Smithers Pira publica estudo sobre o mercado global de sinalização impressa

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 27/05/2019
Em 2018, o mercado global de sinalização impressa foi avaliado em 43,34 bilhões de dólares

Em 2018, o mercado global de sinalização impressa foi avaliado em 43,34 bilhões de dólares

A Smithers Pira, consultoria internacional da área de impressão, publicou recentemente o estudo “The Future of Printed Signage in an Electronic World to 2024”, que apresenta dados atuais e projeta tendências para o mercado global de sinalização impressa. Entre as principais informações do relatório está a avaliação do mercado supracitado, que em 2018 atingiu a marca de 43,34 bilhões de dólares. Para 2019, há uma projeção de queda, para 43,30 bilhões de dólares. E para 2024, projeta-se um crescimento de 0,2% CAGR e o montante passará a ser de 43,73 bilhões de dólares.

O relatório também cobre uma série de tópicos importantes, como:

- Perspectivas econômicas mundiais: a demanda por sinalização impressa promocional será afetada pelo desempenho econômico global e local. Quando os consumidores se sentem mais confiantes, eles gastam mais em produtos e serviços, o que aumenta a demanda por sinalização. Além disso, à medida que as economias crescem, o investimento governamental e privado em infraestrutura também cresce, o que aumenta a demanda por sinalização ambiental.

- Sinalização em varejo: mudanças na estrutura e nas estratégias do setor de varejo terão um efeito direto sobre as demandas por sinalização impressa. Com o aumento da concorrência provocado pelas lojas on-line, as lojas físicas são forçadas a inovar e criar ambientes mais estimulantes ao consumo.

- Avanços tecnológicos: todos os aspectos das tecnologias de impressão digital, sobretudo a tecnologia inkjet, estão em contínua evolução, o que tem gerado economia de custos nas produções de sinalização.

- Plataformas web-to-print: estão mudando a maneira como as gráficas processam seus pedidos e permitem que os clientes façam pedidos por meio da internet, os quais fluem diretamente para a produção.

Fonte: Smithers Pira



Easy Cut Studio passa a suportar maior número plotters de recorte

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 24/04/2019
Software trabalha com vetores e bitmaps para produção de sinalização

Software trabalha com vetores e bitmaps para produção de sinalização

A EasyCut Studio, desenvolvedora de softwares para plotters de recorte, apresentou a versão 4.1.0.6 de seu aplicativo homônimo, que passou a suportar dezenas de novos modelos. Entre eles estão:

- HobbyCut: séries ABH, EH e HBC;

- Vinyl Express Panther;

- JinKa: series JK, GC-ABJ, GC-ASF, PE, YS, XE e XL;

- MOMO: séries MM-CAH, MM-VAH e MM-VAD;

- KingCut: séries CA, CT, CB, CB-H, CA-H e CT-H;

- PrismCut.

Segundo a fornecedora, a versão 4.1.0.6 do EasyCut Studio para Mac e Windows foi testada para trabalhar com todas as máquinas listadas acima. Além disso, a nova edição disponibiliza configuração padrão para as cortadoras Refine e PixMax.

Com o Easy Cut é possível criar textos e gráficos de qualquer tamanho para cortes em vinil. O aplicativo inclui ferramentas como rastreamento de imagens, digitalização, soldagem, editor de nós, preenchimentos de gradiente, efeitos especiais e muito mais.

Fonte: Easy Cut Studio



Ampla Digital faz inauguração de filial em Recife

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 10/11/2012

Para aumentar a sua influência na Região Nordeste do país, a Ampla Digital, fabricante de impressoras, inaugurou em novembro uma filial em Recife (PE). É a nona unidade da empresa — e a segunda no Nordeste (a outra base localiza-se em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador, BA).

A filial pernambucana conta com estoque de tintas originais, peças de reposição e equipes de suporte técnico e de vendas. "Com a iniciativa, intensificamos a nossa presença no Nordeste, reforçando a nossa parceria com os empresários da região", destaca Lie Tji Tjhun, diretor presidente da fabricante.

Fundada em 2004, a Ampla Digital abriu sua primeira filial em São Paulo (SP) em 2007. As demais unidades ficam em Brasília (DF), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Belém (PA), Canoas (RS) e Cuiabá (MT).

A empresa também inaugurou, em junho de 2012, sua nova fábrica, na cidade de Pinhais (PR), na Região Metropolitana de Curitiba (PR). Uma planta industrial com mais de 8.000m² de área construída.

Diretores da Ampla festejam a abertura de nova filial da fábrica

Diretores da Ampla festejam a abertura de nova filial da fábrica

Fonte: Ampla. Texto: InfoSign