Perguntas e respostas sobre envelopamento de veículos

Por Eduardo Yamashita em 07/10/2015
Tire suas dúvidas: envelopamento de carros não precisa ser um bicho de sete cabeças

Tire suas dúvidas: envelopamento de carros não precisa ser um bicho de sete cabeças

Confira a seguir algumas das questões - e suas respostas - mais recorrentes sobre envelopamento de veículos, serviço que continua em alta nos mercados automotivo e de comunicação visual.

O que é envelopamento de veículos?

É um serviço em que uma imagem impressa em vinil autoadesivo é aplicada diretamente sobre a tinta original do veículo. A aplicação permite alterar a aparência de veículos por determinado tempo. O vinil pode ser retirado a qualquer momento, tornando possível que o veículo volte à sua condição original.

O que está envolvido no envelopamento de veículos?

O envelopamento é composto por três fases. A primeira é a etapa de projeto, que inclui a obtenção das medições precisas do veículo e criação das imagens a serem aplicadas. Na segunda fase, ocorre a produção da imagem, que é impressa e laminada (para proteger a imagem de abrasões e raios UV). A terceira etapa é a aplicação do vinil sobre o veículo. Em alguns casos, pode haver a quarta fase, na qual é necessário remover os vinis autoadesivos.

Qual é a diferença entre envelopamento parcial e total?

Envelopamento parcial é qualquer aplicação em que não se realiza o envelopamento completo, como, por exemplo, a adesivação apenas da traseira do carro. Já o envelopamento completo inclui toda a superfície do veículo.

Quanto tempo o envelopamento durará?

Dependerá da característica do vinil autoadesivo utilizado no envelopamento. Por isso, a aplicação pode durar de uma semana a 10 anos.

No envelopamento completo, toda a superfície do carro é coberta com vinis

O envelopamento danificará a pintura do veículo?

Não. Vinis autoadesivos não aderem à ferrugem. Se o veículo tem lascas na pintura, o vinil pode puxar a tinta no momento da remoção da película.

É necessária a limpeza do veículo antes do envelopamento?

Sim. Todos os veículos têm de estar livres de poeira, lama, cera, óleo e outros agentes que podem impedir a aderência dos vinis à superfície do veículo durante a instalação.

Quanto tempo é necessário para o envelopamento?

Em geral, um veículo pode ser envelopado em um dia, considerando a mão de obra de dois instaladores experientes fazendo um envelopamento total.

A imagem pode ser corrigida se houver danos em alguma parte do veículo?

Sim. Partes danificadas do envelopamento podem ser substituídas após o reparo do veículo. Caso o dano se limite a certas áreas do veículo, não será preciso refazer todo o envelopamento. Porém, cuidado com as imagens desgastadas e desbotadas.

Como é possível justificar o custo de um envelopamento de veículo?

O envelopamento do veículo como sinalização é um método muito rentável de publicidade. Muitas vezes, o custo por impressão dos veículos envelopados é menor do que outras formas de publicidade, como outdoors, televisão, rádio e páginas amarelas.

O envelopamento é uma ótima forma de comunicação visual publicitária

Pode-se remover o filme usado no envelopamento?

Sim. Essa é uma das vantagens dos envelopamentos com vinis autoadesivos.

É normal surgirem bolhas e rugas na imagem após o envelopamento?

Sim. Há muitas técnicas que reduzem as imperfeições de um envelopamento, mas mesmo os melhores instaladores (aplicadores) não conseguem eliminar todas as rugas em superfícies côncavas ou severamente arredondadas. Normalmente em superfícies planas isso não ocorre.

Qual é a garantia do envelopamento?

Depende da empresa que está prestando o serviço. Normalmente, ela se baseia nas garantias e durabilidades fornecidas pelos fabricantes de vinis autoadesivos. Porém, deve ser considerada, também, a garantia da tinta utilizada para imprimir a imagem.

Sobre o autor: Eduardo Yamashita é consultor técnico especializado em vinis adesivos, envelopamento de carro e comunicação visual

 



Plug-in do Mimaki FineCut recebe atualização grátis

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 11/04/2018
Atualização pode ser feita gratuitamente pelo site da Mimaki global

Atualização pode ser feita gratuitamente pelo site da Mimaki global

A Mimaki anunciou uma atualização gratuita do plug-in do FineCut para o Illustrator CC2018, nas plataformas Mac e PC.

Os atuais usuários do FineCut podem atualizar o aplicativo gratuitamente por meio de um link específico para download no site global da Mimaki.

Aplicativo que roda plotters e mesas de corte da Mimaki, o FineCut trabalha com o pacote RasterLink RIP, para integrar, num fluxo de trabalho intuitivo, o processo de design, impressão e acabamento.

Com recursos mais refinados, como o exclusivo processo de corte e vinco da Mimaki e a nova função de código de barras ID Cut, o FineCut é uma ferramenta de produção fácil de usar.

Jeff Marsh, gerente de serviços técnicos da Hybrid Services, forenecedora europeia de equipamentos Mimaki, declarou: “O FineCut é um recurso poderoso e simples de usar tanto no Illustrator quanto no CorelDRAW. Essa atualização garante que os usuários com a versão mais recente do pacote Adobe possam integrar o processo de produção”.

Fonte: Mimaki



Fujifilm adquire controle da Xerox

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 01/02/2018
Acordo movimentou cerca de 6,1 bilhões de dólares

Acordo movimentou cerca de 6,1 bilhões de dólares

A Fujifilm anunciou um acordo para adquirir a participação majoritária (50,1%) da Xerox Corporation. Será usada dívida bancária para o investimento de cerca de 6,1 bilhões de dólares.

A relação entre as empresas é de longa data. Em 1962, ambas criaram a Fuji Xerox, uma joint venture que atualmente tem sedes nos Estados Unidos e no Japão. Ela manterá a Xerox na Bolsa de Valores de Nova York e será liderada por Jeff Jacobson (atual CEO da Xerox) e Shigetaka Komori (presidente da Fujifilm).

A Xerox tem registrado queda em suas receitas nos últimos quatro anos. Por isso, o acionista Carl Icahn, que possui cerca de 9,7% das ações da companhia, esteve por trás da desagregação recente dos negócios de processos outsourcing, para que a empresa se concentrasse em seus produtos principais. Além disso, Icahn tem sido o motivador de mudanças no conselho de administração da Xerox.

O negócio abrirá oportunidades para a redução de custos e alavancagem de tecnologia básica. Em seu anúncio de ganhos trimestrais, a Xerox prevê a economia de 1,7 bilhão de dólares nos próximos quatro anos. Os relatórios também sugerem que, em função da consolidação das funções de fabricação e administrativas, cerca de 10 mil empregos serão eliminados da Fuji Xerox.

Em anúncio oficial, a Xerox declarou: “A Fuji Xerox estará bem posicionada para liderar em áreas como impressão inkjet de alta velocidade, embalagens, impressão industrial e automação, bem como abrirá oportunidades de desenvolvimento em inteligência artificial, internet das coisas e realidade aumentada”.

Fonte: InfoTrends