Vinil adesivo: como realizar instalações bem-sucedidas

Por Eduardo Yamashita em 28/04/2014

Para garantir a aplicação correta do vinil adesivo em carros, vans, caminhões e em qualquer superfície lisa não porosa, a recomendação é seguir os procedimentos descritos abaixo. Por meio deles, é possível obter a instalação profissional de imagens diversas, como nomes, logos e letras.

Etapa 1 – Limpeza da superfície

A melhor maneira de garantir a aplicação da imagem é preparar a superfície, deixando-a limpa. Esse procedimento é uma obrigação. Portanto, certifique-se de que a superfície está limpa e livre de graxa, óleo, insetos e piche. Observe também se ela está enferrujada ou lascada.

Verifique se o veículo foi pintado recentemente. Em caso positivo, antes de prosseguir com a instalação, confirme a recomendação do fabricante sobre o tempo de cura da tinta.

Para a limpeza da superfície, na maioria dos casos, é necessário atacá-la com um líquido de limpeza ou solvente apropriado. No mercado, há uma série de soluções de solventes projetadas para remover gordura e cera.

O segundo passo na limpeza da superfície é remover óleos e umidade restantes (inclusive a umidade escondida em emendas e rebites), que podem gerar falhas e prejudicar a instalação futuramente. Por fim, antes de começar a instalação, execute a limpeza da superfície com álcool isopropílico.

Um dos pontos vitais para a instalação perfeita de vinil é a limpeza correta da superfície

Um dos pontos fundamentais para a instalação perfeita de vinil é a limpeza correta da superfície

Etapa 2 – Controle do ambiente de trabalho

Para garantir a aplicação correta, realize a instalação do vinil adesivo em temperatura média (nem muito quente nem muito fria). Segundo especialistas, o ambiente ideal deve ficar entre 18ºC e 25ºC. O vinil até pode ser instalado em locais com temperaturas abaixo de 10ºC ou de até 35ºC. Porém certamente o aplicador terá muito mais dificuldade para trabalhar com as devidas propriedades do vinil.

Temperatura, umidade e luz solar podem afetar a instalação da imagem. A temperatura ideal varia conforme o instalador e o tipo (fabricante) de vinil. Enquanto alguns preferem 20ºC, outros preferem temperaturas mais baixas. Se estiver muito quente, o vinil pode aderir à superfície rápido demais, diminuindo o tempo para reposicionar a imagem.

A umidade muito alta pode amolecer o vinil e umedecer o suporte de papel (liner), o que torna a sua remoção mais difícil. A falta de umidade, no entanto, provoca a formação de bolhas, pois o vinil fica mais rígido, isso dificulta a espatulação.

Empregar aplicação úmida é uma das maneiras mais eficazes de lidar com o calor e a umidade. Ela resfria a superfície e permite ao instalador reposicionar o vinil antes que ele seja aplicado. Instaladores experientes preferem usar a técnica a seco, pois a úmida tende a ser mais demorada por exigir a remoção da água.

O controle das variáveis ambientais melhora as condições da aplicação do vinil adesivo

O controle das variáveis ambientais melhora as condições da aplicação do vinil adesivo

CUIDADO: O uso demasiado de sabão impedirá a adesão do vinil à superfície. Ele deve ser o suficiente para "quebrar" e suavizar a superfície da água. Lembre-se também que, quanto mais água você usar, mais água você terá de remover após a aplicação.

Evite empregar a técnica de instalação úmida nas seguintes condições:

  • Aplicação em rebites e emendas: levará muito tempo para que a água saia dessas áreas. A umidade por trás do vinil faz ele levantar com o tempo;
  • No inverno e em temperaturas mais frias: o tempo mais fresco retarda a evaporação da água.

A instalação de imagens impressas em vinil adesivo pode parecer difícil, mas com prática e paciência, vale a pena. O vinil é um meio barato de publicidade e oferece a capacidade de fazer alterações facilmente.

