Versão 12 do Caldera RIP é anunciada

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 08/10/2018
RIP da Caldera chega à versão 12

RIP da Caldera chega à versão 12

A desenvolvedora Caldera anunciou a versão 12 de seu software RIP homônimo. Segundo a empresa, o aplicativo atualizado oferece uma experiência aprimorada e inclui ferramentas como a Digital Licences, o APPE 5.0 e a CalderaDock.

Mark Lewiecki, gerente sênior de produtos da Adobe, declarou: “O Caldera 12 é uma das primeiras soluções a integrar o APPE 5.0 (Adobe PDF Print Engine 5). Os usuários do software poderão trabalhar com PDF 2.0 e aproveitar ao máximo os recursos de suas impressoras”.

O APPE 5.0 aproveita a ampla adoção do PDF para acelerar a eficiência de transferência, reduzir custos, aumentar a lucratividade e oferecer renderização de cores de alto impacto. Isso permite maior aproveitamento dos recursos de cores das impressoras. Ele também oferece suporte a transparências e reprodução de tons suaves.

O Caldera 12 também inclui a CalderaDock, ferramenta intuitiva para acessar sites, recursos e aplicativos da Caldera. Uma vez instalada, ela também ajuda os usuários a migrar do RIP da versão 11 para a 12.

Outra novidade é a Huge Image Pipeline, que aumenta a velocidade de processamento de arquivos grandes e de PSD e TIFF de várias camadas. Além disso, a Tex & Repeat pode processar padrões detalhados de impressão em rolos de papel de parede, para os mercados de decoração e tecidos.

A versão 12 do Caldera também vem com o Digital Licenses, novo sistema de licenciamento que, por meio da interface do Caldera Workspace, dá acesso a novos recursos da desenvolvedora. Ele permite que os usuários migrem digitalmente suas licenças para outros sites e computadores, o que acelera a produção e dispensa o uso de dongles.

Fonte: Caldera



Enquete: as tecnologias de impressão digital em que os leitores do InfoSign investiram em 2016

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 09/01/2017
Em 2016, maioria dos leitores do InfoSign deram preferência a tecnologias de impressão em tecidos

Em 2016, maioria dos leitores do InfoSign deram preferência a tecnologias de impressão em tecidos

Ao longo do ano passado, o InfoSign perguntou em enquete aberta qual tipo de impressora de grande formato os leitores do site gostariam de adquirir em 2016. O resultado (de um total de 1.328 votos) demonstra a tendência estabelecida desde 2015, isto é, a preferência por tecnologias para estamparia têxtil digital.

A tecnologia mais votada foi a sublimática, com 455 votos (34% do total). Em segundo lugar, ficou a impressão direta em tecido, com 298 votos (22%). Somados, os resultados obtidos pelas duas categorias correspondem a mais da metade dos votos. Ambas são indicadas sobretudo para a estamparia têxtil. A látex, com 93 votos (7%), também é capaz de imprimir em diversos tipos de tecidos, o que ajuda a endossar a inclinação do público a fazer investimentos em tecnologias têxteis.

A enquete mostrou, ainda, que tecnologias consolidadas obtiveram desempenho satisfatório. A solvente recebeu 252 votos (equivalente a 20%) e a UV, 137 (10%). Embora tenha lugar cativo, a UV apresentou um resultado inferior ao do ano passado.

A impressão com tinta à base d'água teve 93 votos (7%), deixando claro que se trata de uma tecnologia voltada a um nicho mais específico entre os usuários de grandes formatos.

O que você achou dos resultados? Concorda com eles? E não deixe de participar da nova enquete, que procura conhecer quais as tecnologias de impressão digital de grande formato nossos leitores pretendem adquirir em 2017. Você pode acessá-la na homepage do Infosign.



Software Onyx chega à versão 11.1

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 03/08/2014

Ferramentas de cores do software Onyx receberam aperfeiçoamentos

Ferramentas de cores do software Onyx receberam aperfeiçoamentos

A Onyx anunciou a versão 11.1 do programa homônimo. Indicado para empresas com fluxo de trabalho de impressão digital, o novo software apresenta seis novas ferramentas e 21 aperfeiçoamentos.

Segundo a empresa, o Onyx 11.1 tem melhor qualidade de saída por apresentar controle de tinta no módulo de perfil de cores, o que oferece ao usuário meios de combinar tons, obter pretos variados e imprimir maior diversidade de cores.

O programa inclui função de restrição de cor especial. Com isso, o usuário pode, por exemplo, controlar o laranja e outras tintas HiFi por meio dos canais de restrição de tinta.

Outras melhorias incluem dimensionamento de unidade, escala desproporcional em Propriedades de Tarefa (Job Properties) e controles de espelhamento e reflexão.

Uma nova ferramenta de visualização de corte ajuda a conferir o trabalho antes de enviá-lo para a produção. Isso é interessante para os usuários que fazem corte de vinil, além de permitir a importação de trabalhos diretamente do módulo de corte.

Fonte: Onyx