NP do Brasil apresenta soluções de LED e letra-caixa na Serigrafia Sign 2013

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 25/06/2013

Na feira Serigrafia Sign 2013, a NP do BRASIL, fornecedora de produtos para comunicação visual, vai expor materiais para confecção de letra-caixa, bem como soluções de LED, neon, entre outros acessórios.

O destaque fica por conta do ALURAPID, um perfil de alumínio com largura de 70mm. A empresa vai demonstrar a aplicação desse material por meio de apresentações, nas quais também será mostrada a fabricação de uma letra-caixa sem a utilização de processos complexos de solda e pintura.

Além disso, serão expostas outras novidades, como a barra de LEDs flexível, própria para a aplicação em locais de geometria complexa.

Confira mais informações e novidades sobre a Serigrafia Sign e seus expositores.

Alurapid é usado para a confecção de letra-caixa

Alurapid é usado para a confecção de letra-caixa

Fonte: NP do Brasil



Esko lança mesa de corte Kongsberg C66

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 20/11/2017
Equipamento conta com área de produção de 210mm × 4.800mm

Equipamento conta com área de produção de 210mm × 4.800mm

A Esko, fabricante de equipamentos para produção digital, anunciou a Kongsberg C66, mesa de corte e acabamento de mídias corrugadas para sinalização e embalagens.

Com área de trabalho de 3.210mm × 4.800mm, a máquina pode rodar na velocidade de 100m/min e, segundo a empresa, oferece desempenho até 40% maior que outros equipamentos similares com 3m de largura.

A Kongsberg C66 suporta a produções de múltiplas zonas, que asseguram o processamento ininterrupto dos materiais. Isso porque enquanto uma zona da mesa está em ação, o operador pode configurar a outra zona, limpando a peça acabada e carregando uma nova peça. Assim, a máquina pode trabalhar com mídias de 2,2m × 3,2m ou chapas de 2,5m × 4,8m.

O equipamento roda com o software i-cut Production Console (iPC), que controla as funcionalidades da máquina e inclui recursos como controle de câmera, configuração de produção e reconhecimento, calibração e ajustes de ferramentas. Projetado para orientar o operador, o aplicativo incorpora uma série de recursos lógicos e de fácil utilização, como a interface gráfica baseada em ícones. Combinado com o Device Manager, ele oferece o gerenciamento remoto de produção e fornece estimativas do tempo de corte com base nas características dos trabalhos.

A Esko também fornece uma grande variedade de ferramentas opcionais, que podem ser montadas rapidamente e preparadas para cortar e terminar um trabalho específico.

Tom Naess Esko, gerente de produto da Esko, declarou: “A Kongsberg C66 foi projetada para atender a demanda materiais rígidos de grande formato. Ela aumenta a produtividade e, quando combinada a recursos robóticos, garante produção ininterrupta, o que permite a realização rápida e eficiente de embalagens em tiragens mais curtas, sem comprometer a qualidade”.

Fonte: Esko



Hollanders faz renovação em seu portfólio de impressoras têxteis

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 11/10/2015
Divisão visa facilitar e atender melhor os diferentes segmentos do mercado de impresão digital têxtil

Divisão visa facilitar e atender melhor os diferentes segmentos do mercado de impresão digital têxtil

A Hollanders, fabricante europeia de equipamentos para impressão digital têxtil, separou seu portfólio, que passa a ter uma divisão para sistemas que estampam apenas um lado do tecido (single-side) e outra para máquinas que imprimem frente e verso (double-sided).

As plataformas de impressão de um lado são indicadas a birôs de sinalização e comunicação visual, para a produção de bandeiras, banners e displays. Entre as impressoras single-side vendidas pela Hollanders estão a ColorBooster 250 (com 2,5m de largura), a ColorBooster 320 (com 3,2m) e a ColorBooster XL (com 3,5m e estrutura industrial). Essas máquinas trabalham em conjunto com equipamentos de pré e pós-impressão, como o ColorFix 320 e o ColorWash 320.

Os dispositivos com função frente e verso são recomendados a indústrias têxteis, para produção em massa de tecidos para decoração e moda. Voltados a esse público estão a ColorBooster DS 210 (com 2,1m de largura) e a ColorBooster DS 320 (com 3,2m), sistemas que já incorporam unidade de fixação de tinta no tecido.

Todos os sistemas comercializados pela Hollanders oferecem a possibilidade de estampar diretamente ou empregar tintas sublimáticas para transferência térmica.

Jacco Aartsen Tuijn, CEO da Hollanders, declarou: “Os fabricantes de impressoras digitais têxteis têm sentido a necessidade de abordar os diferentes segmentos – decoração, moda e comunicação visual – com máquinas específicas para cada um deles. Isso vai ao encontro da nossa ideia de proporcionar maior variedade de equipamentos, tintas e produtos”.

Fonte: Hollanders