Quatro novas versões do filme Aslan UltraTack

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 11/02/2017
Diferencial da mídia é sua alta adesão em superfícies difíceis

Diferencial da mídia é sua alta adesão em superfícies difíceis

A Aslan, fabricante alemã de películas adesivas para aplicações especiais, passou a oferecer no mercado internacional quatro novas versões do Aslan UltraTack, filme polimérico com propriedade de alta adesão. A mídia está disponível em acabamento fosco ou brilhante e com adesivo cinza ou transparente.

Compatível com impressão digital UV, látex e solvente, a mídia é indicada para instalações de longa duração em superfícies ásperas, irregulares, frias e difíceis, como materiais de baixa energia superficial, para aplicações variadas como estandes de feiras e decoração de paredes de ambientes internos que exigem um material que reflita pouca luz.

Com durabilidade de sete anos em aplicações externas, o Aslan UltraTack inclui liner de papel cartão siliconado e revestido, para oferecer estabilidade, boas condições de impressão e resistência contra umidade e calor.

Fonte: Aslan



Arjowiggins lança papéis para impressoras a jato de tinta

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 22/04/2013

A Arjowiggins, fabricante de mídias, anunciou o lançamento, no mercado internacional, de novos papéis reciclados (revestidos e não revestidos) e desenvolvidos para impressoras a jato de tinta. As opções chegam para substituir outros materiais não reciclados. "Vemos nesta nova gama de produtos uma alternativa competitiva para birôs, gráficas e seus clientes", comentou Jean Charles Monange, diretor de marketing e vendas da marca.

De acordo com a Arjowiggins, os produtos destinam-se a malas diretas, aplicações transacionais, materiais de marketing e documentos corporativos.

Entre as novidades, estão dois papéis reciclados e certificados pelo FSC. São eles:

  • Cocoon Jet: tratado e pigmentado, não revestido, para impressoras de alta velocidade, aprovado pela Océ e Kodak;
  • Cocoon Jet Pro: papel não revestido, tratado e pigmentado, para impressão de alta qualidade de imagens e cores.

Segundo representantes da empresa, a Arjowiggins recolhe, retira a tinta e transforma os papéis usados em uma pasta (em sua fábrica em Greenfield, na França).  Essa polpa é usada para compor os novos papéis, que recebem o certificado FSC.

Papéis reciclados foram desenvolvidos para impressoras a jato de tinta

Papéis reciclados foram desenvolvidos para impressoras a jato de tinta

Fonte: Printweek



Brasil recebe a primeira instalação da impressora digital Cretaprint C3

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 17/01/2013

EFI Cretaprint C3, equipamento de impressão digital

Primeira unidade da impressora EFI Cretaprint C3 foi instalada na Cerâmica Almeida

A EFI, fabricante de impressoras e soluções digitais, instalou o primeiro equipamento da marca Cretaprint no Brasil. A compradora foi a Cerâmica Almeida, fabricante de pisos e revestimentos.

A máquina trabalha com altas temperaturas (até 70ºC). Tem um sistema de sucção e recirculação de tinta, além de possuir um sistema de aquecimento nas barras e cabeças de impressão, o que evita a liberação do vapor durante as impressões. O equipamento opera por meio de um software de gerenciamento integrado, que permite o controle do andamento dos trabalhos.

Com sede em Santa Gertrudes, interior de São Paulo, a Cerâmica Almeida atua há 90 anos com pisos e revestimentos. Foi em dezembro de 2012 que a empresa adquiriu uma unidade da EFI Cretaprint C3.

Quer saber como a máquina funciona? A EFI fez um vídeo sobre o assunto (em inglês):

Fonte: EFI. Edição: InfoSign