Swiss Performance Chemicals lançará impressora sublimática

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 27/03/2018
Impressora Panthera será exibida na Fespa 2018

Impressora Panthera será exibida na Fespa 2018

A Swiss Performance Chemicals, fornecedora europeia de soluções de impressão digital têxtil, confirmou participação na Fespa 2018, feira que ocorre entre os dias 15 e 18 de maio, em Berlim, Alemanha.

Para a exposição, a empresa promete levar a Panthera, impressora sublimática de grande formato disponível nos modelos S2 e S4.

A Panthera S2 é equipada com duas cabeças Kyocera, apresenta largura de 1,8m e pode produzir a 120m2/h. Segundo a empresa, trata-se de um modelo recomendado para pequenas tiragens.

O Panthera S4 é equipado com quatro cabeças Kyocera e tem 1,8m de largura. Indicada para produções maiores, a máquina é capaz de operar na resolução máxima de 600 x 1200dpi ou velocidade máxima de 240m2/h. Além disso, inclui sistema de alimentação com controle de tensão de papel e canais de tinta de duplo CMYK ou CMYK e cores fluorescentes. A impressora também incorpora sistema de fornecimento de tinta com bombeamento peristáltico e sistema de pressão de desgaseificação.

Fonte: Swiss Performance Chemicals



Campeonato de envelopamento da Fespa 2019 será realizado em maio

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 29/04/2019
Competidores de 12 países se enfrentarão na Alemanha

Competidores de 12 países se enfrentarão na Alemanha

O World Wrap Masters, campeonato de envelopamento de carros promovido pela Fespa, será realizado durante a edição europeia da exposição organizada pela federação, que ocorrerá entre os dias 14 e 17 de maio, em Munique, Alemanha. A competição contará com participantes de 12 países, incluindo o Reino Unido, Japão, Hungria, Itália, México e África do Sul.

O campeonato se desenrola em etapas. Na primeira, nos dias 14 e 15 de maio, 40 envelopadores europeus terão que adesivar carros em séries cronometradas. O vencedor leva o título de “European Wrap Master”. Em outra etapa, os representantes da África, México, Eurásia, Ásia e Brasil competirão entre si. Os dois finalistas e o “European Wrap Master” vão para a final, nos dias 16 e 17 de maio. Além dos carros, os competidores terão a tarefa de envelopar outros itens desafiadores, anunciados apenas no dia, para adicionar um elemento surpresa.

Patrocinada pela Hexis, Mimaki, Wrap Gear e Car Wrapper 3D, a competição contará com um time de juízes especialistas. Além disso, haverá oficinas de treinamento e demonstrações diárias gratuitas.

Um dos jurados, Kiss Lajos, declarou: “Estou ansioso pelo Wrap Masters 2019, em Munique. A competição sempre apresenta profissionais de alto nível de habilidade e dedicação. E neste ano criamos novos designs e definimos novas tarefas para os competidores”.

Fonte: Fespa Global



Estamparia digital têxtil na Mimaki Week

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 18/08/2015
Mimaki Week contou com palestras sobre o mercado de impressão digital

Mimaki Week contou com palestras sobre o mercado de impressão digital

Entre os dias 3 e 7 de agosto, na filial recifense da Mimaki Brasil, foi realizado o Mimaki Week, evento que reuniu clientes, empresários e técnicos para discutir a impressão digital em tecidos. Na ocasião, Marcelo Ribeiro, da Mimaki, ministrou a palestra “Estamparia Digital”, na qual foram apresentados processos de impressão em poliéster, algodão e poliamida, além de novas tecnologias para o ramo.

Além disso, foram apresentados equipamentos Mimaki (CJV150 e JV300) e atuações da impressão sublimática. Outro ponto frisado durante o evento foi a impressão em banners de tecidos, que estão substituindo banners de lonas.

Segundo Ribeiro, para a preparação da palestra, “foi necessário colocar em pauta dados da indústria têxtil nacional, compilando informações do setor em 2012, 2013 e 2014 e projeções para 2015. Mostramos também os polos têxteis brasileiros e mensuramos a capacidade produtiva de cada um”.

Tecnologias de impressão digital em tecidos

Na palestra apresentada na Mimaki Week, foram discriminadas as tecnologias de estamparia têxtil digital, que podem ser divididas em impressão direta (para bases naturais) e sublimação (normalmente utilizada para poliéster).

As bases naturais são estampadas com pastas (tintas) reativas ou ácidas. Para tanto, são necessários tratamentos prévios e posteriores realizados por meio de equipamentos como rama, lavadora, vaporizador, entre outros. São máquinas consolidadas que se encontram instaladas em muitas empresas do país.

A estamparia em tecidos com base sintética poliamida é realizada com impressão direta e pasta (tinta) ácida. Por reter calor, a poliamida exige processos mais complexos de estamparia. Porém, há empresas que adaptaram a sublimação para obter resultados aceitáveis nesse tipo de substrato.

Para o caso das bases sintéticas (PES), o processo é definitivamente mais simples e demanda impressão em papel e termotransferência (calandra ou prensa térmica). Trata-se de uma solução popular entre as estamparias brasileiras, que contam com uma grande variedade de bases PES, como PV, PA e bases mistas.

Fonte: Mimaki Brasil