swissQprint celebra 10 anos de negócios

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 25/09/2017
Fabricante suíça opera em 40 países, com três subsidiárias e 100 funcionários

Fabricante suíça opera em 40 países, com três subsidiárias e 100 funcionários

A swissQprint, fabricante suíça de impressoras digitais, está comemorando 10 anos. Foi em setembro de 2007 que os três fundadores (Reto Eicher, Hansjörg Untersander e Roland Fetting) começaram a produzir seus primeiros equipamentos inkjet de grande formato. Uma década depois, a empresa conta com 75 funcionários em sua sede e 35 profissionais que operam as três subsidiárias. Além disso, vários parceiros comerciais representam a swissQprint em 40 países.

Os três empreendedores suíços começaram em um armazém, onde se propuseram a desenvolver uma nova impressora plana UV. Apesar das condições econômicas adversas, criaram e apresentaram a primeira máquina ao mercado de língua alemã. Em seguida, passaram a vencer para outros países europeus. Paulatinamente, a swissQprint expandiu sua planta fabril até não haver mais espaço disponível no local original, em Widnau (Suíça). Então, no início de 2015, a empresa mudou-se para Kriessern (Suíça) e estabeleceu uma subsidiária nos EUA. Dois anos depois, foram abertas subsidiárias no Japão e na Alemanha, para operações de vendas e serviços. O desenvolvimento e a produção das impressoras são centralizados na sede.

De acordo com a empresa, há atualmente 900 impressoras da marca instaladas no mundo. A swissQprint concentra-se exclusivamente na fabricação de máquinas planas UV com design modular. O Oryx foi o primeiro modelo da empresa a chegar ao mercado. Dois veio a Impala. Em 2012, o Nyala, maior equipamento do portfólio, fez sua estreia na feira drupa. Passados dois anos, a empresa apresentou uma nova geração de impressoras, a Nyala 2. Em 2015, houve uma renovção tecnológica e a companhia lançou a Oryx 2 e a Impala 2. No início de 2017, a swissQprint apresentou as versões 4 × 4 das Impala 2 e Nyala 2, além das Impala LED e Nyala LED. Ainda neste ano, a swissQprint pretende lançar a Oryx LED.

Fonte: swissQprint



Passo a passo mostra processo de sublimação digital

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 31/01/2013

Saiba como fazer sublimação digital

Saiba como fazer sublimação digital

A sublimação digital tem uma série de vantagens. A primeira é que ela garante ótimos resultados de qualidade de imagem. A segunda é que a tinta (de corante) fica impregnada nas fibras do tecido, de forma que, mesmo após muitas lavagens, as cores das estampas continuam firmes e resistentes. Outra vantagem é a oferta de impressoras, tintas, papéis transfer e prensas disponíveis hoje no mercado.

Ficou interessado? Quer saber como funciona a sublimação digital? Então acompanhe, na galeria abaixo, um passo a passo preparado pela Fremplast, que utilizou software RIP Photoprint, impressora Epson 9700 e tintas Cromajetsubli.

Observação: para garantir resultados de alta qualidade na sublimação, recomenda-se o uso de papéis transfer sublimáticos e tecidos sintéticos (de preferência 100% poliéster).

Fonte: Fremplast



Maior telão digital do mundo em Nova York

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 20/11/2014

Dispositivo tem oito andares de altura

Dispositivo tem oito andares de altura

No dia 18 de novembro, a Times Square, na cidade de Nova York, fez brilhar o maior e mais caro painel de LED do mundo. O custo para anunciantes será de 2,5 milhões dólares por mês.

Com oito andares de altura, a sinalização digital possui cerca de 24 milhões de pixels e reproduz imagens com resolução e qualidade superiores às dos melhores aparelhos de televisão disponíveis atualmente.

Harry Coghlan, presidente da Clear Channel Outdoor de Nova York, que vende veiculações no painel, declarou: "O tamanho importa em Times Square".

Diariamente, mais de 300 mil pedestres passam pelo local, onde diversas outras sinalizações comerciais fazem parte da atração.

No dia 24 de novembro, o Google tomará posse como anunciante exclusivo para a estreia de uma campanha que vai até o ano novo.

Fonte: Estadão