SAi desenvolve software para equipamento de impressão em vidro

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 09/05/2013

PixelBlaster desenvolvido para uso em impressoras da Dip-Tech

PixelBlaster: desenvolvido para uso em impressoras da Dip-Tech

A SAi, desenvolvedora de softwares para produção gráfica, anuncia o lançamento do PixelBlaster, aplicativo especialmente criado para máquinas da Dip-Tech, que fazem impressão digital em vidro.

A solução, que vem em impressoras da série AR, inclui RIP e ferramentas de gerenciamento de cores. Com ela, é possível trabalhar com tintas laranja e verde, além do padrão CMYK.

"Embora nossas impressoras funcionem como equipamentos jato de tinta de grande formato, há um grande número de diferenças, consequentemente precisávamos de uma solução dedicada", disse Aliza Edry, diretor de aplicação da Dip-Tech.

Fonte: Graphic Display World



Epson anuncia nova linha de impressoras solvente

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 13/04/2015

A família SureColor S-Series é composta por equipamentos com 1,6m de largura de impressão

A família SureColor S-Series é composta por equipamentos com 1,6m de largura de impressão

A filial norte-americana da Epson, desenvolvedora de tecnologias, anunciou no mercado internacional o lançamento de três impressoras solvente (S30675, S50675 e S70675) da série SureColor S.

Com 1,6m de largura, as máquinas vêm equipadas com cabeça Epson PrecisionCore TFP, software RIP Onyx GamaPrint Pro e sistema de carregamento de substratos que suporta bobinas com até 40kg.

Indicadas para sinalização, envelopamento de carros, fine arts e embalagem, as impressoras S30675 e S50675 empregam tinta original UltraChrome GS2, cujo cyan foi reformulado para aumentar a durabilidade do insumo.

Já a S70675 emprega a série de tintas UltraChrome GSX, com cyan e light cyan reformulados, além de contar uma nova cor (laranja).

Segundo a empresa, as tintas UltraChrome GS2 e GSX oferecem gama de cores maior que as tintas usadas nas impressoras antecessoras da série SureColor S.

Fonte: Epson



Dicas para aplicar o envelopamento líquido (Power Revest, da Imprimax)

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 14/01/2015

Desde o lançamento do Power Revest, produto desenvolvido pela Imprimax, muitos carros já receberam o envelopamento líquido. Na mesma proporção, muitos profissionais tiveram de aprender a utilizar a novidade, para aplicá-la corretamente, evitando desperdícios e otimizando o resultado do envelopamento.

Além de agitar bem a lata antes de utilizá-la e limpar a válvula (virando-a de cabeça para baixo e pressionando até cessar o jato), o aplicador deve atentar-se aos seguintes itens (recomendados pela própria fabricante, a Imprimax):

Dicas para aproveitar melhor o Power Revest

  •  A influência do processo de aplicação: com pincel, trincha ou rolo, ocorre uma perda de 5% a 15% do Power Revest. Já nas aplicações com pistolas convencionais, a perda é maior: em torno de 30%.
  •  Em pinturas feitas em ambientes externos: principalmente quando está muito quente ou ventando muito, pode-se perder o dobro das quantidades mencionadas no item anterior. E o caso da aplicação com pistola é o mais crítico.
  • A forma de aplicação: também influi no rendimento. Se o pintor não tiver treinamento, habilidade e experiência, ele pode desperdiçar tempo e material. Por exemplo: na distribuição do produto sobre a superfície do carro. Se ele for aplicado em excesso, para atingir uma determinada espessura, a camada vai ficar sem uniformidade, prejudicando o resultado da aplicação.
 
Dicas para melhorar a aplicação do envelopamento líquido

Dicas para melhorar a aplicação do envelopamento líquido

 Dicas para aplicação e rendimento

 
  • Recomenda-se a diluição (com Redutor Power Revest) de, no mínimo, 10% do volume (podendo variar).
  • Durante a pulverização, se aparecerem névoas, partículas ou teias, pare a aplicação. Esses problemas tem como causa a diluição. Portanto, a recomendação é fazer a adição de 10% de redutor. Em seguida, faça o teste. Se ainda ocorrer a formação de teias, misture mais redutor (de 10% em 10%) até que a formação de teias pare. Saiba que o redutor diminui a viscosidade e retarda a secagem da produto.
  • As aplicações "ásperas" ocorrem quando o produto está caindo "seco" sobre a superfície. Para evitar que isso aconteça, regule bem a pistola, após acertar a diluição do Power Revest. Experiências com regulagens auxiliam muito na aplicação.
  • Variação climática (isto é, dias muito quentes ou frios) influencia na secagem do produto. A dica, para esses casos, é aumentar a diluição do Power Revest. Depois, será necessária a aplicação de uma ou mais demãos além do normalmente recomendado.
  • Não é necessário cobrir as partes onde o material não será aplicado. Porém, se cobri-las, você terá maior economia e menos tempo de limpeza.

Tabela para quantidade de Power Revest a ser utilizado:

 
  Exemplosde modelos Quantidade total de Power Revest Quantidade de Redutor necessária
Motos Burgman, CG, Fazer, Twister, Ninja, R1, Hornet choppers e carenadas em geral. De 1/4 a 2/4 (de 900 a 1.800ml) 1 Litro
Carros pequenos Hatchs em geral, Gol, Uno, fiesta, Mini Cooper, Corsa, Golf, Punto, 206, Clio etc. De 7/4 a 8/4 (6.300 a 7.200ml) 3 Litros
Carros médios Sedans em geral, Honda, Corolla, Elantra, Vectra, Sandero, Voyage etc. De 8/4 a 9/4 (de 7.200 a 8.100ml) 3 Litros
Carros grandes Modelos SW em geral, Omega, Azzera, Sonata, Malibu, BMW 325, Mercedes 180, Fusion, Passat etc. De 10/4 a 11/4 (de 9.000 a 9.900ml) 4 Litros
SUVs SUVs em geral Grand Blazer, Captiva, Edge, Freemont, Land Rover, Santa Fé, IX35, Ecosport, Silverado etc. De 12/4 a 13/4 (de 10.800 a 11.700ml) 4 Litros
Rodas De aro 15 a 22 De 1/4 a 2/4 (de 900 a 1.800ml) 1 Litro

Observações:

  •  1/4 de Power Revest cobre até 0,80m², na espessura recomendada: entre 0,08 e 0,12micra (de 8 a 12 demãos);
  •  A tabela acima leva em conta os diversos equipamentos de pintura. A variação (da quantidade total do produto) ocorre em função do dispositivo e da forma de aplicação;
  •  1/4 de Power Revest equivale a 900ml.

Fonte: Imprimax. Edição do texto: InfoSign