Segunda edição do Sign Talks ocorre dia 28 de fevereiro

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 06/02/2018
Evento grátis é uma iniciativa da organizadora da feira Serigrafia Sign

Evento grátis é uma iniciativa da organizadora da feira Serigrafia Sign

A Informa, organizadora da feira Serigrafia Sign, realizará a segunda edição do Sign Talks no dia 28 de fevereiro, das 15h às 17h30, no Espaço Oca Tupiniquim (Fradique Coutinho, 1379, Pinheiros, São Paulo-SP).

Com vagas limitadas e somente para convidados, o evento grátis contará com palestras sobre inovação, gestão e marketing para quem atua nos segmentos de impressão e comunicação visual. Profissionais de renomadas empresas ministrarão conteúdos, conhecimentos e tendências. Após as palestras, haverá um happy hour. Confira a programação:

  • 15:00: Welcome Coffee;
  • 15:15: Abertura (Liliane Bortoluci, Show Director da Informa);
  • 15:30: Comunique-se bem, venda mais (Rodrigo Moreira, CEO da Smartalk);
  • 16:15: Printi: o modelo de sucesso, baseado na inovação (Stefano Majocco, Head of Marketplace);
  • 16:45: Social Selling: Como vender pelo LinkedIn (Marcell Rosa, gerente de vendas);
  • 17:30: Encerramento: Como tudo se conecta?

É necessário confirmar a presença.

Fonte: Serigrafia Sign



Durst anuncia inkjet de rótulos e embalagens Tau 330 RSC

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 08/10/2017
Tau 330 RSC possui sistema de tintas com oito canais de cores

Tau 330 RSC possui sistema de tintas com oito canais de cores

A fabricante Durst anunciou no mercado internacional a Tau 330 RSC, impressora inkjet UV industrial indicada para estampar embalagens, rótulos e etiquetas.

Com largura de impressão de 330mm, a máquina trabalha na velocidade de até 78 metros lineares e resolução de 1200dpi. Além disso, incorpora sistema de tintas pigmentadas com oito cores (CMYK, branco, laranja, verde e azul violeta), o que permite obter imagens com uma ampla gama de cores (cobrindo cerca de 98% do universo Pantone).

A Tau 330 RSC é vendida sob o programa “Configure Your Digital Future”, da Durst. Portanto, pode ser adquirida sozinha ou com o sistema digital de corte laser LFS 330. O equipamento também pode vir com a OMET Xflex (solução de acabamento) ou com opcionais de corte e rebobinamento, pré-tratamento corona em linha, limpeza de bordas ou aplicação de primer, verniz e laminação.

A Durst também lançou uma solução web-to-print para criação e impressão de embalagens, rótulos e etiquetas.

Fonte: Durst



Como adesivar superfícies com rebites

Por Eduardo Yamashita em 03/11/2015
Aprenda a aplicar vinis sobre rebites de caminhão com o passo a passo a seguir

Aprenda a aplicar vinis sobre rebites de caminhão com o passo a passo a seguir

Além de fácil de aprender, a aplicação correta de imagens sobre rebites aumenta a velocidade da instalação e melhora a aparência do resultado.

Bastante recorrente no mercado, a adesivação de rebites normais em chapas lisas ou corrugadas será o foco deste artigo técnico. Com o método demonstrado, é possível obter resultados virtualmente perfeitos. Para tanto, o vinil deve ser aplicado de acordo com a forma de rebite e sem bolhas de ar e rugas. Todo adesivo deve ficar em contato com a superfície, e deve permanecer assim.

Observação: assim como o cast, o vinil calandrado pode ser capaz de se conformar a rebites, porém ele não ficará por muito tempo moldado nessas regiões.

Limpeza

A superfície deve ser devidamente limpa e completamente seca. Use as as seguintes soluções:

  • xilol ou similar: para contaminantes inorgânicos (gordura e graxa);
  • detergente neutro e água: para contaminantes orgânicos (terra, lama e partículas sólidas);
  • álcool isopropílico 70%: para limpeza final.

Com um pano (toalha), molhe e esfregue para remover a sujeira. Depois, antes da evaporação, seque com um segundo pano. É muito comum haver umidade por trás dos rebites. Isso acontece por causa da chuva ou da lavagem dos caminhões. Consequentemente, os fluidos remanescentes na traseira dos rebites devem ser removidos. Para tanto, aqueça as cabeças dos rebites e as áreas circundantes com um soprador térmico ou maçarico de propano até que todo líquido tenha evaporado. Em seguida, o vinil deve ser aplicado a seco e sem a utilização de fluidos de aplicação ou agentes umedecentes.

Método padrão de aplicação

Depois da limpeza dos rebites, realize a instalação seguindo os passos abaixo:

Espatule o vinil em paralelo à menor dimensão da imagem. Mantenha a imagem sempre esticada e pressione firmemente a espátula. Quando espatular sobre o rebite, alinhe o centro da espátula com o rebite, para que o vinil fique em contato com toda a superfície. Aplique e alise o vinil e empurre o ar para fora.
O resultado desejado é uma pequena bolsa de ar em torno de cada rebite. Depois de toda a imagem ter sido espatulada, se houver máscara de transferência, remova-a com cuidado em ângulo de 180 graus.
Corte o vinil sobre todas as emendas das chapas do caminhão. Use também um furador de bolhas, para permitir a saída do ar. Perfure vários pequenos buracos ao redor de cada rebite.
Use uma escova de rebite para pincelar em movimento circular, começando pelas bordas das bolhas de ar no vinil solto ao redor de cada rebite. Em espiral, siga em direção ao rebite. Leva apenas uma ou duas revoluções para empurrar para fora a maior parte do ar. Essa é “escovação” a frio, pois não há calor. Em seguida, use um soprador térmico (pistola de calor) ou maçarico de propano (não muito comum) e aqueça a região do rebite. Note que o vinil solta um pouco.
Escove novamente. Calor em excesso danifica o vinil. Se aquecê-lo demais, deixe-o esfriar antes de escovar. Repita o aquecimento e a escovação (geralmente três ou quatro vezes) até que todo o ar tenha saído. Em cada repetição, use mais calor e mais força na escovação.
Uma vez que todo o ar for retirado, use o calor novamente e centralize a escova na parte superior do rebite; esfregue-o com firmeza. A aparência final será similar a uma pintura.

 

Sobre o autor: Eduardo Yamashita é consultor técnico especializado em vinis adesivos, envelopamento de carro e comunicação visual