Versão 18.5 do Onyx será lançada na SGIA 2018

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 24/09/2018
Onyx 18.5 é a primeira solução com APPE 5 para impressão de grande formato

Onyx 18.5 é a primeira solução com APPE 5 para impressão de grande formato

A desenvolvedora Onyx anunciou que lançará a versão 18.5 de seu software homônimo na SGIA 2018, feira que ocorrerá de 18 a 20 de outubro, em Las Vegas (EUA). Segundo a empresa, trata-se da primeira solução de RIP com Adobe PDF Print Engine 5 (APPE 5) para a indústria de impressão de grande formato.

Com base no Onyx 18, a nova versão também inclui suporte para recursos de PDF 2.0, como a compensação de preto. Além disso, terá novas ferramentas de cores spot, compatibilidade aprimorada com iccMAX e novos recursos de gerenciamento de biblioteca de aplicativos.

O Onyx 18.5 estará disponível para toda a gama de produtos Onyx, como o fluxo de trabalho Onyx Thrive e os produtos Onyx RIP. Os clientes das versões atuais são encorajados a assinar o Onyx Advantage, que automaticamente os qualifica para o Onyx 18.5.

Bryan Manwaring, diretor de marketing da Onyx, declarou: “O Onyx 18.5 representa um grande avanço para os provedores de serviços de impressão que buscam velocidade, confiabilidade e qualidade superior. Os clientes que usam Onyx PosterShop e Onyx ProductionHouse estão sentindo que a velocidade do RIP aumentou”.

Fonte: Onyx



Fujifilm e Inca comemoram 15 anos de parceria

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 08/01/2014

Na edição de 1998 da feira Ipex, realizada na Inglaterra, a Cambridge Consultants, empresa formada por uma pequena equipe de engenheiros, exibiu o protótipo de uma das primeiras impressoras inkjet planas (flatbed) do mundo. Para dar seguimento ao projeto de produção de suas impressoras, a Cambridge Consultants fechou uma parceria com a Sericol (que seria mais tarde comprada pela Fujifilm), tradicional fabricante de tintas gráficas.

Dois anos depois, a Cambridge Consultants transformou-se na Inca Digital e lançou a impressora Eagle 44, em conjunto com a Sericol. A máquina inovadora obteve grande sucesso e proporcionou uma base sólida para o crescimento e desenvolvimento da fabricante de impressoras.

Inca Onset S20 foi lançada em 2009

Inca Onset S20 foi lançada em 2009

Entre 2001 e 2004, num cenário em que a tecnologia a jato de tinta evoluía rapidamente, a Inca continuou a lançar modelos de impressoras planas.

Em 2005, a Sericol foi adquirida pela Fujifilm, uma potência global no ramo de tecnologia. A aquisição deu ainda mais força à parceria com a Inca, bem como aos negócios de impressão inkjet. Nesse mesmo ano, a Inca também foi comprada, pela Dainippon Screen Group.

Outro grande marco para ambas as empresas foi o lançamento da Onset S20, em maio de 2009. A impressora industrial conseguiu unir alta qualidade e alta velocidade de produção.

Em 2013, as empresas cresceram ainda mais. Ambas inauguraram novas instalações fabris, a fim de ampliar a produção e acompanhar as evoluções do mercado de inkjet.

Fonte: Large Format Review



Pesquisa: mercado de grande formato registra crescimento mundial

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 07/07/2014

De acordo com o estudo Worldwide Quarterly Large Format Printer Tracker, realizado pela International Data Corporation (IDC), o mercado mundial de impressoras de grande formato cresceu em unidades (7,4%) e valor expedido (3,7%) no primeiro trimestre de 2014 (em relação ao mesmo período do ano passado).

Phuong Hang, gerente da Worldwide Large Format Printer Trackers, declarou: "A expedição de dispositivos UV tem crescido firmemente nos últimos três anos. A IDC esperar que esse negócio continue a crescer assim nos próximos três anos".

Segmento técnico

No primeiro trimestre de 2014, o segmento técnico foi responsável pela expedição de 49.500 unidades e por 61% do mercado global de grandes formatos. O segmento cresceu 9,3% em relação ao mesmo período do ano passado. Todas as regiões consultadas pela IDC cresceram, com ênfase nos seguintes locais:

  • Ásia/Pacífico, exceto o Japão: 10,5%;
  • Japão: 14,1%;
  • Oriente Médio e África: 15,4%;
  • EUA: 11,8%.

O valor de envio do segmento cresceu 1,4% e registrou o total de 301 milhões de dólares no primeiro trimestre de 2014.

Segmento gráfico

No primeiro trimestre de 2014, o segmento gráfico registrou a expedição de 32.000 unidades e ocupa 39% de todo o mercado de impressoras de grandes formatos. O segmento cresceu 4,6% em relação ao mesmo período do ano passado. As regiões consultadas que mais cresceram foram:

  • Japão: 22,4%;
  • Oriente Médio e África: 18,7%;
  • Canadá: 12,8%.

O valor de envio de impressoras de grande formato para o segmento gráfico cresceu 5,3% em relação ao mesmo período do ano passado, registrando 493 milhões de dólares.

Estudo foi realizado pela IDC

HP, Canon, Epson, Roland e Ricoh foram as fabricantes de impressoras de grandes formatos que mais expediram unidades no primeiro semestre de 2014

HP

A HP continua na liderança do mercado internacional de grandes formatos, com 39,8% de participação de mercado. A fornecedora expediu 32.500 unidades no primeiro semestre de 2014 e é a líder indiscutível no segmento técnico, embora posicione-se em terceiro lugar no segmento gráfico.

Canon

Ocupa a segunda posição do mercado mundial de impressoras de grandes formatos. A empresa fica em segundo lugar tanto entre as máquinas CAD quanto entre as impressoras para o segmento gráfico, registrando crescimento anual de 18,8% e 16,6%, respectivamente.

Epson

Seguindo de perto a Canon, a Epson ocupa a terceira posição do mercado mundial de impressão de grandes formatos. A empresa cresceu 4,4% em relação ao ano passado e possui 20% de participação de mercado. É a fornecedora número um no segmento gráfico. Já o segmento técnico é uma pequena parte das vendas de grandes formatos da empresa.

Roland

A Roland detém 3,4% de todo mercado global de grandes formatos, ficando na quarta posição do ranking. A fornecedora é forte no mercado gráfico e cresceu 4,1% em relação ao ano anterior.

Ricoh

A Ricoh ocupa a quinta posição no mercado mundial de grandes formatos. A empresa ocupa a quarta posição no segmento técnico, no qual cresceu 3,8% em relação ao ano passado.

Fonte IDC