Roland DG Brasil: otimismo para 2019

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 09/01/2019
Entre as ações da empresa para 2019 está a ampliação da atuação regional

Entre as ações da empresa para 2019 está a ampliação da atuação regional

A Roland DG Brasil, fabricante de impressoras a jato de tinta de grandes formatos e equipamentos de corte, informou que seus resultados de 2018 superaram em 100% o faturamento que havia sido previsto.

Segundo a empresa, para 2019, as expectativas são as melhores. As ações programadas para o ano refletirão diretamente nos números da companhia, na satisfação dos clientes e na movimentação do mercado.

Anderson Clayton, vice-presidente da empresa, declarou: “O objetivo é ficarmos cada vez mais próximos do nosso público, e faremos diversas ações para isso. Vamos ampliar a atuação local e adequar produtos para cada região do Brasil, para atender as necessidades específicas das inúmeras localidades. Dedicaremos nossos esforços a todos os clientes, desde grandes gráficas até pequenos empreendedores que, em comum, têm o fato de não abrirem mão de um serviço de qualidade”.

A subsidiária DGSHAPE Corporation, que, desde 2017, concentra negócios em companhias dentais, médicas e de fabricação digital 3D, a exemplo do que aconteceu em 2018, continuará a ser o foco em 2019. Visando fortalecer a marca, estão programados lançamentos que prometem impactar o setor.

O segmento de personalizações, como serviços prestados em quiosques de shopping centers, também contará com atenção especial da empresa. Engloba as inúmeras soluções Roland DG em varejo, como máquinas voltadas para impressão de capas de celular e tablets, equipamentos para fazer personalização de camisetas e outras peças de vestuário exclusivas e impressoras em itens tridimensionais ou para customização de brindes.

Fonte: Roland DG Brasil



Nazdar reformula marcas

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 20/11/2014

Identidade das divisões da Nazdar foram recaracterizadas

Identidade das divisões da Nazdar foram recaracterizadas

A Nazdar, fabricante de tintas digitais, anunciou um novo direcionamento em sua estratégia de marca. Segundo a empresa, a mudança permite que o consumidor identifique com mais clareza a estrutura da Nazdar e conheça o nome e o propósito de cada divisão.

Foram combinados modelos e elementos gráficos a fim de criar uma nova relação visual entre as ramificações da empresa. As cores relacionadas às divisões foram redefinidas da seguinte forma: a SourceOne é identificada pela tonalidade azul, a Ink Technologies, pela verde e a Consulting Services, pela roxa.

Tais mudanças destinam-se a destacar as diferenças entre as divisões e, ao mesmo tempo, mostrar a unidade da empresa.

Por mais de 90 anos, a Nazdar tem criado parcerias com diversas empresas de impressão no mundo, oferecendo produtos e serviços técnicos que aumentem a produtividade dos fornecedores gráficos.

Fonte: Nazdar



Como limpar o veículo antes de realizar o envelopamento com vinil adesivo

Por Eduardo Yamashita em 16/07/2014

Neste artigo saiba como fazer a correta limpeza do veículo antes de fazer a aplicação do vinil adesivo

Neste artigo veja como fazer a correta limpeza do veículo antes da aplicação do vinil adesivo

A preparação da superfície do veículo que será envelopado envolve um procedimento de 3 etapas: lavagem com detergente, limpeza com solvente (desengordurante ou desengraxante) e limpeza final com álcool isopropílico.

Lavagem com detergente

O veículo deve ser lavado (com água limpa e detergente) um dia antes da aplicação, para que seja removida a maior parte da sujeira solúvel em água. É necessário lavar o carro com um dia de antecedência para que ele seque completamente, especialmente sob as cabeças dos rebites e entre os painéis.

Antes de aplicar a imagem, certifique-se de que a superfície esteja completamente seca. A água retida nas reentrâncias das cabeças de rebite pode levantar o vinil. Umidade sob as emendas das chapas também causa problemas.

Limpeza com solvente

A limpeza do veículo a ser envelopado requer cuidados. Cada parte do veículo deve estar impecável, incluindo áreas debaixo dos para-lamas, portas, capô e porta-malas – regiões que acumulam muita sujeira.

Depois de lavar a superfície com água e detergente, o segundo passo é limpá-la com solvente. Mesmo que uma superfície lavada pareça limpa, podem estar presentes contaminantes (ceras, gorduras, graxa e óleos). Para removê-los, use desengraxantes ou desengordurantes comerciais à base de xilol ou toluol, produtos encontrados em lojas de produtos automobilísticos.

Ao usar qualquer tipo de solvente, leia as advertências do rótulo e da FISPQ. Trabalhe em local bem ventilado, use equipamento de segurança e siga os procedimentos recomendados.

Nessa etapa, é importante fazer testes. As formulações dos produtos de limpeza à base de solventes variam muito de um fabricante para outro. Algumas formulações são muito fortes. Para não danificar o sistema de pintura do veículo, teste o solvente em uma área escondida do carro.

Concentre a limpeza nas áreas "escondidas", ou seja, nas bordas das portas, capô e para-lamas. As áreas das bordas das peças com borracha também acumulam muita sujeira.

Limpeza final

Como o desengraxante pode deixar resíduos oleosos, limpe a superfície com álcool isopropílico. Esta última etapa deve ser realizada com ambas as mãos: uma com um pano embebido com o álcool, a outra com um pano seco. Depois de aplicar o solvente na superfície, limpe-a antes de o álcool evaporar. Faça essa limpeza momentos antes da aplicação do vinil, para remover contaminantes do ar que se instalam na superfície do veículo.

Considerações finais

Muitas vezes, a limpeza da superfície é a última coisa em que o instalador pensa. Frequentemente, ela é ignorada. Mas a falta dela é primeira causa dos problemas de adesão do vinil. Considere o seguinte: se você não limpar a sujeira e a gordura da superfície, como o vinil ficará aderido à superfície? A limpeza inadequada é uma receita certa para o fracasso do envelopamento. Portanto, para obter bons resultados na instalação, limpe adequadamente o veículo antes da aplicação do vinil.

 
Esse artigo técnico foi patrocinado pela Imprimax, fabricante de vinis adesivos

Este artigo técnico foi patrocinado pela Imprimax, fabricante de vinis adesivos

Gostou do artigo? Você também vai se interessar pelas matérias abaixo:

 

Sobre o autor: Eduardo Yamashita é consultor técnico especializado em vinis adesivos, envelopamento de carro e comunicação visual

Sobre o autor: Eduardo Yamashita é consultor técnico especializado em vinis adesivos, envelopamento de carro e comunicação visual