Ricoh adquire a LAC Corporation

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 04/11/2018
Empresa adquirida desenvolve tecnologias inkjet que estampam superfícies 3D

Empresa adquirida desenvolve tecnologias inkjet que estampam superfícies 3D

A Ricoh anunciou ter concluído um acordo para comprar a LAC Corporation, empresa desenvolvedora de tecnologias a jato de tinta de impressão em superfícies tridimensionais, como laterais de veículos (carros, caminhões e aviões), pneus, garrafas de vidro, entre outros objetos. A aquisição visa fortalecer o negócio de impressão industrial da Ricoh, e a transferência das ações será concluída no dia 31 de outubro de 2018.

Fundada em 1983, a LAC possui tecnologia exclusiva que dispara tinta de alta viscosidade e permite a impressão direta em objetos tridimensionais. Trata-se de uma solução que suporta sistemas industriais para estampar carros e cilindros de gás liquefeito de petróleo, por exemplo.

Em fevereiro de 2018, a Ricoh anunciou sua estratégia de crescimento, a “Ricoh Ignite”, que definiu expandir seu portfólio de tecnologias ofertadas. Por mais de 40 anos, a empresa vem desenvolvendo tecnologias inkjet, aplicadas a diversos segmentos (de escritórios, comercial e industrial).

Fonte: Ricoh



Como adesivar superfícies com rebites

Por Eduardo Yamashita em 03/11/2015
Aprenda a aplicar vinis sobre rebites de caminhão com o passo a passo a seguir

Aprenda a aplicar vinis sobre rebites de caminhão com o passo a passo a seguir

Além de fácil de aprender, a aplicação correta de imagens sobre rebites aumenta a velocidade da instalação e melhora a aparência do resultado.

Bastante recorrente no mercado, a adesivação de rebites normais em chapas lisas ou corrugadas será o foco deste artigo técnico. Com o método demonstrado, é possível obter resultados virtualmente perfeitos. Para tanto, o vinil deve ser aplicado de acordo com a forma de rebite e sem bolhas de ar e rugas. Todo adesivo deve ficar em contato com a superfície, e deve permanecer assim.

Observação: assim como o cast, o vinil calandrado pode ser capaz de se conformar a rebites, porém ele não ficará por muito tempo moldado nessas regiões.

Limpeza

A superfície deve ser devidamente limpa e completamente seca. Use as as seguintes soluções:

  • xilol ou similar: para contaminantes inorgânicos (gordura e graxa);
  • detergente neutro e água: para contaminantes orgânicos (terra, lama e partículas sólidas);
  • álcool isopropílico 70%: para limpeza final.

Com um pano (toalha), molhe e esfregue para remover a sujeira. Depois, antes da evaporação, seque com um segundo pano. É muito comum haver umidade por trás dos rebites. Isso acontece por causa da chuva ou da lavagem dos caminhões. Consequentemente, os fluidos remanescentes na traseira dos rebites devem ser removidos. Para tanto, aqueça as cabeças dos rebites e as áreas circundantes com um soprador térmico ou maçarico de propano até que todo líquido tenha evaporado. Em seguida, o vinil deve ser aplicado a seco e sem a utilização de fluidos de aplicação ou agentes umedecentes.

Método padrão de aplicação

Depois da limpeza dos rebites, realize a instalação seguindo os passos abaixo:

Espatule o vinil em paralelo à menor dimensão da imagem. Mantenha a imagem sempre esticada e pressione firmemente a espátula. Quando espatular sobre o rebite, alinhe o centro da espátula com o rebite, para que o vinil fique em contato com toda a superfície. Aplique e alise o vinil e empurre o ar para fora.
O resultado desejado é uma pequena bolsa de ar em torno de cada rebite. Depois de toda a imagem ter sido espatulada, se houver máscara de transferência, remova-a com cuidado em ângulo de 180 graus.
Corte o vinil sobre todas as emendas das chapas do caminhão. Use também um furador de bolhas, para permitir a saída do ar. Perfure vários pequenos buracos ao redor de cada rebite.
Use uma escova de rebite para pincelar em movimento circular, começando pelas bordas das bolhas de ar no vinil solto ao redor de cada rebite. Em espiral, siga em direção ao rebite. Leva apenas uma ou duas revoluções para empurrar para fora a maior parte do ar. Essa é “escovação” a frio, pois não há calor. Em seguida, use um soprador térmico (pistola de calor) ou maçarico de propano (não muito comum) e aqueça a região do rebite. Note que o vinil solta um pouco.
Escove novamente. Calor em excesso danifica o vinil. Se aquecê-lo demais, deixe-o esfriar antes de escovar. Repita o aquecimento e a escovação (geralmente três ou quatro vezes) até que todo o ar tenha saído. Em cada repetição, use mais calor e mais força na escovação.
Uma vez que todo o ar for retirado, use o calor novamente e centralize a escova na parte superior do rebite; esfregue-o com firmeza. A aparência final será similar a uma pintura.

 

Sobre o autor: Eduardo Yamashita é consultor técnico especializado em vinis adesivos, envelopamento de carro e comunicação visual

 



Fujifilm e Inca comemoram 15 anos de parceria

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 08/01/2014

Na edição de 1998 da feira Ipex, realizada na Inglaterra, a Cambridge Consultants, empresa formada por uma pequena equipe de engenheiros, exibiu o protótipo de uma das primeiras impressoras inkjet planas (flatbed) do mundo. Para dar seguimento ao projeto de produção de suas impressoras, a Cambridge Consultants fechou uma parceria com a Sericol (que seria mais tarde comprada pela Fujifilm), tradicional fabricante de tintas gráficas.

Dois anos depois, a Cambridge Consultants transformou-se na Inca Digital e lançou a impressora Eagle 44, em conjunto com a Sericol. A máquina inovadora obteve grande sucesso e proporcionou uma base sólida para o crescimento e desenvolvimento da fabricante de impressoras.

Inca Onset S20 foi lançada em 2009

Inca Onset S20 foi lançada em 2009

Entre 2001 e 2004, num cenário em que a tecnologia a jato de tinta evoluía rapidamente, a Inca continuou a lançar modelos de impressoras planas.

Em 2005, a Sericol foi adquirida pela Fujifilm, uma potência global no ramo de tecnologia. A aquisição deu ainda mais força à parceria com a Inca, bem como aos negócios de impressão inkjet. Nesse mesmo ano, a Inca também foi comprada, pela Dainippon Screen Group.

Outro grande marco para ambas as empresas foi o lançamento da Onset S20, em maio de 2009. A impressora industrial conseguiu unir alta qualidade e alta velocidade de produção.

Em 2013, as empresas cresceram ainda mais. Ambas inauguraram novas instalações fabris, a fim de ampliar a produção e acompanhar as evoluções do mercado de inkjet.

Fonte: Large Format Review