Adesivação de vidro: a seco ou molhada?

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 14/07/2021
Confira dicas e técnicas de aplicação de vinis em vidros

Confira dicas e técnicas de aplicação de vinis em vidros

Qual é a melhor forma de aplicar o vinil adesivo em vidros? A seco ou molhada? Este artigo, preparado por Fernando Bifulco, instalador técnico da Imprimax, ensina as técnicas e os procedimentos corretos para executar uma adesivação perfeita em janelas e vidraças.

Antes de começar a instalação, separe e verifique a integriadade e a qualidade de ferramentas como o rodinho e as espátulas (dura, mole e de acabamento). Para a aplicação úmida, é necessário preparar a solução aquosa (na proporção de um litro de água para uma gota de sabão neutro).

A primeira etapa comum aos dois tipos de aplicação é a limpeza da superfície onde será colada a imagem. Para remover totalmente a sujidade do vidro, recomenda-se o uso de um aparelho com lâmina ("ratinho") para a retirada de partículas maiores. Depois, passe álcool isopropílico, que evapora mais rápido, para desengordurar a área toda. Use pano de microfibra pois ele não solta resquícios.

Outro procedimento fundamental é escolher o vinil adequado para a aplicação. Recomenda-se o Frosted, da linha Jateados da Imprimax, que é compatível com todas as impressoras de grandes formatos, além de ter as qualidades necessárias para uma aplicação a seco ou úmida.

Aplicação a seco

Comece a aplicação destacando, pela parte superior da folha, o frontal do liner. Descole aproximadamente 20cm do vinil, sempre tomando cuidado para não vincá-lo. Alinhe o material e dobre o liner (do meio para as pontas).

Encaixe a parte superior da folha à parte superior do vidro. Caso a vidraça tenha suportes, utilize-os para prender o material e, em seguida, confira se a imagem está corretamente posicionada. Em caso positivo, comece a espatulação: faça movimentos de dentro para as pontas e utilize apenas a metade da espátula, em ângulo de 45º. Essa técnica evita bolhas de ar e ajudar a manter o vinil em seu local correto.

Comece a espatular pela parte superior da imagem, e vá descendo até a ponta inferior da película. Não retire o liner de uma vez, destaque-o aos poucos e em concomitância com a adesivação. Enrole a sobra do papel para que ela não atrapalhe na instalação.

Cole o material por inteiro e, sem seguida, comece o acabamento. A primeira etapa é moldar o vinil aos suportes e acessórios que compõem a vidraça. Para isso, apoie e deslize com cuidado a lâmina (nova e sem nenhum desgaste) sobre a superfície da peça. Esse procedimento cria pequenos cortes por onde o ar deverá ser retirado por uma nova espatulação, que também servirá para adaptar totalmente a película às irregularidades.

Em seguida, cuide dos refiles das laterais. Para o acabamento de áreas chanfradas, apoie a lâmina em ângulo e, sem fazer pressão, deslize (de cima para baixo) o estilete para cortar o excesso de material. Como resultado, haverá um casamento perfeito entre as extremidades do vinil e do chanfro.

Para o acabamento da parte inferior da película, use a espátula dura de cantos redondos para demarcar a parte do vinil que será removida. Corte e retire a película, tomando cuidado para puxar corretamente a mídia. Em seguida, use a espátula com cantos retos para dar o retoque final.

Embora exija mais controle e conhecimento do instalador, a aplicação a seco demanda menos tempo para o trabalho. Por isso, é indicada para quem precisa executar serviços mais rápidos.

Aplicação molhada

Molhe o vidro com a solução de água e sabão. Na sequência, posicione o vinil sobre a superfície. Atente-se para que a imagem esteja voltada para a vidraça. Estabilize o material, retire o liner e umedeça completamente o adesivo da película. Depois, vire o material e posicione-o corretamente. A seguir, comece a espatulação pela parte superior, retirando a água pelas laterais. Vá descendo, até que a mídia esteja totalmente aderida. É imprescindível a remoção plena de líquidos, para garantir a qualidade da aderência da cola ao vidro. Para tanto, recomenda-se utilizar um rodo para puxar e remover quaisquer resquícios sob a vinil.

