RIP da Caldera chega à versão 11.2

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 06/02/2018
Software será demonstrado na feira C!Print 2018

Software será demonstrado na feira C!Print 2018

A desenvolvedora Caldera anunciou a versão 11.2 de seu software RIP homônimo, que será exibida na C!Print, feira que ocorrerá entre os dias 6 e 8 de fevereiro, na França.

Segundo a empresa, três novos recursos foram inseridos no aplicativo: o HelpLinks, o ContourNesting 180º e o MultiLayer. Além disso, o RIP passou a suportar a plataforma para espectrofotômetros TotalColor qb.

O HelpLinks permite que os usuários adicionem links nas páginas do CalderaDesk por meio dos módulos Caldera RIP. A ContourNesting 180º é uma ferramenta que ajuda a economizar o gasto com mídias por executar a impressão seguindo a direção da fibra, uma característica especialmente útil para clientes que trabalham com tecidos. A MultiLayer é capaz de imprimir várias camadas com imagens diferentes. Esse recurso, indicado para aplicações retroiluminadas, permite que diferentes versões da mesma imagem apareçam de acordo com a iluminação do espaço onde a mídia foi instalada.

A versão 11.2 do Caldera também recebeu aprimoramentos nos recursos de corte, como a nova opção Background, que define a cor em torno das marcas de registro, para ajudar a detecção das próprias marcas. O software também oferece a capacidade de adicionar um quadro cortável em torno de códigos de barras ou QR codes. Outra função de corte é a Rewind At End, que permite rebobinar a mídia (ou não) após o corte, para mudar a lâmina ou terminar o trabalho.

A empresa também destacou aperfeiçoamentos em algumas ferramentas de cores, como os mapas Rosing Overinking e Flower Bleeding, que podem ser usados para melhorar a limitação das tintas, e a opção Spot Channels permite o carregamento de cores especiais duas vezes mais rápido em arquivos Tiff e PSD.

Fonte: Caldera



Mouvent apresentará nova impressora digital têxtil industrial

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 21/03/2018
TX801 estará em exposição na ITM 2018

TX801 estará em exposição na ITM 2018

A Mouvent, fabricante suíça de sistemas de impressão, estará na ITM 2018, feira têxtil internacional que ocorrerá entre os dias 14 e 17 de abril, em Istambul, Turquia. A empresa aproveitará o evento para apresentar a TX801, impressora têxtil industrial capaz de trabalhar na velocidade de 200m²/h.

Com oito cores, a máquina pode empregar tintas reativa, dispersa, ácida e pigmentada, para estampar na resolução de 1200 × 1200dpi.

Segundo a empresa, embora a TX801 tenha sistema de impressão “scanning”, até 50% dos trabalhos executado nela podem ser concluídos em uma única passada. Para alcançar altos níveis de produtividade, a máquina utiliza a tecnologia Mouvent Cluster, com cabeças Samba, da Fujifilm.

A impressora pode processar tecidos de malha, tecidos e não tecidos com largura máxima de 1.820mm, em bobinas com diâmetro de até 400mm.

Uma das mais prestigiadas feiras têxteis do mundo, a ITM expõe tecnologias de tecelagem, tingimento, impressão, acabamento, entre outras. Em 2018, espera-se que mais de mil empresas apresentem suas mais recentes soluções em Istambul.

Fonte: Mouvent



Epson anuncia construção de nova fábrica de tecnologia inkjet

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 15/11/2016
Com planta, empresa pretende triplicar produção de cabeças inkjet

Com planta, empresa pretende triplicar produção de cabeças inkjet

A Seiko Epson Corporation, desenvolvedora de tecnologias inkjet, realizou recentemente uma cerimônia para anunciar a construção de uma nova fábrica em Shiojiri, no Japão.

A nova planta, que começará a operar em 2018, produzirá, entre outros produtos, cabeças de impressão PrecisionCore, elemento principal das impressoras inkjet da Epson. Com esse incremento, a empresa pretende triplicar sua atual capacidade de produção de cabeças. Além disso, a nova fábrica terá departamentos de pesquisa e desenvolvimento, que deverão estimular o aperfeiçoamento das atuais tecnologias e a evolução de novas soluções inkjet.

A Epson afirma que, nos segmentos comercial e industrial, está em curso uma rápida substituição das tecnologias de impressão analógica para soluções digitais, o que deverá gerar uma grande procura por impressoras inkjet para aplicações em sinalização, estamparia têxtil e rótulos de produtos. A nova fábrica está preparada para dar conta dessa demanda.

Com 10.451m² de área construída, a planta, cuja arquitetura foi pensada para resistir a terremotos, terá cinco andares compostos por aço.

Fonte: Epson