Zünd apresenta nova fresa de diamante policristalino

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 12/09/2017
P201 é indicada para acabamento em acrílico

P201 é indicada para acabamento em acrílico

A fabricante suíça Zünd anunciou a nova P201, fresa de diamante policristalino (PCD) indicada para polir bordas e sulcos de substratos de acrílico. O dispositivo foi desenvolvido para uso em mesas de corte da empresa.

Segundo a empresa, a fresa possui uma borda de corte mais longa (de 16 mm), que permite polir materiais em uma única passagem. Além disso, tem diâmetro de 5,5 mm e aresta de corte tratada com laser. Por isso, pode ser usada para ranhuras com mais de 6mm de largura.

A versão P201-A da fresa é vendida com anel de parada, indicado para aplicações totalmente automatizadas com o Zünd ARC. Para facilitar a identificação e o rastreamento, o tipo de fresa e o número do lote são gravados a laser em seu eixo.

Fonte: Zünd



Roland organiza 3º campeonato de engenheiros de serviços

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 06/02/2018
Global SE Awards 2018 será realizado no Japão, entre os dias 23 e 25 de abril

Global SE Awards 2018 será realizado no Japão, entre os dias 23 e 25 de abril

A Roland DG, fabricante de impressoras jato de tinta e dispositivos 3D, anunciou a Global SE Awards 2018, terceira edição do campeonato de engenheiros de serviços que será realizado em Hamamatsu, no Japão, entre os dias 23 e 25 de abril. Os participantes da competição são profissionais envolvidos na reparação e manutenção dos equipamentos da empresa.

No Global SE Awards 2018, as habilidades dos competidores serão testadas em duas categorias: Impressoras Jato de Tinta e Equipamentos 3D. As competições abrangem todas as regiões, o período de novembro de 2017 a fevereiro de 2018 e 778 engenheiros de serviços certificados Roland DG Care. Trata-se da maior taxa de participação até o momento.

A seleção se baseará no desempenho dos participantes nas competições locais que, além do conhecimento e nível de habilidade, também mediram a qualidade das atividades diárias e o compartilhamento do conhecimento com os colegas. Os 28 finalistas colocarão suas habilidades em teste por meio de exames práticos e escritos.

Takaaki Koshita, gerente geral de serviços técnicos, declarou: “Para a competição de 2018, aumentamos a gama de produtos, porque queremos oferecer a mesma excelência em serviço a todos os clientes que usam nossa extensa linha de equipamentos. Desenvolvemos uma plataforma on-line que permite aos engenheiros compartilhar regularmente seus serviços e conhecimentos como membros de uma equipe global. O campeonato concede aos selecionados de cada região a oportunidade de compartilhar suas habilidades. Como líderes nas suas respectivas regiões, esperamos que isso sirva como uma forma de elevar o nível de qualidade do serviço em âmbito mundial”.

Em 1981, a Roland DG estabeleceu um serviço de atendimento e suporte chamado Roland DG Care, que visa garantir que seus produtos funcionem por muitos anos e proporcione tranquilidade aos clientes. Além disso, a empresa executa um programa de certificação de engenheiros de manutenção, que possui uma escala de avaliação baseada em pontos para garantir certificações objetivas. Os pontos adquiridos foram utilizados para selecionar os participantes para as competições locais da World SE Awards 2018.

Fonte: Roland Brasil



Dicas de armazenamento de vinil autoadesivo

Por Eduardo Yamashita em 18/11/2013

A primeira dica é fazer um levantamento de todos os substratos (mídias) usados na empresa. Se você trabalha com adesivação e envelopamento, vai encontrar vinis autoadesivos em rolos, folhas recortadas e imagens impressas. A seguir, veja a melhor forma de armazená-los.

Ambiente

Para armazenar os substratos, é necessário ter um ambiente seco e limpo (livre de sujeira e água). Isso porque as partículas sólidas podem contaminar a superfície dos filmes de PVC (dos vinis).

A contaminação afeta o desempenho da mídia. Já a umidade pode ser absorvida pelo liner (de papel), o que diminui a estabilidade do vinil durante a impressão ou o recorte.

Temperatura do ambiente

A temperatura do ambiente deve ser controlada. O ideal é trabalhar entre 20ºC e 30ºC. Lembre-se: a performance do adesivo do vinil pode ser alterada em ambiente com temperatura elevada. Além disso, o tempo de vida do material fica reduzido.

Outro componente que pode ser afetado é o PVC. Existe a possibilidade de o plastificante migrar para a superfície do filme, contaminando-o e provocando problemas na impressão digital; se migrar para a camada de adesivo, diminui a vida útil do vinil autoadesivo.

Umidade do ar

A umidade do ar deve ser controlada pelos mesmos motivos descritos no item anterior. Recomenda-se que ela fique em torno de 50% – e nunca mais de 75%.

Equipamentos

Equipamentos de controle de umidade são caros. Por isso, é comum ver empresas utilizando apenas condicionadores de ar, que são removedores de umidade. Então, se você os utiliza para diminuir a temperatura, saiba que eles também removem a umidade do ar do ambiente.

Se possível, invista em equipamentos de controle de umidade de ar

Se possível, invista em equipamentos que controlam a umidade de ar

Armazenamento

Importante: os rolos de vinil devem ficar suspensos, pois dessa forma o peso da mídia não se concentra numa região da bobina, assim não se formam marcas cíclicas na impressão e no filme de PVC. Há materiais cuja embalagem tem um suporte que evita o contato da mídia com qualquer superfície.

A dica é não descartar o suporte que vem na embalagem. Ele é fundamental para manter o material em suspensão (a imagem abaixo ajuda a entender isso) e diminui o espaço ocupado pelos rolos de vinil autoadesivo.

Armazenamento de rolos suspensos

Armazenamento de rolos suspensos

Evite armazenar os rolos em pé, pois as bordas das bobinas podem ser contaminadas e também absorver umidade indesejada. Nunca os deixe na posição horizontal nem apoiados a uma superfície (mesa, piso, prateleira etc).

Proteja os rolos com um saco plástico para não acumular poeira. Use os plásticos que vêm nas próprias embalagens dos rolos.

No caso das folhas cortadas, armazene-as em montes embalados com filmes plásticos, para não sofrerem contaminações de poeira e para manter a umidade do liner do vinil.

Evite armazenar os rolos em pé ou deitados e apoiados

Evite armazenar os rolos em pé ou deitados e apoiados

As imagens impressas devem ser enroladas e armazenadas. Nunca use diâmetros menores que o do tubete original. E jamais enrole a mídia de maneira que a imagem fique "voltada" para dentro. Isso prejudica a performance do material. Para proteger a última volta do rolo, enrole um plástico ou papel. E não empilhe as imagens umas sobre as outras, pois as debaixo podem ser prejudicadas pelo peso das que ficam em cima.

Para finalizar, é importante destacar a importância da vida útil dos materiais. Obedeça sempre as instruções do fabricante e respeite os prazos de validade. Caso contrário, você poderá enfrentar problemas de baixa aderência do vinil à superfície.

 

Gostou do artigo? Você também vai se interessar pelas matérias abaixo:

 

Sobre o autor: Eduardo Yamashita é consultor técnico especializado em vinis, envelopamentos de carro e comunicação visual.