Para aderir o filme nas laterais, aplique o calor do soprador térmico (na velocidade 1) e pressione o vinil com a espátula. Se mesmo assim o material não colar, é porque há excesso de água. Por isso, é imprescindível aguardar a secagem total do material. Os demais procedimentos de acabamento são os mesmos empregados na ténica a seco.

A aplicação molhada não exige muito esforço do instalador. Portanto, é mais fácil de ser executada. Porém, demandará mais tempo para o acabamento da peça. Isso porque a instalação só ficará pronta após a secagem total da água. Essa técnica também é indicada para quando a película receber impressão digital ou for submetida ao calor do transporte, que tornam o vinil mais maleável.

Agora que você aprendeu as técnicas, assista ao vídeo para saber como colocá-las em prática:



Nova mídia de sinalização à base de papel

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 17/11/2020
ENVIsual é placa fabricada com recursos sustentáveis

ENVIsual é placa fabricada com recursos sustentáveis

A Monadnock Paper Mills, fábrica de papel em operação há mais de 200 anos nos Estados Unidos, apresentou uma “alternativa não plástica” de mídia para comunicação visual de varejo. Trata-se da ENVIsual, placa reciclável à base de fibra, certificada pelo FSC e fabricada com carbono neutro e energia eólica.

Alternativa às mídias de estireno, a ENVIsual faz parte do portfólio de materiais sustentáveis da Monadnock, e pode substituir produtos tradicionais à base de plástico.

Julie Brannen, diretora da Monadnock, declarou: “Continuaremos a oferecer os atributos de desempenho, sustentabilidade e qualidade premium exigidos pelas marcas e varejistas de hoje”.

O ENVIsual Board pode receber impressão digital e tem o poder de resistir a flutuações de temperatura e umidade. Sua superfície é fácil de limpar e higienizar e tem flexibilidade de borda superior, de modo que não racha.

Com revestimento branco brilhante, a mídia não requer tratamento Corona e está disponível no formato de 1,2m x 2,4m.

Fonte: Monadnock



Organizadoras registram êxito da primeira edição do Fespa Brasil Fórum

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 09/12/2015
Evento percorreu seis cidades brasileiras no segundo semestre de 2015

Evento percorreu seis cidades brasileiras no segundo semestre de 2015

Entre os meses de outubro e novembro de 2015, a APS Feiras e a Fespa promoveram o Fespa Brasil Fórum, evento sobre tecnologias e tendências de impressão digital realizado em São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Curitiba, Blumenau e Brasília.

Um dos principais diferenciais do evento foi a apresentação do Fespa Print Census, estudo realizado em parceria com o InfoTrends com o objetivo de levantar dados mercadológicos e identificar tendências. O Brasil participou do censo por meio de empresários que responderam a questionários durante a feira Fespa Brasil 2015. Como resultado, a pesquisa apontou tendências como confiança do empresário em seu negócio, a evolução da impressão digital e o crescimento da estamparia digital.

Alexandre Keese, diretor da APS Feiras, declarou: “A realização de encontros repletos de informações como o Fespa Brasil Fórum é fundamental para o mercado. Nós, da APS e Fespa, conseguimos atingir nossos objetivos levando aos empresários e profissionais de impressão um conteúdo relevante. Tais ensinamentos agregam valor e fazem com que o planejamento seja melhor direcionado. O sucesso reforça o compromisso do reinvestimento em ações que elevem o nível do mercado”.

A organização promoverá mais um evento relacionado ao fórum durante a terceira edição da feira Fespa Brasil, que ocorrerá entre os dias 6 e 9 de abril de 2016, no Expo Center Norte, em São Paulo.

Fonte: Fespa Brasil