Vinil adesivo: como realizar instalações bem-sucedidas

Por Eduardo Yamashita em 28/04/2014

Para garantir a aplicação correta do vinil adesivo em carros, vans, caminhões e em qualquer superfície lisa não porosa, a recomendação é seguir os procedimentos descritos abaixo. Por meio deles, é possível obter a instalação profissional de imagens diversas, como nomes, logos e letras.

Etapa 1 – Limpeza da superfície

A melhor maneira de garantir a aplicação da imagem é preparar a superfície, deixando-a limpa. Esse procedimento é uma obrigação. Portanto, certifique-se de que a superfície está limpa e livre de graxa, óleo, insetos e piche. Observe também se ela está enferrujada ou lascada.

Verifique se o veículo foi pintado recentemente. Em caso positivo, antes de prosseguir com a instalação, confirme a recomendação do fabricante sobre o tempo de cura da tinta.

Para a limpeza da superfície, na maioria dos casos, é necessário atacá-la com um líquido de limpeza ou solvente apropriado. No mercado, há uma série de soluções de solventes projetadas para remover gordura e cera.

O segundo passo na limpeza da superfície é remover óleos e umidade restantes (inclusive a umidade escondida em emendas e rebites), que podem gerar falhas e prejudicar a instalação futuramente. Por fim, antes de começar a instalação, execute a limpeza da superfície com álcool isopropílico.

Um dos pontos vitais para a instalação perfeita de vinil é a limpeza correta da superfície

Um dos pontos fundamentais para a instalação perfeita de vinil é a limpeza correta da superfície

Etapa 2 – Controle do ambiente de trabalho

Para garantir a aplicação correta, realize a instalação do vinil adesivo em temperatura média (nem muito quente nem muito fria). Segundo especialistas, o ambiente ideal deve ficar entre 18ºC e 25ºC. O vinil até pode ser instalado em locais com temperaturas abaixo de 10ºC ou de até 35ºC. Porém certamente o aplicador terá muito mais dificuldade para trabalhar com as devidas propriedades do vinil.

Temperatura, umidade e luz solar podem afetar a instalação da imagem. A temperatura ideal varia conforme o instalador e o tipo (fabricante) de vinil. Enquanto alguns preferem 20ºC, outros preferem temperaturas mais baixas. Se estiver muito quente, o vinil pode aderir à superfície rápido demais, diminuindo o tempo para reposicionar a imagem.

A umidade muito alta pode amolecer o vinil e umedecer o suporte de papel (liner), o que torna a sua remoção mais difícil. A falta de umidade, no entanto, provoca a formação de bolhas, pois o vinil fica mais rígido, isso dificulta a espatulação.

Empregar aplicação úmida é uma das maneiras mais eficazes de lidar com o calor e a umidade. Ela resfria a superfície e permite ao instalador reposicionar o vinil antes que ele seja aplicado. Instaladores experientes preferem usar a técnica a seco, pois a úmida tende a ser mais demorada por exigir a remoção da água.

O controle das variáveis ambientais melhora as condições da aplicação do vinil adesivo

O controle das variáveis ambientais melhora as condições da aplicação do vinil adesivo

CUIDADO: O uso demasiado de sabão impedirá a adesão do vinil à superfície. Ele deve ser o suficiente para "quebrar" e suavizar a superfície da água. Lembre-se também que, quanto mais água você usar, mais água você terá de remover após a aplicação.

Evite empregar a técnica de instalação úmida nas seguintes condições:

  • Aplicação em rebites e emendas: levará muito tempo para que a água saia dessas áreas. A umidade por trás do vinil faz ele levantar com o tempo;
  • No inverno e em temperaturas mais frias: o tempo mais fresco retarda a evaporação da água.

A instalação de imagens impressas em vinil adesivo pode parecer difícil, mas com prática e paciência, vale a pena. O vinil é um meio barato de publicidade e oferece a capacidade de fazer alterações facilmente.

Gostou do artigo? Você também vai se interessar pelas matérias abaixo:

Sobre o autor: Eduardo Yamashita é consultor técnico especializado em vinis adesivos, envelopamento de carro e comunicação visual

Sobre o autor: Eduardo Yamashita é consultor técnico especializado em vinis adesivos, envelopamento de carro e comunicação visual

 



Serilon apresenta nova cortadora

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 24/01/2013

Cortadora

Equipamento faz corte em uma série de substratos

A Serilon, fornecedora nacional de produtos para comunicação visual, anunciou mais um lançamento, a cortadora Evolution. O equipamento, que trabalha com materiais flexíveis e semi-rígidos, opera manualmente e é compatível com vinil, lona, magneto, filme de impressão, PVC, acrílico e foam board.

Com a adição de uma ferramenta específica (vendida à parte), a cortadora Evolution também pode ser usada no corte de tecidos.

Fácil de instalar e simples de ser usada, a máquina corta materiais de até 1,3cm de espessura. De acordo com seus representantes, toda a extensão do material é cortada por igual, garantindo a qualidade de seu trabalho.

Veja o equipamento em operação nesse vídeo especialmente preparado pela Serilon:

Fonte: Serilon



Pimenta Print imprime projeto para a Apple

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 03/09/2014

Materiais de campanha foram impressos com equipamentos da EFI

Materiais de campanha foram impressos com equipamentos da EFI

A Pimenta Print é a primeira gráfica brasileira a imprimir campanhas da Apple no país. Com peças produzidas em diversos substratos, o projeto foi realizado com dois equipamentos EFI, o VUTEk GS3200 e o VUTEk 3360. Os trabalhos estão em exposição em São Paulo, Guarulhos, no Distrito Federal e no Rio de Janeiro.

Juan Usas, proprietário da Pimenta Print, declarou: "Ficamos satisfeitos com a conquista. Estamos sempre em busca de novos desafios. A realização desse projeto indica que estamos no caminho certo".

A Pimenta Print tem 20 anos no segmento de comunicação visual e produz adesivos, banners, fachadas, tecidos e PDV. Além disso, desenvolve projetos especiais e disponibiliza serviços de instalação, marcenaria e serralheria própria.

Fonte: EFI