Ser.Tec. anunciou nova impressora UV LED industrial

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 27/03/2019
UP FJ H estampa materiais rígidos e bobinas de até 1,6m de largura

UP FJ H estampa materiais rígidos e bobinas de até 1,6m de largura

A Ser.Tec., fabricante norte-americana de impressoras digitais, anunciou no mercado internacional o UP FJ H, equipamento UV LED com cinta de vácuo e potência regulável, capaz de estampar mídias rígidas de até 200mm de espessura. A máquina também vem com desenrolador e rebobinador, para trabalhos com materiais em bobinas.

Segundo a fabricante, as 8 cores da UP FJ H podem ser gerenciadas individualmente pelas cabeças Fujifilm Dimatix, que produzem imagens com resolução de 1200dpi. As cores light cyan e light magenta permitem a impressão de gradientes, enquanto que o verniz pode criar efeitos superfícies diferenciados nos impressos.

Indicada para empresas e aplicações de design de interiores, sinalização, e embalagem, a UP FJ H pode ser vista em funcionamento no vídeo abaixo:

Fonte: Ser.Tec.



Novo modelo de dispositivo recuperador de cabeças inkjet

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 03/08/2017
PHD14 é vendido pela Digital Sign Technologies

PHD14 é vendido pela Digital Sign Technologies

A Digital Sign Technologies, fabricante de dispositivos de tecnologias inkjet, lançou a versão 14 da Print Head Doctor (PHD14), máquina de limpeza de cabeças de impressão. O modelo vem com todas as bombas de alto desempenho da KNF Neuberger, que promovem fluxo e pressão mais elevados.

O PHD14 pode recuperar várias cabeças de impressão de uma só vez. Pode, por exemplo, limpar em um único processo duas Kyocera KJ4 ou seis Dimatix S. Além disso, realiza descarga reversa e controla pressão e temperatura do fluido, em uma filtração em duas etapas e seis filtros.

A empresa fornece adaptadores para a maioria dos tipos de cabeças e oferece uma variedade de químicos à base de solvente ou água.

Fonte: Digital Sign Technologies



Impressão digital ganha destaque no relatório de tendências globais da Drupa

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 07/03/2014

Maior feira de impressão do mundo, a Drupa, cuja próxima edição ocorrerá de 31 de maio a 10 de junho de 2016, em Dusseldorf (Alemanha), comprometeu-se a publicar uma série de estudos sobre tendências e mudanças no mercado internacional de impressão.

Acaba de ser lançado o Drupa Global Trends, primeiro relatório da organização, cujos resultados têm como base pesquisas realizadas com um grupo de executivos de gráficas, fornecedores e consumidores de impressão de todo o mundo.

Realizada no fim de 2013, a pesquisa contou com aproximadamente 2.500 tomadores de decisão de 119 países; 58% deles eram de gráficas, 21%, de fornecedores e 21%, de clientes finais.

O documento revela um número de tendências críticas compartilhadas por todas as regiões econômicas e por todos os segmentos de impressão.

De acordo com a Drupa, 65% das gráficas no mundo usam impressão digital

De acordo com a Drupa, 65% das gráficas no mundo usam impressão digital

O relatório confirma que há uma grande transformação estrutural em curso na indústria mundial de impressão, juntamente com a ocorrência de margens mais apertadas. Além desses, há outros pontos de grande destaque no estudo:

  • Há sinais claros de que as condições econômicas mundiais estão melhorando. Consequentemente, a indústria global de impressão planeja aumentar seus investimentos nos próximos 12 meses. A América do Norte está na liderança, pois acelerou o ritmo de grandes transformações ao investir pesado em tecnologia, TI e novos serviços. Nos países emergentes, o aumento da demanda é a razão para o crescimento;
  • A atividade de impressão está se transformando de indústria de produção em massa para ramo prestador de serviços. É evidente a demanda por novas soluções e modelos de negócios que reflitam as novas necessidades dos clientes;
  • A impressão digital está cada vez mais presente no parque gráfico. Entre os provedores de serviços de impressão, 65% usam tanto métodos convencionais quanto digitais, e um terço das gráficas comerciais obtem um quarto ou mais de suas rendas por meio da impressão digital. Mas a tecnologia convencional continua a ser um importante pilar para o setor.

O primeiro relatório da Drupa oferece uma avaliação inicial do estado atual da indústria de impressão. A fim de monitorar as tendências em curso, a pesquisa será repetida anualmente. Além disso, a Drupa publicará uma série de relatórios com insights para oferecer análises detalhadas sobre tópicos de relevância para a indústria.

A Drupa também está desenvolvendo uma pesquisa sobre os impactos da internet na indústria de impressão, que será lançado em 2014. O objetivo será apresentar os efeitos causados pelo e-commerce, marketing digital, comunicação de massa e TI. E mostrará como as estratégias e os modelos de negócios precisam ser adaptados.

Fonte: What They Think