VinilSul inaugura unidade em Brasília

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 14/10/2013

Fachada da nova unidade da Vinilsul, em Brasília

Fachada da nova unidade da VinilSul, em Brasília

A VinilSul, distribuidora de materiais para comunicação visual, acaba de inaugurar mais uma unidade (a oitava). Brasília é a cidade onde a nova planta foi instalada.

Com uma área aproximada de 500m², a sede deve priorizar a venda de produtos como tintas, chapas para letra-caixa, materiais para impressão UV, faixas refletivas para caminhão e vinis para recorte. Futuramente, a unidade vai oferecer outros itens do portfólio da empresa.

A VinilSul Brasília objetiva melhorar o atendimento a clientes de Goiânia. Vinícius Melo, responsável pela nova filial, acredita que, com essa iniciativa, a empresa estará construindo relações mais sólidas com o mercado local.

Fonte: VinilSul



Epson investirá 16 bilhões de ienes em novo centro de inovação

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 08/10/2017
Um novo edifício abrigará departamentos de pesquisa, vendas e impressão digital

Um novo edifício abrigará departamentos de pesquisa, vendas e impressão digital

A Epson, fabricante de impressoras digitais, investirá 16 bilhões de ienes (aproximadamente 142 milhões de dólares) para construir um novo edifício na cidade de Shiojiri, no Japão. Trata-se de um centro de inovações que abrigará um laboratório de teste de estamparia têxtil e uma fábrica para prototipagem e sistemas comerciais e industriais de impressão de grandes volumes.

Com área total de 37.650m², o centro terá três andares: o primeiro conterá a fábrica e o laboratório de teste, o segundo e o terceiro abrigarão uma série de escritórios.

O trabalho de construção está programado para começar em 2018. Já as operações deverão começar em torno de março de 2020.

Parte de um plano que visa a expansão no mercado de impressão digital, o novo edifício reforça a capacidade da Epson em pesquisa, desenvolvimento e produção de equipamentos para impressão comercial e industrial. A empresa também espera obter maior eficiência operacional, unindo departamentos relevantes em um mesmo local.

Segundo a empresa, a impressão digital comercial e industrial é uma área muito importante nos planos de médio e longo prazo da Epson. Já nos mercados de sinalização e estamparia têxtil digital, a marca está expandindo e atualizando suas linhas de impressoras.

Fonte: Epson



Roland DG passa a oferecer ensino a distância

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 25/08/2015
Roland Academy Online foi apresentando na feira Serigrafia Sign 2015

Roland Academy Online foi apresentando na feira Serigrafia Sign 2015

Entre as novidades que a Roland DG Brasil levou para a feira Serigrafia Sign 2015 estava o Roland Academy Online. Lançada com exclusividade no evento, a versão on-line da ferramenta de treinamentos pode ser utilizada por todos os clientes da fabricante.

A Roland DG já oferecia a forma presencial de treinamentos, que são realizados no showroom da empresa e contam com especialistas preparados para esclarecer dúvidas e demonstrar as funções dos produtos.

Anderson Clayton, Chief Business Development Officer, declarou: “Sabemos que temos uma marca sólida e consagrada pela qualidade de nossos equipamentos. Porém, durante a edição de 2015 da Serigrafia Sign confirmamos que também somos reconhecidos como uma empresa que prima pelos serviços oferecidos. E quem decide por um equipamento Roland DG afirma que este é o fator que faz a diferença na escolha. É assim que queremos nos colocar: como um parceiro, que trabalha junto, que busca novas soluções para o negócio de cada cliente ”.

O projeto Roland Academy Online adota o modelo de ensino a distância (EAD), que se transformou nos últimos anos em uma das principais opções de aprendizado educacional e empresarial.

O crescimento mundial dos Learning Management System (Sistema de Gestão do Aprendizado) confirma que o ensino a distância foi incorporado ao mundo corporativo. Atualmente, 77% das empresas norte-americanas oferecem esse modelo de treinamento para melhorar o desenvolvimento profissional de seus colaboradores. Já no Brasil, a perspectiva é dobrar o número de alunos em cinco anos, segundo a Associação Brasileira de Ensino a Distância (Abed).

Fonte: Roland DG Brasil