Roland DG lança impressora VersaCamm VSi

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 12/12/2013

VSi amplia a linha de impressoras Roland VersaCamm

VSi amplia a linha de impressoras Roland VersaCamm

Depois de apresentar a RE-640S em janeiro e a SolJet Pro4 XF-640 em abril, a Roland DG anuncia mais um lançamento em 2013: a impressora VersaCAMM® VSi.

A máquina pode trabalhar na velocidade de impressão de 27m²/h (em CMYK) e é mais produtiva do que os modelos precedentes, como a VersaCAMM® VS e a SP-540i.

Com impressão solvente e recorte integrado, a VersaCAMM® VSi apresenta sistema modular de alimentação de tinta, o que dá ao usuário a oportunidade de personalizar a paleta de cores, que pode ficar nas seguintes configurações:

  • CMYKLcLm + Light Black (Lk) + Branco (Wh): confere opacidade máxima para substratos escuros e claros;
  • CMYKLcLm + Light Black (Lk) + Prata Metálico (Mt): reproduz cores neutras e claras e efeitos perolados e metálicos;
  • CMYKLcLm + Branco (Wh) + Prata Metálico (Mt): imprime efeitos variados de cores metálicas e confere opacidade aos substratos;
  • CMYKLcLm + Light Black (Lk): reproduz tons de pele e cores neutras e claras;
  • Duplo CMYK: aumenta a velocidade de impressão.

Nova tinta

Além da velocidade otimizada, a VersaCAMM® VSi traz mais uma novidade: a tinta Eco-Sol Max2 Light Black, cujo propósito é proporcionar maior equilíbrio na composição de cores, principalmente de cinzas, e evitar falhas de reprodução dessas tonalidades, que normalmente ficam erroneamente esverdeadas ou azuladas. A nova tinta é indicada principalmente para quem imprime gradações de cinza, tonalidades de pele e imagens fotográficas.

Mais tecnologia

Contando com todo o respaldo tecnológico da já consagrada série VersaCAMM®, a nova impressora trabalha com resolução máxima de 1440dpi e emprega cabeças que disparam gotas em sete tamanhos diferentes (o que otimiza a qualidade das imagens).

Disponível em três larguras de impressão (162cm, 137cm e 76cm), a VersaCAMM® VSi conta com a lâmina de recorte Roland Camm-1, que trabalha em velocidades entre 10 mm/s e 300 mm/s e força de lâmina que varia de 30gf a 300gf.

Os interessados na impressora podem agendar uma visita para ver de perto a máquina: vendas@rolanddg.com.br

Fonte: Roland DG



3M anuncia filme Controltac 40C

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 26/10/2014

Vinil pode ser usado para diversas aplicações de comunicação visual

Vinil pode ser usado para diversas aplicações de comunicação visual

A 3M, desenvolvedora de tecnologia, passa a comercializar uma versão melhorada da Comply Adhesive IJ40C, mídia que faz parte da linha Scotchcal. Agora, o filme passa a chamar Controltac Print Film 40C. Trata-se do primeiro vinil intermediário da 3M com adesivo reposicionável e tecnologia de liberação de ar durante a instalação.

Indicada para sinalização, decoração e envelopamento de veículos, a película apresenta superfície otimizada para receber impressão digital. Além disso, tem vida útil de sete anos.

Segundo a empresa, o vinil tem as principais características técnicas necessárias para uma instalação rápida, limpa e econômica.

Fonte: 3M



Barbieri lança espectrofotômetro exclusivo para estamparia têxtil

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 03/03/2015

SpectroPad Textile Edition pode ser usado no gerenciamento de cores em impressão sublimática, de transfer ou direta em tecidos

SpectroPad Textile Edition pode ser usado no gerenciamento de cores em impressão sublimática, de transfer ou direta em tecidos

A Barbieri, fornecedora de soluções eletrônicas, apresentou no mercado internacional a SpectroPad, nova solução para controle de cores em tecidos estampados por impressão digital.

Portátil, o equipamento emprega suporte electrostático para a aferição das amostras, o que assegura a fixação dos tecidos durante as medições. Também inclui a "qb-technology", que consiste de fontes de luz de alta precisão espectral, além de uma grande abertura de medição, que cobre áreas maiores de amostragem.

Segundo a empresa, o SpectroPad usa três fontes de LED, que produzem condições ideais para medições M1 e D50 e iluminam o tecido em diferentes ângulos.

O espectrofotômetro permite que o operador da impressora saiba, durante a produção, se as cores reproduzidas estão dentro das tolerâncias previamente acertadas. Assim, ele pode dar continuidade ao processo ou fazer os ajustes conforme parâmetros e normas como ISO, Swop, Gracol, Fogra, Ugra e CGats.

O equipamento pode ser configurado para realizar o controle de cores em diferentes birôs que imprimirão as mesmas imagens. Basta que as referências sejam criadas previamente, para que sejam seguidas pelas diferentes empresas.

Fonte: My Print Resource