SAi apresentará o SIGN.com 2.0 durante a SGIA 2017

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 14/09/2017
Além da nova versão do SIGN.com, empresa exibirá outras soluções para produção de sinalização

Além da nova versão do SIGN.com, empresa exibirá outras soluções para produção de sinalização

A SAi (SA International), desenvolvedora de softwares, estará presente na SGIA 2017, feira que ocorre entre os dias 10 e 12 de outubro, em Nova Orleans, EUA. Para o evento, a empresa prometeu o lançamento da SIGN.com 2.0, solução de comércio eletrônico desenvolvida para oferecer aos clientes de birôs e gráficas um processo rápido de criação de peças de sinalização e banners personalizados.

Disponível para os EUA e Canadá, o serviço redireciona pedidos realizados on-line para os birôs mais próximos. Isso garante que as empresas regionais possam competir com grandes gráficas, além de oferecer aos clientes finais preços mais competitivos em função dos custos de distribuição menores.

A empresa também apresentará seus apps para dispositivos móveis na SGIA 2017. Entre eles, o SAi Cloud, indicado para gerenciamento remoto da produção. Já o MyFlexi foi projetado oferece ferramentas para melhorar a produtividade do birô. Para quem trabalha com routers CNC, a empresa oferecerá o + EnRoute, disponível como complemento aos Flexi 11 e 12.

A SAi também frisou que oferece um modelo de assinatura diferenciado, que oferece acesso a toda a gama de ferramentas dos Flexi e Flexi Design.

Fonte: SAi

 



Perguntas e respostas sobre envelopamento de veículos

Por Eduardo Yamashita em 07/10/2015
Tire suas dúvidas: envelopamento de carros não precisa ser um bicho de sete cabeças

Tire suas dúvidas: envelopamento de carros não precisa ser um bicho de sete cabeças

Confira a seguir algumas das questões - e suas respostas - mais recorrentes sobre envelopamento de veículos, serviço que continua em alta nos mercados automotivo e de comunicação visual.

O que é envelopamento de veículos?

É um serviço em que uma imagem impressa em vinil autoadesivo é aplicada diretamente sobre a tinta original do veículo. A aplicação permite alterar a aparência de veículos por determinado tempo. O vinil pode ser retirado a qualquer momento, tornando possível que o veículo volte à sua condição original.

O que está envolvido no envelopamento de veículos?

O envelopamento é composto por três fases. A primeira é a etapa de projeto, que inclui a obtenção das medições precisas do veículo e criação das imagens a serem aplicadas. Na segunda fase, ocorre a produção da imagem, que é impressa e laminada (para proteger a imagem de abrasões e raios UV). A terceira etapa é a aplicação do vinil sobre o veículo. Em alguns casos, pode haver a quarta fase, na qual é necessário remover os vinis autoadesivos.

Qual é a diferença entre envelopamento parcial e total?

Envelopamento parcial é qualquer aplicação em que não se realiza o envelopamento completo, como, por exemplo, a adesivação apenas da traseira do carro. Já o envelopamento completo inclui toda a superfície do veículo.

Quanto tempo o envelopamento durará?

Dependerá da característica do vinil autoadesivo utilizado no envelopamento. Por isso, a aplicação pode durar de uma semana a 10 anos.

No envelopamento completo, toda a superfície do carro é coberta com vinis

O envelopamento danificará a pintura do veículo?

Não. Vinis autoadesivos não aderem à ferrugem. Se o veículo tem lascas na pintura, o vinil pode puxar a tinta no momento da remoção da película.

É necessária a limpeza do veículo antes do envelopamento?

Sim. Todos os veículos têm de estar livres de poeira, lama, cera, óleo e outros agentes que podem impedir a aderência dos vinis à superfície do veículo durante a instalação.

Quanto tempo é necessário para o envelopamento?

Em geral, um veículo pode ser envelopado em um dia, considerando a mão de obra de dois instaladores experientes fazendo um envelopamento total.

A imagem pode ser corrigida se houver danos em alguma parte do veículo?

Sim. Partes danificadas do envelopamento podem ser substituídas após o reparo do veículo. Caso o dano se limite a certas áreas do veículo, não será preciso refazer todo o envelopamento. Porém, cuidado com as imagens desgastadas e desbotadas.

Como é possível justificar o custo de um envelopamento de veículo?

O envelopamento do veículo como sinalização é um método muito rentável de publicidade. Muitas vezes, o custo por impressão dos veículos envelopados é menor do que outras formas de publicidade, como outdoors, televisão, rádio e páginas amarelas.

O envelopamento é uma ótima forma de comunicação visual publicitária

Pode-se remover o filme usado no envelopamento?

Sim. Essa é uma das vantagens dos envelopamentos com vinis autoadesivos.

É normal surgirem bolhas e rugas na imagem após o envelopamento?

Sim. Há muitas técnicas que reduzem as imperfeições de um envelopamento, mas mesmo os melhores instaladores (aplicadores) não conseguem eliminar todas as rugas em superfícies côncavas ou severamente arredondadas. Normalmente em superfícies planas isso não ocorre.

Qual é a garantia do envelopamento?

Depende da empresa que está prestando o serviço. Normalmente, ela se baseia nas garantias e durabilidades fornecidas pelos fabricantes de vinis autoadesivos. Porém, deve ser considerada, também, a garantia da tinta utilizada para imprimir a imagem.

Sobre o autor: Eduardo Yamashita é consultor técnico especializado em vinis adesivos, envelopamento de carro e comunicação visual

 



Impressora Mimaki Tx300P-1800 receberá upgrade

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 04/04/2017
Tx300P-1800 poderá trabalhar com tintas pigmentadas e sublimáticas

Tx300P-1800 poderá trabalhar com tintas pigmentadas e sublimáticas

A Mimaki anunciou que o Tx300P-1800, equipamento de impressão direta em tecidos, terá a capacidade de trabalhar tanto com tinta sublimática (para tecidos com poliéster) quanto com pigmentada (para algodão). Isso significa que a mesma máquina poderá estampar maior número de tipos de tecidos sem precisar trocar os sistemas de alimentação dos insumos. Segundo a empresa, a nova tecnologia é um avanço que melhorará a produtividade e aumentará a flexibilidade de empresas que produzem materiais têxteis.

Os tipos de tintas não requerem pós-tratamentos (vaporização ou lavagem), o que facilita a adoção da tecnologia, pois ela não exige muito espaço para instalação, não emprega grande quantidade de água e não requer conhecimentos especiais para estampar os tecidos impressos. No entanto, além da própria impressora, é necessário o uso de equipamentos de fixação de cor.

Indicada para estampar tecidos para decoração, vestuário, moda e sinalização, a Tx300P-1800 é indicada para produções de curta tiragens ou de amostras e projetos personalizados.

Ronald van den Broek, gerente geral da Mimaki Europe, declarou: “É fácil e rápido trocar os tipos de tecido, basta selecionar o sistema de tinta apropriado para cada material. Além disso, estas tintas não exigem o uso de água ou vapor no processo de pós-tratamento, tornando-as ambientalmente sustentável”.

A novidade estará disponível a partir do segundo semestre de 2017.

Fonte: Mimaki