Shows do Kraftwerk contarão com recursos de sinalização digital 3D

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 16/01/2013

Pais do electropop, os integrantes da banda alemã Kraftwerk vão contar com recursos visuais tridimensionais em suas apresentações. A tecnologia escolhida para compor o aparato foi a Watchout 3D, da Dataton, especializada em soluções de sinalização digital.

Todas as apresentações de 2013 contarão com esse efeito. Em 2012, dois shows serviram como teste, um no Museu de Arte Moderna (de Nova York) e outro no festival sueco Way Out West.

Nas apresentações, a Watchout será responsável pelo gerenciamento do conteúdo 3D, que será projetado em um telão central de LED. A plateia deverá usar óculos 3D polarizados para visualizar o efeito.

Novas funcionalidades no Watchout vão permitir que o conteúdo seja manipulado em tempo real por meio de controladores externos, instrumentos musicais, consoles de iluminação, dispositivos móveis e sensores.

Kraftwerk inova mais um vez, ao usar recursos visuais tridimensionais em suas apresentações

Kraftwerk inova mais um vez, ao usar recursos visuais tridimensionais em suas apresentações

Fonte: OutPut Magazine. Texto: InfoSign



Software RIP para sublimação da Roland chega à versão 2.0

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 14/03/2017
ErgoSoft Roland Edition 2 está disponível para impressora da linha Texart

ErgoSoft Roland Edition 2 está disponível para impressora da linha Texart

A Roland DG, fabricante de impressoras digitais, anunciou que a versão 2.0 do ErgoSoft Roland, software RIP específico para sublimação, está disponível desde o começo de março para os usuários de equipamentos dos modelos Texart XT-640 e RT-640, indicados para estampar vestuário de moda e esporte, peças de sinalização (faixas e bandeiras) e decoração interna, artigos promocionais e brindes personalizados.

De acordo com a empresa, a nova versão do aplicativo oferece mais de 40 novos recursos e pode para aumentar a produtividade. Entre as novidades está um método que aumenta a velocidade de rasterização e melhora a precisão do posicionamento de pontos impressos. Há também um novo mecanismo que exibe visualizações dinâmicas de arquivos PDF em cores.

O software inclui oito servidores RIP para reduzir o tempo de processamento ao trabalhar com muitos dados ou vários serviços de impressão ao mesmo tempo. Além disso, a nova ferramenta Printer Pool oferece opção de gerenciamento de tarefas e permite que o mesmo arquivo seja enviado a vários dispositivos. Já o recurso Hot Folder possibilita a impressão em lote de imagens com as mesmas configurações.

A Roland ainda destaca funções de aplicação de códigos de barras, réguas e furos. Além de recursos de edição que suportam formatos de arquivos comumente usados na impressão têxtil. É o caso do Step & Repeat, que cria padrões repetidos a partir de uma única imagem. O software também oferece o Color Replacement, para a criação de variações de cores em arquivos TIFF e PSD.

Fonte: Roland DG



O que você deve saber sobre conteúdo para sinalização digital

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 17/11/2014

É fundamental responder a três perguntas básicas na hora de criar conteúdo a ser veiculado por sinalização digital

É fundamental responder a três perguntas básicas na hora de criar conteúdo a ser veiculado por sinalização digital

Especialista em sinalização digital, Frank Kenna dá dicas fundamentais para quem cria conteúdos a serem veiculados em displays de digital signage. Abaixo estão três questões básicas para ajudá-lo a avaliar a qualidade do conteúdo:

1. Qual é a relevância do conteúdo para os objetivos que você quer atingir?

Muitos administradores de sinalização digital usam conteúdos gratuitos ou de baixo custo disponíveis na internet. Isso pode parecer bom, mas será que realmente vai ajudar a atingir seus objetivos? Não. O que ele faz é ajudar a impulsionar o número de leitores (ver questão 3), mas isso é apenas um dos ingredientes de uma sinalização digital eficaz. Seus objetivos devem direcionar o conteúdo.

2. Você cria e veicula facilmente os conteúdos?

Depois de identificar os seus objetivos, você tem de saber quem vai desenvolver o conteúdo. Alguém precisa criar um material fresco e relevante regularmente. Os administradores precisam de um software que seja fácil de operar e que veicule conteúdos rapidamente.

3. Será que as pessoas estão lendo o conteúdo?

Se não lerem, investigue as razões para isso estar acontecendo. Você precisa escolher um dado importante e se concentrar nele. Se o seu público-alvo for composto por trabalhadores do chão de fábrica, mostre-lhes métricas de produção e outros materiais relevantes. E separe pelo menos 25% do seu conteúdo para coisas que não tenham a ver com o negócio, como notícias, esportes e previsão do tempo.

Responder às três questões acima poderá levá-lo a encontrar um bom caminho para um sistema de sinalização digital eficaz e que realmente funcione.

Fonte: Digital Signage Today