SGIA organiza grupo especial para criação de padrões de cores na impressão digital

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 01/04/2019
Trabalho visa reduzir desperdícios e aumentar a satisfação dos clientes

Trabalho visa reduzir desperdícios e aumentar a satisfação dos clientes

A SGIA (Specialty Graphic Imaging Association), associação norte-americana voltada para os mercados de inkjet e serigrafia, está reunindo alguns dos maiores especialistas em cores para atender a uma séria necessidade da indústria: padrões de cores para a impressão digital. Trata-se de um novo grupo de trabalho que incluirá representantes de fabricantes de tintas, mídia, impressoras, softwares e soluções de cores.

Ray Weiss, diretor de programas de impressão digital da SGIA, declarou: “Há uma grande lacuna na área de normas na indústria de impressão. Embora as especificações de cores, como SWOP e GRACol, sejam baseadas em impressoras offset que executam tintas tradicionais CMYK, a impressão digital é completamente desassistida, com substratos e conjuntos de tinta variando tremendamente. Nós (SGIA) temos o conhecimento e contamos com o apoio de fabricantes e impressores. É hora de agir. Este é um projeto desafiador, e temos alguns dos melhores profissionais da indústria trabalhando nele”.

Weiss disse que a ideia do grupo é criar padrões para reduzir desperdícios e aumentar a satisfação dos clientes. Além disso, o Sonoco Institute, da Clemson University, fornecerá dados de medição, e o economista-chefe da SGIA, Andrew D. Paparozzi, supervisionará os cálculos estatísticos.

Até o momento, os profissionais que estão participando do grupo são:

• Travis Barcelona, Nazdar;

• Bruce Bayne, SpotOn;

• Tim Bolton, Ricoh;

• Dave Brewer, Image Options;

• Tom Cooper, WestRock;

• Ann Crum, Phoenix Ink;

• Dan Gillespie, Alder Technology;

• Josh Hope, Mimaki;

• Mike Mentone, 3M;

• Chris Padilla, Mutoh;

• Peter Pretzer, Fujifilm;

• Jim Raffel, ColorCasters;

• Bruce Ridge, Nazdar;

• Paul Roba, Avery Dennison.

• Toby Satterfield, Ricoh;

• Max West, Holland e Crosby.

Fonte: SGIA



Kornit anuncia novo equipamento para impressão direta em vestuário

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 15/01/2019
Atlas Kornit produz 350 mil impressões por ano

Atlas Kornit produz 350 mil impressões por ano

A Kornit, fabricante de equipamentos para estamparia digital têxtil, anunciou a Atlas Kornit, DTG (Direct-To-Garment) indicada para produção industrial de impressão direta em vestuário.

Capaz de produzir por ano 350 mil impressões, a máquina vem equipada com cabeças com sistemas recirculantes e emprega a série de tinta NeoPigment Eco-Rapid, récem-desenvolvida pela empresa. Segundo a empresa, os insumos são compatíveis com tintas serigráficas e possuem certificações GOTS e Oeko-Tex Eco-Passport. A tinta branca é altamente opoca.

A máquina conta com uma versão aprimorada da tecnologia HD da Kornit, complementada por software RIP, além de dar suporte a soluções de softwares baseadas em nuvem para otimização, business intelligence e análise de produtividade.

Omer Kulka, vice-presidente de marketing da Kornit, declarou: “A Atlas é modular e pronto para o futuro, para que o cliente possa fazer implementações rápidas e fáceis de novos desenvolvimentos”.

Fonte: Kornit



Mimaki e a Internet das Coisas

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 11/09/2018
Solução foi desenvolvida com a empresa alemã Robominds GmbH

Solução foi desenvolvida com a empresa alemã Robominds GmbH

A Mimaki estará presente na Fakuma, feira internacional que ocorre entre os dias 16 e 20 de outubro, na Alemanha. Durante o evento, a fabricante promete apresentar soluções de impressão UV LED em plásticos. O destaque será um dispositivo automatizado criado em parceria entre a Mimaki e a empresa alemã Robominds GmbH. Trata-se de uma unidade da UJF-7151plus que emprega um braço robótico com a função de carregar e descarregar mídias, o que reduz os tempos de preparação e aumenta a eficiência do equipamento. A solução foi desenvolvida para operar em rede e conectada a um fluxo de trabalho industrial mais amplo, de acordo com os preceitos da Internet das Coisas.

Ao trabalhar com o conceito da Internet das Coisas, o objetivo da Mimaki é ajudar seus clientes a usar sistemas de impressão para produzir trabalhos sob demanda e personalizados. Para tanto, cria soluções que integram robôs e outros dispositivos. Entre eles, os comandos MDL e o Mimaki Job Controller.

Os MDL são usados para controlar as impressoras Mimaki por meio de sistemas e periféricos. Eles assumem o controle da máquina, iniciam a produção e ajustam a posicionar a altura da mesa de substrato. Além disso, fornecem informações sobre os níveis de tinta e relatam erros de impressão.

O Mimaki Job Controller é um software que se comunica com a impressora para transmitir dados de produção. Ele também pode iniciar a produção automaticamente e cria elos entre impressoras e robôs, sobretudo para a alimentação de mídias.

Uwe Niklas, gerente de marketing e vendas da Mimaki Alemanha, declarou: “Com base na Internet das Coisas, buscarmos criar soluções integradas de fluxo de trabalho para a indústria de plásticos. Estamos mostrando oportunidades de aplicação inovadoras que demonstram o potencial de nossos sistemas”.

Fonte: Mimaki