Softwares da Mimaki já são compatíveis com Windows 8

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 23/08/2013

RaterLink da Mimaki recebeu atualização

RasterLink da Mimaki recebeu atualização

Os softwares da RasterLink Pro 5 e 6, compatíveis com as impressoras da Mimaki, já possuem suporte completo para o Windows 8. Os clientes podem tirar proveito da versão mais recente dos aplicativos por meio de seu download no site da Mimaki ou clicando na função de atualização do software.

As versões 5 e 6 do RasterLink trabalham com RIP PostScript nível 3, podendo ser personalizados de acordo com as características de cada uma das impressoras da Mimaki. Os programas oferecem suporte a cores especiais e edição de imagem. Conta também com a integração com o plugin FineCut da Mimaki (que permite impressão contínua e fluxo de trabalho para quem usa uma plotter de recorte adicional).

Fonte: Large Format Review



Gênesis lança papéis resinados para impressão sublimática digital

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 28/09/2016
Mídias melhoram o desempenho do processo sublimático digital

Mídias melhoram o desempenho do processo sublimático digital

A Gênesis, fabricante de tintas digitais, anunciou o lançamento de uma série de papéis resinados (tratados) para impressão digital sublimática e transferência térmica (transfer) em substratos de poliéster, cerâmica (resinada), borracha EVA (resinada), entre outras mídias.

Indicados para produção de fotoprodutos e brindes personalizados, os papéis, segundo a fornecedora, oferecem os seguintes benefícios: excelente performance, economia de até 30% de tinta em relação ao papel comum, estabilidade na prensagem, secagem rápida, cores vibrantes e alta definição de impressão.

Ainda de acordo com a empresa, os papéis são resinados na parte da frente e possuem um bloqueador no verso, o que confere maior estabilidade durante a prensagem. Confira os tipos, gramaturas e formatos dos papéis:

- DS.0020 – papel sublimático resinado de 75g: bobina (rolo) 0,610 x 100m;

- DS.0021 – papel sublimático resinado de 75g: bobina (rolo) 1,100 x 100m;

- DS.0022 – papel sublimático resinado de 75g: bobina (rolo) 1,600 x 100m;

- DS.0025 – papel sublimático resinado de 90g: pacote com 500 folhas A4 (210 x 297mm);

- DS.0026 – papel sublimático resinado 90g: pacote com 500 folhas A3 (297 x 420mm).

Fonte: Gênesis



Estamparia digital têxtil na Mimaki Week

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 18/08/2015
Mimaki Week contou com palestras sobre o mercado de impressão digital

Mimaki Week contou com palestras sobre o mercado de impressão digital

Entre os dias 3 e 7 de agosto, na filial recifense da Mimaki Brasil, foi realizado o Mimaki Week, evento que reuniu clientes, empresários e técnicos para discutir a impressão digital em tecidos. Na ocasião, Marcelo Ribeiro, da Mimaki, ministrou a palestra “Estamparia Digital”, na qual foram apresentados processos de impressão em poliéster, algodão e poliamida, além de novas tecnologias para o ramo.

Além disso, foram apresentados equipamentos Mimaki (CJV150 e JV300) e atuações da impressão sublimática. Outro ponto frisado durante o evento foi a impressão em banners de tecidos, que estão substituindo banners de lonas.

Segundo Ribeiro, para a preparação da palestra, “foi necessário colocar em pauta dados da indústria têxtil nacional, compilando informações do setor em 2012, 2013 e 2014 e projeções para 2015. Mostramos também os polos têxteis brasileiros e mensuramos a capacidade produtiva de cada um”.

Tecnologias de impressão digital em tecidos

Na palestra apresentada na Mimaki Week, foram discriminadas as tecnologias de estamparia têxtil digital, que podem ser divididas em impressão direta (para bases naturais) e sublimação (normalmente utilizada para poliéster).

As bases naturais são estampadas com pastas (tintas) reativas ou ácidas. Para tanto, são necessários tratamentos prévios e posteriores realizados por meio de equipamentos como rama, lavadora, vaporizador, entre outros. São máquinas consolidadas que se encontram instaladas em muitas empresas do país.

A estamparia em tecidos com base sintética poliamida é realizada com impressão direta e pasta (tinta) ácida. Por reter calor, a poliamida exige processos mais complexos de estamparia. Porém, há empresas que adaptaram a sublimação para obter resultados aceitáveis nesse tipo de substrato.

Para o caso das bases sintéticas (PES), o processo é definitivamente mais simples e demanda impressão em papel e termotransferência (calandra ou prensa térmica). Trata-se de uma solução popular entre as estamparias brasileiras, que contam com uma grande variedade de bases PES, como PV, PA e bases mistas.

Fonte: Mimaki Brasil