Zünd apresenta nova ferramenta de corte e gravação

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 17/01/2017
Novo RM-L tem potência de 3,6kW e torque de 0,7Nm

Novo RM-L tem potência de 3,6kW e torque de 0,7Nm

A fabricante Zünd anunciou o RM-L, novo módulo de corte, gravação e acabamento para diversos substratos, como Plexiglass, policarbonato, alumínio, Dibond, MDF, entre outros. O maquinário incorpora um spindle (refrigerado a água) com pinça pneumática, potência de até 3,6kW e torque de 0,7Nm. Além disso, conta com um sistema de extração de pó para manter a área de trabalho sempre limpa.

Segundo a empresa, o uso do RM-L diminui os tempos de troca de ferramentas, o que auxilia sobretudo nos fluxos de trabalho que envolvem diferentes produtos personalizados e projetos complexos. Além disso, substratos mais densos e duros podem der processados a velocidades e profundidades maiores, o que reduz o número de passes e aumenta a produtividade.

O módulo também vem equipado com o MQL, sistema de lubrificação de quantidades mínimas que mantém o bit lubrificado para diminuir atritos. Assim, pouco calor é gerado durante a produção, o que aumenta a vida útil do bit e permite velocidades maiores de processamento.

O RM-L tem um sistema de compensação de superfície que determina a espessura do substrato e detecta inconsistências. Durante o processamento, o sistema compensa variações e faz ajustes de profundidade. Para trabalhos de gravação, isso evita problemas causados por diferenças na espessura do substrato.

Para acomodar diferentes diâmetros de eixo, são utilizados suportes HSK-E25, que permitem o uso de uma gama maior de bits no mesmo módulo de router, e o ARC HSK troca automaticamente os bits.

Fonte: Zünd



Transfer em camiseta: como aplicá-lo com filme PU (impressão digital)

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 18/01/2013

Veja, passo a passo, como se faz transfer com filme PU

Veja, passo a passo, como se faz transfer com filme PU

Você tem uma impressora solvente (grande formato) e uma plotter de recorte? Ou mesmo um equipamento com as duas tecnologias conjugadas? Uma boa pedida para ambos os casos é o transfer, em camiseta, realizado com filme de PU. Para trabalhar com ele, não tem muitos segredos.

Confira, na galeria a seguir, como fazer a transferência com filme de PU (indicado para tecidos sintéticos). O material utilizado para o procedimento foi o PUFilm, da Imprimax, que é indicado para aplicações de curto ou médio prazo. O frontal, que tem aparência fosca e sem textura, é de PU branco (com 120 micra de espessura). Já o liner (papel protetor) é de poliéster (com 75 micra).

Fonte: Imprimax. Edição: InfoSign



Leister apresenta novo modelo de soldadora

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 10/04/2017
Hemtek ST pode operar a uma velocidade de 12 metros por minuto

Hemtek ST pode operar a uma velocidade de 12 metros por minuto

A Leister, fabricante de equipamentos, anunciou a Hemtek ST, máquina estacionária para acabamento de soldas abertas ou fechadas de lonas.

Após a instalação adequada sobre uma mesa, a máquina pode ser utilizada para emendar lonas a uma velocidade de até 12 metros por minuto e 3400 watts de potência.

Segundo a empresa, a Hemtek ST é operada por meio de um pedal, o que deixa as mãos do usuário livres para guiar o material através do equipamento.

Temperatura, velocidade e fluxo de ar podem ser ajustados no painel de controle. A pressão pode ser ajustada diretamente no rolo de pressão e não há necessidade de ferramentas adicionais para balizar o material.

Fonte: Leister