em 1929. Até a aquisição de sua primeira plotter de recorte, em 1987, a atividade básica da empresa era fornecer placas de sinalização pintadas à mão. No final dos anos 1990, tornou-se um birô de impressão ao adquirir um equipamento inkjet de grande formato.

Foi em dezembro de 2017 que a Kimura Kanban entrou para o segmento UV ao instalar uma unidade da Mimaki UCJV300-160.

Atualmente, o trabalho mais usual do birô é a produção de banners, principalmente para sinalização de trânsito.



Xaar lança cabeça de impressão Xaar 1002

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 13/03/2014

A Xaar, fabricante de cabeças de impressão, anunciou o lançamento da Xaar 1002, uma nova versão da Xaar 1001, cabeça apresentada há sete anos e bastante difundida no mercado internacional. O novo dispositivo incorpora a tecnologia TF da Xaar, com recirculação de tinta e design otimizado para aplicações de impressão inkjet única passada, voltada para os mercados de decoração, embalagens, rótulos, etiquetas e laminados.

Novidade é um aperfeiçoamento da cabeça Xaar 1001

Novidade é um aperfeiçoamento da cabeça Xaar 1001

Manufaturada na fábrica de Huntingdon (Reino Unido), cuja capacidade produtiva é de 20 mil unidades por semana, a Xaar 1002 tem as mesmas dimensões de sua antecessora (Xaar 1001), embora ofereça maior precisão nos disparos de gotas e utilize novos componentes eletrônicos como o HPC3 (Head Personality Card), que otimiza o desempenho do dispositivo.

Mark Alexander, diretor de marketing da Xaar, comentou: "A Xaar 1002 oferece uniformidade de impressão, reproduzindo tons mais suaves e cores mais sólidas. Ela também tem set-up mais rápido".

Fonte: Output Magazine



Summa apresenta nova mesa de corte F1832

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 14/02/2018
F1832 é indicada para acabamento em mídias rígidas, tecidos e substratos em bobina

F1832 é indicada para acabamento em mídias rígidas, tecidos e substratos em bobina

A fabricante Summa anunciou no mercado internacional a F1832, mesa de corte com área de trabalho de 184cm de largura. Indicada para acabamento de peças de comunicação visual e impressão de grande formato, a máquina pode trabalhar mídias em rolo com até 150cm de largura, placas rígidas de 152 x 304cm e tecidos com 183cm.

A F1832 faz parte da Série F da Summa, que é conhecida por cortar uma ampla gama de substratos e empregar ferramentas e módulos de corte. As mesas da linha também incluem zonas de vácuo e modo tandem. Outra função dos equipamentos é o Controle Automatizado de Profundidade, que simplifica e agiliza as mudanças de facas e diminui erros de operação.

Geert Pierloot, gerente de negócios e desenvolvimento da Summa, declarou: “A F1832 é uma solução com um grande número de recursos, como o transportador padrão, modo Tandem e sistema de câmera, que expandem ainda mais as capacidades do equipamento e aumentam sua produtividade”.

Fonte: Summa