Sinalização digital 3D é instalada nos Jogos Olímpicos de Inverno de 2014

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 01/02/2014

Os rostos dos participantes eram scaneados e projetados em 3D

As faces dos participantes são escaneadas e projetadas em imagens 3D

Os Jogos Olímpicos de Inverno de 2014, realizados de 7 a 23 de fevereiro, em Sóchi (Rússia), reunirão não apenas a nata dos esportes de competição, mas também a elite da sinalização digital. Os atletas e os espectadores dos Jogos poderão ver de perto a inusitada instalação chamada Monte Rushmore da Era Digital. Trata-se de um display que projeta imagens tridimensionais das pessoas que interagem com ele.

Instalação recebeu a alcunha de Mt. Rushmore of the Digital Age

Instalação recebeu a alcunha de Monte Rushmore da Era Digital

Criada pela MegaFon, maior empresa de telecomunicações da Rússia e parceira da competição olímpica, a instalação tem 2 mil metros quadrados e é composta por 10 mil cilindros (atuadores) de LDEs RGB. Eles se acendem atrás do véu que cobre o prédio.

As faces dos participantes são escaneadas dentro de uma cabine, que captura a imagem de cinco ângulos diferentes. Em um minuto, um modelo 3D é criado e, por fim, uma imagem (de 8 metros) do rosto do visitante é projetada por 20 segundos.

A instalação fica localizada na entrada do Parque Olímpico e permancerá lá ao longo dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Inverno de 2014.

Assista ao vídeo da sinalização digital 3D em funcionamento:

Fonte: Digital Signage Connection



Hollanders faz renovação em seu portfólio de impressoras têxteis

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 11/10/2015
Divisão visa facilitar e atender melhor os diferentes segmentos do mercado de impresão digital têxtil

Divisão visa facilitar e atender melhor os diferentes segmentos do mercado de impresão digital têxtil

A Hollanders, fabricante europeia de equipamentos para impressão digital têxtil, separou seu portfólio, que passa a ter uma divisão para sistemas que estampam apenas um lado do tecido (single-side) e outra para máquinas que imprimem frente e verso (double-sided).

As plataformas de impressão de um lado são indicadas a birôs de sinalização e comunicação visual, para a produção de bandeiras, banners e displays. Entre as impressoras single-side vendidas pela Hollanders estão a ColorBooster 250 (com 2,5m de largura), a ColorBooster 320 (com 3,2m) e a ColorBooster XL (com 3,5m e estrutura industrial). Essas máquinas trabalham em conjunto com equipamentos de pré e pós-impressão, como o ColorFix 320 e o ColorWash 320.

Os dispositivos com função frente e verso são recomendados a indústrias têxteis, para produção em massa de tecidos para decoração e moda. Voltados a esse público estão a ColorBooster DS 210 (com 2,1m de largura) e a ColorBooster DS 320 (com 3,2m), sistemas que já incorporam unidade de fixação de tinta no tecido.

Todos os sistemas comercializados pela Hollanders oferecem a possibilidade de estampar diretamente ou empregar tintas sublimáticas para transferência térmica.

Jacco Aartsen Tuijn, CEO da Hollanders, declarou: “Os fabricantes de impressoras digitais têxteis têm sentido a necessidade de abordar os diferentes segmentos – decoração, moda e comunicação visual – com máquinas específicas para cada um deles. Isso vai ao encontro da nossa ideia de proporcionar maior variedade de equipamentos, tintas e produtos”.

Fonte: Hollanders



Corel lança o CorelDraw Graphics Suite X7

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 03/04/2014

CorelDraw Graphics Suite X7 traz ferramentas aperfeiçoadas

CorelDraw Graphics Suite X7 traz ferramentas aperfeiçoadas

A Corel anunciou a suite X7 do CorelDraw, que agora oferece interface redesenhada e adaptada para cada usuário com a finalidade de aumentar a velocidade e a produtividade dos trabalhos realizados por meio do programa gráfico.

A nova versão do CorelDraw apresenta compatibilidade com touchscreen e 64-bit nativos que permitem aos usuários processar arquivos maiores e mais numerosos. Inclui também 10 mil cliparts e imagens digitais, 2 mil fotos em alta resolução, mil fontes OpenType, 2 mil templates de veículos (para envelopamento) e vídeos de treinamento.

A Corel também desenvolveu apps que podem ser utilizados juntamente com a suite X7, os quais permitem aos usuários criar padrões em suas próprias fotos digitais e sincronizá-los com o CorelDraw por meio do Corel Content Exchange.

Gérard Métrailler, diretor da Corel, comentou: "As novas ferramentas do X7 são resultado do feedback dos clientes. Nossa intenção é assegurar que os usuários de CorelDraw consigam terminar os trabalhos o mais rápido possível".

Fonte: Output Magazine