Roland DG Australia lança impressora UV LED plana

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 17/07/2020
IU-1000F estampa mídias no formato de até 2,5m x 1,3m

IU-1000F estampa mídias no formato de até 2,5m x 1,3m

A filial australiana da Roland DG, fabricante japonesa de impressoras digitais, anunciou a primeira UV LED flatbed da empresa. Trata-se da IU-1000F, que emprega tinta branca e verniz para estampar aplicações de comunicação visual e decoração indoor e outdoor, como displays de pdv, painéis, backlits, entre outras peças.

Com 12 cabeças escalonadas em três linhas, a IU-1000F pode imprimir na resolução de 635 x 1.800dpi e emprega um sistema com tecnologia de pontos variáveis que pode disparar três volumes de gota de tinta.

A máquina leva uma hora para imprimir 15 chapas no formato de 1.220 x 2.440mm, no modo de impressão "padrão". Para aplicações que exigem maior qualidade de imagem, o modo "qualidade" produzirá aproximadamente 10 placas por hora.

A IU-1000F imprime diretamente em vários materiais, como placas rígidas de até 2,5m x 1,3m, e emprega tintas certificadas pela Greenguard Gold. Uma opção de tinta “primer” aumenta a adesão das demais tintas, o que facilita a preparação e a impressão em materiais como acrílico, vidro e cerâmica. Os usuários podem incorporar as tintas especiais (branca e verniz) para aprimorar suas imagens com efeitos e texturas.

Greg Stone, gerente de produtos da Roland DG Australia, declarou: “Essa nova flatbed UV permite que birôs respondam efetivamente ao aumento das demandas de produção e aos tempos de entrega mais curtos. Ela oferece velocidades de impressão inovadoras, qualidade de imagem excepcional e excelente compatibilidade de material, estampando gráficos de alto volume e alto impacto”.

A IU-1000F possui outras características, como um ionizador que remove a eletricidade estática e pinos de alinhamento de mídia que posicionam corretamente na mesa as mídias a serem impressas.

Assista ao vídeo promocional da nova Roland IU-1000F:

Fonte: Roland DG Australia



Sinalização digital e realidade aumentada contra o racismo

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 26/11/2018
Instalação foi usada para arrecadar fundos para instituição

Instalação foi usada para arrecadar fundos para instituição

O Centro Norueguês contra o Racismo, sediado em Lillestrom, busca de muitas maneiras combater a discriminação racial na Noruega. Recentemente, a organização fez uma parceria com a JCDecaux Norway e promoveu uma campanha para arrecadar fundos que empregou sinalização digital e realidade aumentada.

A JCDecaux Norway implantou uma instalação ao ar livre que apresentava um vídeo de um grupo de supremacistas brancos marchando em direção aos pedestres. O grupo bradava em norueguês: “Branco e livre! Não dominem o nosso país”. Muitos usavam máscaras para esconder seus rostos. O vídeo mostrava pessoas com bastões em punho, prontos para bater contra a tela.

Um lado da tela apresentava um terminal integrado de pagamento, que pedia aos espectadores uma doação de dinheiro para interromper o vídeo. Quando a doação era realizada, os supremacistas brancos pararam de falar e o display mostrava a mensagem de “Obrigado”.

O objetivo da campanha era arrecadar dinheiro para o Centro Norueguês Contra o Racismo, que perdeu sua principal fonte de financiamento.

Confia abaixo a campanha antirracismo no vídeo:



APS e Fespa anunciam Fespa Brasil Fórum

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 26/07/2015

Organizadores apresentaram o novo fórum em encontro com empresários e jornalistas

Organizadores apresentaram o novo fórum em encontro com empresários e jornalistas

No dia 1º de julho, a APS e Fespa, organizadoras de feiras, promoveram um encontro para anunciar o 1º Fespa Brasil Fórum – Negócios, Oportunidades e Tecnologia.

Trata-se de um evento que percorrerá seis cidades (São Paulo, Rio de Janeiro, Blumenau, Curitiba, Brasília e Recife) e tem como objetivo reunir empresários e técnicos para debater o futuro do mercado, discutir novas oportunidades e apresentar tecnologias.

Na ocasião, serão apresentados dados da Fespa Print Census, pesquisa internacional realizada em parceria com a InfoTrends, que incluiu informações sobre o mercado nacional de impressão digital. O evento abre com uma palestra que aborda as mudanças no cenário nacional e como elas podem ser de grande valor. Na parte da tarde, será ministrado o programa de tecnologia, com cursos sobre técnicas e processos de tratamento de imagens, gerenciamento de cores, fechamento e preparação de arquivos.

Investimento no mercado

Durante o evento promovido no dia 1ª de julho pelos organizadores do fórum, o diretor da Fespa Brasil, Alexandre Keese, falou sobre a estrutura da APS Feiras e destacou a importância de estar próximo aos mais variados segmentos, para entender as necessidades e particularidades de cada um. Na ocasião, o executivo declarou: “Será um grande debate sobre o mercado nas cidades por onde o Fespa Brasil Fórum passará. Tendo como ponto de partida os números do Fespa Print Census, convidamos os empresários para uma conversa sobre o nosso mercado, falando de tendências e caminhos mais interessantes. Logo após, os profissionais de impressão poderão aprender muito com a parte de tecnologia”.

Organizadores apresentaram em São Paulo objetivos e motivações para criar o Fespa Brasil Fórum

Organizadores apresentaram em São Paulo objetivos e motivações para criar o Fespa Brasil Fórum

Neil Felton, CEO Fespa, veio ao Brasil para o anúncio e reportou alguns números do Fespa Print Census, além de apresentar a história e o alcance global da Fespa atualmente, através de suas associações e seu Programa de Reinvestimento, que contou com 3,6 milhões de euros entre 2007 e 2014. O CEO declarou: “Sou realmente apaixonado pelo país e pela Fespa Brasil, que é parte fundamental do crescimento global da federação. Ela é a feira com o melhor resultado de visitante por metro quadrado de nosso portfólio. O Fespa Brasil Fórum vem a somar às iniciativas que já existiam e às outras novidades apresentadas hoje”.

Já o diretor da APS Feiras, Ismael Guarnelli, destacou a importância de estar conectado ao que ocorre em todas as regiões do país. O executivo declarou: “Cada região do Brasil possui características muito específicas. Com o fórum, poderemos entender as necessidades e as demandas de cada local, podendo assim promover uma feira ainda mais grandiosa e integrada ao empresário e trabalhador do ramo de impressão digital”.

Fonte: Fespa Brasil