Vanguard lança impressora UV VK300D

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 10/05/2016
Plana, a VK300D pode imprimir até 40 placas em uma hora

Plana, a VK300D pode imprimir até 40 placas em uma hora

A fabricante Vanguard anunciou no mercado internacional a VK300D, impressora plana UV capaz de trabalhar com substratos no formato máximo de 1,5m x 3,1m e 10cm de espessura.

Segundo a empresa, a VK300D utiliza conjunto de tintas composto pelas cores CMYK e branco e emprega cabeças Kyocera (com 2.656 nozzles) capazes de disparar gotas com 4, 8 ou 12 picolitros. Além disso, a máquina incorpora tecnologia de impressão para garantir a reprodução de uma gama de cores do escopo “G7-certified”, em modos de produção de 40 placas por hora (alta produtividade) ou 30 placas por hora (em alta qualidade).

Outro diferencial da VK300D é a tecnologia ajustável de cura LED, a qual possibilita maior controle de processo ao trabalhar com substratos diversos, tanto rígidos quanto flexíveis.

A VK300D complementa o portfólio da Vanguard, composto também pelo VR5D, modelo de impressora UV que emprega cabeças Ricoh Gen5 e BandGuard, tecnologia que utiliza alinhamento simétrico das cabeças (CMYK-KCMY) a fim de eliminar banding.

Tanto a VR5D quanto a VK300D podem receber upgrades e cabeças de impressão adicionais para ficarem mais produtivas.

Jim Peterson, fundador da Vanguard, declarou: “Essa impressora é um novo marco. Os visitantes da feira ISA, onde lançamos a máquina, ficaram maravilhados com a qualidade de cores da VK300D”.

Fonte: Vanguard



Tudo sobre fabricação de tinta solvente (impressão digital)

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 07/11/2012

Atire a primeira pedra o impressor que nunca teve problemas com tinta. Cores impressas que não correspondem às tonalidades do arquivo, entupimento das cabeças de impressão digital, falta de adesão ao substrato: tudo isso pode ter relação direta ou indireta com os insumos usados no equipamento.

O que fazer diante de problemas como esses? Entrar em contato com o fornecedor? Pedir assistência técnica? Mudar de tinta? Todas são possibilidades cabíveis. Mas para tomar a decisão acertada, nada melhor do que dominar o assunto. Conhecer características, componentes e métodos de fabricação ajuda muito na hora de comprar e usar os insumos.

Visando esclarecer os técnicos e empresários do mercado sobre tais pontos, a Gênesis, fabricante de tinta de impressão digital, encomendou ao editor do InfoSign (Luiz Ricardo Emanuelli) uma série (em 3 partes) de artigos técnicos sobre o assunto.

Na primeira parte, estão descritos os processos de dispersão, moagem, micronização e filtragem, utilizados na fabricação das tintas. Já o segundo texto aborda os elementos desses insumos: pigmentos, resinas, aditivos e solventes. A parte final trata de propriedades, como ancoragem, tensão superficial, viscosidade, entre outras.

A dispersão, uma das etapas da fabricação da tinta, é detalhada na série de artigos sobre o insumo

Texto: InfoSign. Informações de: Blog da Gênesis



Wasatch lança versão 7.2 do SoftRIP

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 10/01/2015

Novas ferramentas do SoftRIP Version 7.2 permitem operações de pré-impressão mais rápidas

Novas ferramentas do SoftRIP Version 7.2 permitem operações de pré-impressão mais rápidas

A Wasatch, desenvolvedora de softwares, lançou a versão 7.2 do SoftRIP, aplicativo dedicado à impressão de grande formato.

As novas ferramentas da solução aumentam o controle e a qualidade da reprodução de imagens em tecidos e fine arts. Além disso, o software apresenta novos opcionais para Fotoba Marks, CHROMix Curve3 e calibração G7.

Segundo a empresa, também foram realizadas melhorias em ferramentas "Repeats" e nos controles usados para ajustar diferentes configurações de encolhimento dos tecidos.

Fine arts

O SoftRIP 7.2 inclui algoritmos de geração de cores e gradientes para produções de fine arts, por meio dos quais é possível obter imagens mais suaves e com maior qualidade. De acordo com a empresa, essa característica é particularmente interessante para sublimação em substratos rígidos.

G7 e Curve3

A Wasatch fez melhorias no uso da CHROMix Curve3 e do método de calibração G7. Segundo a empresa, ficou mais fácil obter a certificação G7 por meio do SoftRIP.

Marcas de corte e novos drivers

A ferramenta atualizada Fotoba Option dá mais controle em relação às marcas de controle e acabamento. O operador pode combinar as marcas a fim de melhorar o fluxo de trabalho e oferecer combinações adicionais ao imprimir marcas Fotoba.

A versão 7.2 do SoftRIP também inclui novos drivers de impressoras digitais recém-lançadas, como HP Latex 310/330/360, Mutoh VJ-426UF, HP Designjet Z6600/Z6800, DGI FD-1908, entre outras.

Fonte: My Print Resource