Sinalização digital pode ser aplicada em escritórios

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 13/12/2012

Especializada em soluções midiáticas, a Signbox Microsystems, de Singapura, emprega a sinalização digital não apenas para divulgação de produtos e serviços, mas também para comunicação empresarial e engajamento de funcionários e empregados.

"Tanto em pequenas empresas quanto em organizações internacionais, a sinalização digital pode fazer a diferença na comunicação interna das instituições, tendo um impacto muito positivo sobre o engajamento dos funcionários", ressaltou Stuart Lakin, diretor de desenvolvimento de negócios da Signbox.

sinalização digital indoor

Sinalização digital em áreas de descanso dentro das empresas

Para quem se interessa nesse tipo de mídia, a empresa preparou algumas dicas:

• Instale a sinalização digital nos lobbies dos prédios, elevadores e outras áreas em que, comumente, as pessoas fiquem por um tempo maior. A instalação pode veicular uma grande variedade de conteúdo, que vai desde mensagens de boas vindas até vídeos sobre a missão da empresa. A intenção é criar uma boa impressão e, ao mesmo tempo, aumentar o engajamento dos funcionários;

• Nas salas de descanso, substitua placas de aviso por displays digitais. As placas, muitas vezes, contêm informações irrelevantes, colaborando apenas para a poluição visual do local. Com o conteúdo digitalizado, as pessoas se sentem mais envolvidas. Por exemplo: os softwares de sinalização digital permitem a criação e exibição de slides com fotos das últimas atividades desenvolvidas pela equipe da empresa. Eles também podem mostrar convites para a festa de Natal e ou exibir a agenda das próximas reuniões de negócio;

• Use mensagens consistentes e varie (adapte) o conteúdo de acordo com o local e o público. Se você for aplicar a sinalização digital em vários escritórios, prepare um conteúdo específico para cada um deles.

Para Lakin, a sinalização digital não se encaixa apenas em setores como o de relações públicas ou marketing, mas é também um artifício que pode ser utilizado em estratégias de recurso humano em qualquer empresa.

Fonte: Signbox. Tradução e adaptação: InfoSign



Caldera lançará versão 11 de software homônimo na SGIA 2016

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 05/09/2016
Lançamento do Caldera V11 faz parte das comemorações de 25 anos da empresa

Lançamento do Caldera V11 faz parte das comemorações de 25 anos da empresa

A Caldera estará na SGIA 2016, feira de impressão digital que ocorre entre os dias 14 e 16 de setembro, em Las Vegas, EUA. Durante o evento, a empresa promete lançar a versão 11 do software RIP homônimo. Um dos diferenciais da nova edição do aplicativo é a incorporação do Adobe PDF Print Engine (APPE 4), tecnologia de processamento que melhora o desempenho de impressoras de grande formato por meio de avanços no gerenciamento de cache, memória e configurações técnicas. Além de incluir o gerenciamento de 127 cores especiais simultaneamente, o APPE é capaz de processar padrões e máscaras com maior precisão.

Compatível com macOS Sierra, o Caldera V11 vem com novas ferramentas, como a True Bleed, com a qual pode-se clonar pixels em torno das bordas das imagens para criar acabamentos melhores. A ferramenta também pode ser combinada com opções de nesting disponíveis em pacotes como o GrandRIP+, VisualRIP+, TextilePRO e várias outras soluções OEM.

Outra ferramenta é a Sync & Deploy, que possibilita rodar as mesmas configurações de um mesmo RIP em diferentes impressoras e ambientes. Isso reduz o tempo de instalação de software, e os dados mais críticos, como perfis ICC e predefinições de cores, podem ser compartilhados de maneira mais amigável. Quando o Caldera V11 for lançado, a desenvolvedora também fornecerá um aplicativo que calcula os recursos de hardware necessários para o ambiente de produção.

O Caldera V11 também emprega o OpenCL (Open Computing Language), que aumenta o poder de processamento por meio de implantação automática na CPU e na GPU, o que maximiza a interação da arquitetura da Caldera com os componentes centrais das máquinas.

Segundo a empresa, as ferramentas do Caldera V11 poderão ser usadas para criar ambientes de produção baseados em um único modelo de impressora. Por exemplo, para determinada empresa pode ser mais interessante adquirir algumas unidades de um mesmo tipo de equipamento com largura de 1,6m em vez de investir em uma máquina maior, com 3,2m.

Fonte: Caldera



Baixe e-book grátis sobre comunicação visual em tecidos

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 31/05/2017
EFI e IT Strategies desenvolveram o material

EFI e IT Strategies desenvolveram o material

A EFI, fabricante de impressoras digitais, e a IT Strategies, consultoria especializada na indústria de impressão, lançaram um e-book gratuito específico sobre a área de comunicação visual em tecidos.

Com estatísticas de demanda, dados sobre provedores de impressão, tendências globais e explicações sobre impressão digital têxtil, o e-book mostra como a comunicação visual em tecidos representa um diferencial competitivo por proporcionar resultados refinados, recicláveis e sustentáveis. Ainda de acordo com as empresas, a impressão em tecido permite que as marcas se destaquem com produtos leves que oferecem facilidade de manuseio e instalação. Além disso, os tecidos podem ser lavados, dobrados e (re)utilizados como bandeiras, banners, artigos decorativos, displays e muito mais.

Disponível em português, inglês e espanhol, o e-book pode ser baixado por meio deste link.

Fonte: EFI