Substratos não tecidos usados para sublimação

Por João Leodonio em 10/04/2018
Com o processo sublimático, é possível estampar dezenas de mídias e objetos

Com o processo sublimático, é possível estampar dezenas de mídias e objetos

Além dos tecidos com poliéster, é possível sublimar muitos outros tipos de substratos, desde que sejam resistentes a temperaturas superiores a 200ºC. Outra característica fundamental dessas mídias é que elas apresentam uma camada superficial de resina à base de poliéster, cuja função é fixar a sublimação. Portanto, o substrato não é sublimado, mas sim a resina aplicada na superfície dele.

Além de substratos planos, o processo sublimático permite estampar materiais e objetos curvos e com formatos diversos, como canecas, copos, porta-retratos, relógios, chaveiros, squeezes, tapetes, placas, descansos de panelas, caixas de presente, quebra-cabeças, entre outros.

A despeito do surgimento contínuo de novos substratos passíveis de receber a sublimação, os materiais mais comumente utilizados no mercado são: cerâmica, metais, madeiras, pedras, EVA, borracha, vidros, cartões, PVC e alguns polímeros.

Cuidados

- Antes de sublimar, limpe os substratos com produtos indicados pelo fabricante. Elimine qualquer tipo de impureza oriunda do manuseio e da aplicação de resina;

- Obedeça o tempo e a temperatura indicados pelos fabricantes. Essa relação varia de acordo com o tipo de substrato;

- Faça uma inspeção visual no ato da compra do produto para detectar possíveis falhas provocadas na aplicação da resina;

- Para sublimar em prensas planas, recomenda-se o uso de um gabarito de altura para cada substrato. Há materiais, como azulejos e vidros, que são muito sensíveis à pressão da prensa. Com os gabaritos, é preciso fazer apenas o ajuste fino, o que evitará perdas desnecessárias;

- Para todos os casos, indica-se o uso de fita adesiva térmica específica para a fixação do papel ao substrato. Não utilizar outros adesivos, pois corre-se o risco de manchar o produto.

Sobre o autor: João Leodonio atua no segmento gráfico há 10 anos, como gerente de produção e consultor. Tecnólogo em produção gráfica, atuou como palestrante pela Imprensa Oficial, de Angola, e como consultor de processos produtivos. É proprietário da Pari Transfer Sublimático 

 



Fujifilm do Brasil apresentará portfólio completo de inkjet na ExpoPrint

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 07/07/2014

A filial brasileira da Fujifilm, fabricante de tintas e impressoras, estará presente na feira Expoprint, que será realizada de 16 a 22 de julho, no Transamerica Expo Center, em São Paulo. Na ocasião, a empresa lançará a Jet Press 720 e apresentará o portfólio completo de impressão de grande formato.

Jet Press 720

Equipamento inkjet única passada para impressão em formato B2 ou meia folha. Indicado para gráficas que têm saída de tiragens variadas, para substituir máquinas offset ou sistemas gráficos tradicionais ineficientes.

Onset R40i

Impressora flatbed de grande formato e alta produtividade (velocidade de 400m²/h). Emprega cabeças Fujifilm Dimatix Spectra e trabalha na resolução de 1.200dpi, para a impressão em mídias de até 1.600mm x 3.140mm, com até 50mm de espessura. Baseada em plataforma de arquitetura escalonável, a Onset pode trabalhar com 4, 5, 6 ou 7 cores, com até 8 canais de tinta.

Acuity LED 1600

Impressora de 1,6m de largura, indicada para impressão de materiais para ponto de venda, vitrines, embalagens, entre outros. Utiliza sistema LED para cura UV de baixa energia.

Acuity LED1600

Acuity LED 1600

Acuity F

Impressora que trabalha na velocidade de 155m²/h e emprega 6 ou 7 canais de cores. Indicada para impressão de displays e sinalização em substratos rígidos.

Uvistar Pro-8W

Impressora UV de grande formato com sistema híbrido e largura de 3,5m ou 5m. Aceita mídias flexíveis e rígidas. Segundo a empresa, a máquina é fácil de operar, permite trocas rápidas de substratos e minimiza desperdícios de material.

Mutoh 1638W

Impressora rolo a rolo de 4 cores (CMYK), com sistema de dupla cabeça alternada por cor. Pode empregar tintas sublimáticas e atingir velocidade de até 92m²/h.

Tintas inkjet

A empresa é pioneira no desenvolvimento de tintas UV e solvente. Oferece uma ampla linha de tintas produzidas com rigoroso controle de qualidade e preparadas para utilização em vários modelos de impressoras digitais.

Fonte: Expoprint



Mutoh atualiza seu app para impressoras digitais

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 26/11/2012

O aplicativo móvel ValueJet Status Monitor (VSM), da Mutoh, fabricante de equipamentos para comunicação visual, chegou à versão 1.03. Com a atualização, o app conta agora com um novo design, além de uma função que permite controlar remotamente (e de forma mais simples) uma determinada impressora.

Dedicada aos modelos mais novos da linha ValueJet, o VSM 1.03 está disponível gratuitamente para os sistemas Android e iPhone. Com ele, através do celular, é possível verificar o status de produção das impressoras, acompanhar o processo da impressão, monitorar a quantidade de tinta disponível e ainda receber notificações de problemas — tudo em tempo real.

Após realizar a instalação do app e fazer o registro da impressora a ser monitorada, é possível verificar as informações via smartphone. Caso deseje, o usuário também pode receber os dados por e-mail.

"A Mutoh continua adicionando recursos ao VSM com a intenção de torná-lo cada vez mais amigável aos usuários", contou David Conrad, gerente de marketing da fabricante. Para ele, a tecnologia garante a otimização do trabalho de quem a utiliza. "Com o VSM, nós garantimos flexibilidade aos nossos clientes na hora de gerenciar suas impressoras e trabalhos. Com o app, o dono da impressora pode se concentrar em outras áreas de seu negócio e realizar suas tarefas com mais tranquilidade", afirmou.

Para instalar o VSM 1.03, é preciso ter sua versão 3.04.

Fabricante disponibilizou uma nova versão do aplicativo para gerenciar impressoras Mutoh

Fonte: Mutoh. Texto: InfoSign