Nazdar lança série de tintas UV compatíveis Nazdar 730

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 01/03/2017
Tintas são indicadas para impressão em substratos flexíveis e rígidos

Tintas são indicadas para impressão em substratos flexíveis e rígidos

A Nazdar, fabricante de insumos para impressão digital, lançou a Nazdar 730, linha de tintas UV compatíveis indicadas para aplicações internas e externas, como banners, displays de PDV, peças de sinalização retroiluminada, entre outras instalações de comunicação visual.

Graças à sua propriedade de resistir a lascar e soltar nas bordas, as tintas Nazdar 730 são especialmente recomendadas para estampar materiais que receberão acabamento em routers e mesas de cortes. Além disso, são compatíveis com vários modelos de impressoras digitais e substratos como acrílico, lona, vinil adesivo, estireno, polietileno rígido, polipropileno, placa de espuma, policarbonato, Sintra, Teslin, Lexan e Dibond.

Disponíveis nas cores CMYK, Lc, Lm e branco e vendidas em recipientes de 1, 5 ou 8 litros, as tintas oferecem durabilidade contra os efeitos da degradação ocasionada pelos efeitos da luz UV.

Rich Dunklee, gerente de marketing da Nazdar, declarou: “As tintas Nazdar 730 apresentam excelente aderência em uma ampla gama de substratos, de todos os graus e qualidades. É uma das nossas tintas especialmente formuladas para que nossos clientes produzam na mais alta qualidade de saída sem altos custos”.

Fonte: Nazdar



VP Máquinas lança dobradeira de acrílico adaptada a deficientes

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 25/05/2014

Dobradeira foi apresentada na feira Serigrafia Sign 2014

Dobradeira foi apresentada na feira Serigrafia Sign 2014

A VP Máquinas anunciou o lançamento da DVP 1000 Especial, dobradeira de acrílico adaptada para pessoas com deficiências ou que possuem impedimentos para ficar em pé. Cadeirantes, idosos e obesos podem se beneficiar da novidade.

Com 1m de comprimento, a máquina apresenta ajustes de altura, fio para efetuar dobras mais perto do operador e abertura central que permite ao operador trabalhar sentado.

Ana Paula Paschoalino, diretora comercial da VP Máquinas, comentou: "A dobradeira atende quem deseja começar seu próprio negócio e estimula o empresariado a contratar profissionais ávidos a produzir mas que, infelizmente, se mantêm à margem do mercado de trabalho".

A máquina dobra materiais termoplásticos como PSAI, poliestireno, acrílico, alveolar, PVC expandido, PETG e policarbonato, com espessuras de 0,5mm a 20mm. A partir da dobradeira podem ser criados produtos como displays, placas, porta-treco, luminárias, móveis, estantes, cadeiras, porta-guardanapo e brindes.

Segundo a empresa, a estrutura da máquina é de madeira cortada em serra eletrônica e não emprega cola. Os pedaços, 20 ao todo, são encaixados e parafusados. Depois é instalada a central de controle e o fio de metal.

Fonte: VP Máquinas



Metalnox apresenta nova fusionadeira de alta produção

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 31/01/2017
Fusionadeira PTC 2000 é indicada para empresas que visam aumento de produtividade

Fusionadeira PTC 2000 é indicada para empresas que visam aumento de produtividade

A Metalnox, fabricante brasileira de equipamentos para estamparia têxtil digital, anunciou a fusionadeira PTC 2000.

Capaz de produzir até 10 mil peças por dia (em um turno de 8 horas), o equipamento é indicado a aplicações em grande escala de entretelas, transfers serigráficos e litográficos, puffs, strass, hot stamp e foil.

Segundo a empresa, por possuir estrutura compacta, a máquina ocupa menos espaço e pode ser 60% mais produtiva que prensas térmicas de grande formato convencionais, o que resulta em redução de custos e mão de obra.

Fonte: Metalnox