Gostou do artigo? Você também vai se interessar pelas matérias abaixo:

Sobre o autor: Eduardo Yamashita é consultor técnico especializado em vinis adesivos, envelopamento de carro e comunicação visual

Sobre o autor: Eduardo Yamashita é consultor técnico especializado em vinis adesivos, envelopamento de carro e comunicação visual

 



Epson apresenta novo RIP Edge Print

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 27/03/2018
Software foi desenvolvido para as impressoras digitais têxteis da Epson

Software foi desenvolvido para as impressoras digitais têxteis da Epson

A fabricante Epson anunciou o Edge Print, software RIP exclusivo para as impressoras digitais têxteis da marca.

Capaz de processar dados Post Script de vários tipos de formatos por meio do PS da Adobe, o aplicativo foi inicialmente lançado para o modelo SC-F9300, mas suportará também as impressoras sublimáticas SC-F6200, SC-F7200 e SC-F9200.

O software roda no Windows, com configuração simples, e permite administrar até quatro impressoras por meio de ferramentas de nesting, gerenciamento de arquivos, controle de cores e triagem, entre outras funções.

Segundo a empresa, o RIP aplica perfis para reproduzir maior da gama de tons, gradações mais suaves, constância de cores e redução da granulação. Além disso, trabalha em harmonia com tecnologias exclusivas da Epson, como a Precision Dot, a Half Tone Module, a LUT (Look-up Tables) e a Micro Weave.

O Epson Control Dashboard faz parte do RIP e fornece dados sobre o status do equipamento. Também oferece a opção de baixar configurações de impressão da biblioteca Epson e enviá-las diretamente para a impressora.

Neil Greenhalgh, gerente de produtos têxteis da Epson Europe, declarou: “O RIP pode calcular o valor de cada impressão, com base no consumo de tinta e papel, o que proporciona melhor noção dos gastos de cada trabalho. Trata-se de uma solução completa, que fornece resultados confiáveis, reduz o desperdício e permite o dimensionamento da produção, o que aumenta os negócios e acelera a produção”.

Fonte: Epson



Avião ganha envelopamento especial para divulgar filme O Hobbit

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 30/11/2012

envelopamento avião

Hobbits pegam carona no Boeing da Air New Zealand

Um dos aviões da companhia aérea Air New Zealand recebeu uma imensa adesivação para celebrar o lançamento do filme "The Hobbit: Unexpected Journey" — o primeiro de uma trilogia assinada por Peter Jackson.

A produção, gravada na Nova Zelândia, está contando com uma enorme publicidade mundo afora — e o Boeing 777-300ER faz parte desse projeto. "É maravilhoso ver uma imagem tão deslumbrante celebrando nosso filme em um dos aviões da companhia", exultou Jackson.

O "outdoor voador" deu tão certo que a empresa já planeja fazer um envelopamento similar para divulgar o segundo filme da série: "The Hobbit: The Desolation of Smau" (ainda sem tradução para o português).

envelopamento de avião

"Outdoor voador" divulga filme baseado na obra de Tolkien

Como foi o envelopamento

O birô neozelandês Admark, que já havia decorado aeronaves para a divulgação da trilogia "O Senhor dos Anéis", foi o responsável por imprimir e aplicar 830mde vinil no avião da Air New Zealand (com 73 metros de comprimento).

Laurie Pilling, diretora de marketing da Admark, disse que o projeto empregou 400 horas, 126 quilos de vinil adesivo e 28 pessoas, incluindo designers, impressores e adesivadores. O trabalho todo se resumiu em dividir a imagem gigantesca em várias partes, imprimi-las em películas e juntá-las na aplicação, realizada na cidade de Auckland.

O vinil usado no envelopamento foi especialmente desenvolvido pela 3M, testado pela Força Aérea dos Estados Unidos e aprovado pela Autoridade Federal de Aviação desse mesmo país. O material tem capacidade de resistir a alta pressurização e velocidades acima de 1.000 quilômetros por hora. A película da 3M também suporta enormes variações de temperatura: de -60ºC (a 35.000 pés de altura) a 60ºC (nos tórridos verões de países como os EUA).

Interessado em mais informações? Assista ao vídeo dos "Hobbits voadores":

.
Fonte: Admark. Texto: InfoSign
.