Roland DG anuncia novo software Cotodesign

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 04/03/2019
Aplicativo possibilita a criação de peças têxteis personalizadas na própria loja

Aplicativo possibilita a criação de peças têxteis personalizadas na própria loja

A Roland DG, fabricante de impressoras digitais, anunciou o Cotodesign, software de gerenciamento de impressão e design para personalização de itens de vestuário.

O aplicativo é indicado a empreendedores, varejistas e empresas de impressão digital que produzem itens personalizados. De autosserviço, o software é baseado em navegador de internet e permite selecionar combinações de imagens, trabalhos de arte e texto para criar designs únicos por meio de tablets e computadores.

A loja pode usar o programa para imprimir designs exclusivos em camisetas, bolsas, canetas, capas para celulares, papel de carta e uma ampla variedade de brindes.

O software abrange todos os processos necessários, desde a criação até a impressão em cores. Também oferece gerenciamento de pedidos por meio de interface simples e intuitiva.

Etsuo Harada, presidente da divisão de negócios Coto da Roland DG, declarou: “Qualquer pessoa pode criar uma lembrança ou um item de vestuário em questão de minutos. Basta usar nosso software”.

O programa é compatível com os modelos da série LEF e com as impressoras VersaSTUDIO BN-20 e BT-12. Além disso, pode ser usado com a laser LD-80, para adicionar textos e gráficos em folhas metálicas e holográficas.

Segundo a Roland DG, a produção sob demanda de presentes, acessórios pessoais e roupas tornou-se muito popular nos últimos anos, e o Cotodesign é uma solução indicada para empresas que buscam se diferenciar e criar oportunidades nesse tipo de negócio.

Fonte: Roland DG



Fespa Brasil Fórum encerra atividades de 2016 com sucesso

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 18/12/2016
Itinerário do fórum percorreu as cidades de Curitiba, Belo Horizonte e Rio de Janeiro

Itinerário do fórum percorreu as cidades de Curitiba, Belo Horizonte e Rio de Janeiro

Iniciativa realizada em conjunto com a Fespa e a APS Feiras, o Fespa Brasil Fórum 2016 chegou à sua derradeira fase no dia 22 de novembro, quando ocorreu a etapa conclusiva dos eventos no Rio de Janeiro.

Segundo a organização, o fórum obteve novamente o sucesso esperado e passou por três capitais: Curitiba (26/10), Belo Horizonte (09/11) e Rio de Janeiro (22/11). Em todas as cidades houve alta taxa de comparecimento do público. Também foi uma oportunidade de disseminar conhecimento e receber informações de técnicas e específicas.

As palestras abordaram temas atuais. O diretor da Fespa no Brasil, Alexandre Keese, tratou de soluções integradas dentro do mercado de impressão. O executivo destacou um estudo da Fespa que constatou o otimismo do mercado global de impressão. Características do mercado atual foram abordadas, como o aumento da procura por produtos customizados e que sejam entregues com maior rapidez em tiragens mais baixas e designs criativos.

Processos evolutivos vêm sendo incorporados nos negócios, ressaltou o especialista. Um exemplo são os dados variáveis, que incorporam esta evolução, trazendo um produto extremamente personalizado, um objetivo facilmente alcançado com a impressão digital. As baixas tiragens e os dados variáveis também mudam a forma de pensar em processos como design, armazenamento e logística.

A especialista Luciana Andrade também participou do Fespa Brasil Fórum 2016. Em sua palestra, ela destacou o novo mercado de comunicação visual e lembrou que o melhor investimento para atingir novos mercados é a mudança do pensamento das empresas, que deve apostar em novas estratégias, buscar parcerias, mudar o foco comercial do vendedor e direcionar investimentos em marketing e treinamento.

O Fespa Brasil Fórum honra o lema “Lucro por um Propósito” da Fespa, que consiste no compromisso de reinvestir o faturamento da federação na indústria de impressão digital.

Fonte: Fespa Brasil



Fujifilm passa a vender mais três mídias para inkjet

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 08/01/2013

A Fujifilm da América do Norte anunciou o lançamento de substratos para impressão fotográfica com equipamento a jato de tinta (grande formato). Segundo a empresa, as novas opções ampliam as oportunidades de negócios para birôs que trabalham com reproduções e displays para o varejo e fine arts.

Compatível com as impressoras Epson/Fujifilm Stylus Pro, os substratos são:

  • Photo Paper Pearl 260 (papel fotográfico): tem alto brilho e revestimento (resina). Confere uma aparência "metálica" às imagens reproduzidas. Esse papel está disponível em rolos de 60cm ou 112cm de largura, e seca instantaneamente ao toque;
  • Vivid Canvas Board (canvas): ideal para impressão fine art. É o mesmo canvas já vendido pela Fujifilm, porém vem acompanhado de uma moldura. A mídia confere um resultado semi-brilhante e está disponível em folhas de 45x55cm. A caixa contém 20 folhas;
  • JetFlex Display Film (filme de poliéster): película branca com um ultra brilho, para aplicações comerciais e resultado semelhante ao fine art. Possui camada não porosa que seca ao toque instantaneamente, permitindo o manuseio do material logo após a impressão. Disponível em rolos de 60cm ou 112cm de largura.

Os três substratos já estão sendo vendidos no mercado internacional.

Canvas, poliéster e papel da Fujifilm

Canvas, poliéster e papel: três novas mídias da Fujifilm para reprodução fotográfica

Fonte: Fujifilm. Texto: InfoSign