Oki lança impressora ecossolvente ColorPainter E-64s

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 12/10/2016
ColorPainter E-64s tem diversas tecnologias exclusivas

ColorPainter E-64s tem diversas tecnologias exclusivas

A fabricante Oki Data Infotech anunciou no mercado internacional a nova ColorPainterT E-64s, impressora ecossolvente de 1,6m de largura equipada com tinta original de baixo odor e indicada para birôs que produzem baixos e médios volumes.

Com conjunto de seis cores (CMYK, light cyan e light magenta), a impressora pode trabalhar na resolução máxima de 1.080dpi ou velocidade máxima de 23m2/h.

A Oki frisa que a ColorPainter E-64s inclui diversas tecnologias que melhoram o desempenho da impressora, como ajustes automáticos realizados por meio de sensores ópticos que corrigem o posicionamento da mídia na máquina.

Outras tecnologias agregadas são a Smart Pass Technology 4 (que ajuda a executar impressões estáveis e de alta qualidade), a Dynamic Dot Printing Technology (controla o tamanho dos pontos impressos) e a and Smart Nozzle Mapping 3 (automatiza o processo de compensação de nozzles).

A ColorPainter E-64s, além de incluir o software ONYX RIPCenter, vem com a tecnologia SSS, que detecta o contato entre as cabeças de impressão e os substratos. Quando isso acontece, a impressora pausa no trabalho, realiza as correções e, em seguida, retoma o trabalho sem cancelá-lo.

Além de um ionizador que neutraliza eletricidade estática, a impressora emprega um sistema que traz o ar da parte traseira da máquina para ventilá-lo na frontal, o que ajuda a secar mais rapidamente a tinta impressa.

Veja a impressora em funcionamento:

Fonte: Oki



Fespa 2018 dá ênfase à estamparia digital têxtil

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 08/05/2018
Exposição ocorre na Alemanha, entre os dias 15 e 18 de maio

Exposição ocorre na Alemanha, entre os dias 15 e 18 de maio

A estamparia digital têxtil está em alta. Não apenas no Brasil, mas no mundo. Isso poderá ser constatado na Fespa 2018, feira internacional que ocorre entre os dias 15 e 18 de maio, em Berlim, Alemanha. A exposição contará com mais de 120 expositores de equipamentos, substratos e consumíveis para a impressão em tecidos. Além disso, a feira oferecerá muitos conteúdos educativos e interativos, como o Print Make Wear.

No Print Make Wear, o visitante poderá conhecer de perto uma linha de produção de vestuários, do design ao acabamento. Estarão rodando soluções têxteis de fornecedores como Brother, Dekken, Gerber, Juki, MagnaColours, MHM, Mimaki, entre outras empresas.

O designer Sanaa Annukka, da Marimekko, criou materiais para a produção de roupas no Print Make Wear. Para tanto, usou cores Pantone e efeitos especiais e metálicos, que serão estampados por uma impressora serigráfica automática da MHM.

Outro destaque da Fespa 2018 será a Dover Digital Printing, que demonstrará um workflow de produção de camisas de futebol customizadas. É uma espécie de simulação de uma fábrica de artigos esportivos, que contará com soluções das marcas Caldera, MS Printing Solutions, JK Group, Monti Antonio e Zünd.

A feira terá a participação da Epson, que levará a impressora têxtil industrial Monna Lisa e mostrará uma coleção feminina de alta costura criada pelo designer Richard Quinn.

A organização da Fespa 2018 também destaca a Aeoon, que mostrará sua série híbrida Kyo Hybrid, indicada para produção digital em uma escala industrial.

Fonte: Fespa Brasil



Como escolher uma impressora para sublimação

Por João Leodonio em 22/12/2017
Saiba o que é melhor para o seu negócio: pequeno ou grande formato

Saiba o que é melhor para o seu negócio: pequeno ou grande formato

Qual é a melhor impressora sublimática para o meu negócio? Essa é uma das perguntas mais elementares para quem busca entrar no mercado de sublimação. No entanto, esse não deveria ser o primeiro questionamento. Antes, é fundamental conhecer a fundo o segmento (ver tópicos a seguir) no qual pretende-se atuar, além dos formatos que ele demanda.

Pequeno Formato

Atende principalmente os ramos de brindes e de pequenas tiragens, pois as impressoras são limitadas aos formatos A3 e A4, e a velocidade de impressão é baixa. É possível sublimar canecas, camisetas com estampas localizadas, chinelos, porta-copo, azulejos e vários tipos de brindes que utilizam impressão no formato máximo de 29,7cm x 42cm (A3).

Impressora para pequeno formato: recomenda-se um equipamento que atenda a demanda do seu público-alvo. Em relação à marca, o ideal é escolher uma que venda equipamentos que precisem de pouca manutenção. Escolha um pacote de perfil de cores e insumos que corresponda à qualidade esperada. Evite comprar pacotes que tenham impressora, prensas e outros equipamentos, pois pode haver um kit pronto com formatos e dispositivos que não atendam à demanda esperada.

Impressora de pequeno formato é indicada basicamente para brindes e produtos similares

Grande Formato

Atende um tipo de atividade mais voltada para a impressão total e tiragens maiores de peças com formatos menores. Equipamentos com larguras entre 1,10m e 1,80m atendem à sublimação total em camisetas e vestuário, além de painéis e banners de tecido.

Impressora de grande formato: depois de definir a largura e a velocidade, recomenda-se pesquisar e fazer muita conta, pois os valores de investimento são mais elevados. Opte pelo melhor pacote, que tenha boa relação entre preço, garantia, assistência técnica e insumos. Outra recomendação é fugir das marcas que não ofereçam reposição rápida de peças.

Impressora de grande formato atende ao segmento de vestuário e sinalização
Sobre o autor: João Leodonio atua no segmento gráfico há 10 anos, como gerente de produção e consultor. Tecnólogo em produção gráfica, atuou como palestrante pela Imprensa Oficial, de Angola, e como consultor de processos produtivos. É proprietário da Pari Transfer Sublimático