Mutoh lançará três impressoras na Fespa 2015

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 04/05/2015

ValueJet 405GT imprime diretamente em camisetas

ValueJet 405GT imprime diretamente em camisetas

Na Fespa 2015, feira que ocorre entre os dias 18 e 22 de maio, na Alemanha, a Mutoh, fabricante de equipamentos para comunicação visual, lançará três impressoras digitais: a ValueJet 405GT, a ValueJet 1628X e a ValueJet 1938WX (veja abaixo as principais características técnicas das máquinas).

Além das novidades, a empresa apresentará seu portfólio de equipamentos com tecnologias solvente e sublimática, como a RJ-900XG.

Na feira internacional, os visitantes também poderão ver toda linha de impressoras Mutoh LED UV, como a VJ-426UF e a VJ-1626UH, indicadas para aplicações industriais e especiais.

ValueJet 405GT

Equipamento de impressão direta em camisetas, apresenta configuração desktop e cinco cores (CMYK e branco). Com painel LCD touch-screen, pode ser equipada com suportes de impressão de diferentes tamanhos. Emprega tinta pigmentada à base d’água, para estampar peças de algodão e misturas de algodão.

ValueJet 1938WX

Com largura de 191cm, é indicada para transfer ou impressão direta em tecidos de poliéster. A ValueJet 1938WX é uma versão maior da ValueJet 1638WX, lançada em 2014. Tem duas cabeças de impressão montadas em configuração escalonada. A máquina é indicada para estamparia têxtil de alta qualidade para decoração, moda e sinalização.

ValueJet 1628X

Com largura de 162cm, é indicada para aplicações de sinalização e displays. Ecossolvente, a máquina oferece impressão de branco e cores metálicas.

Fonte: Large Format Review



Dicas de limpeza de superfícies adesivadas com filmes impressos

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 02/04/2020
É fundamental conhecer a mídia e usar os produtos adequados de limpeza

É fundamental conhecer a mídia e usar os produtos adequados de limpeza

Paredes, pisos, vitrines e outras superfícies cobertas com filmes adesivados precisam de limpeza. Para tanto, é necessário conhecer os produtos adequados de higienização. Se a mídia for composta por PVC, como os vinis adesivos, ela terá boa resistência a álcoois alifáticos, como o isopropanol (desinfetante utilizado em hospitais) e os ácidos/bases diluídos encontrados em produtos de limpeza como alvejantes. No entanto, solventes orgânicos como cetonas, tolueno e ésteres devem ser evitados, pois danificam o material de PVC.

O polipropileno (PP) tem uma resistência semelhante à do PVC e também é resistente a ésteres.

O PET pode ser limpo com todos os itens já descritos, incluindo os solventes orgânicos.

Para a limpeza de qualquer tipo de filme, a recomendação é lavá-lo com um pano macio e não abrasivo, para evitar danos à superfície. Isso porque mesmo o revestimento mais resistente sofrerá com uma escovação mais áspera.

Além disso, certifique-se de tomar cuidado com as bordas expostas, pois líquidos podem penetrar e prejudicar os adesivos. Isso é especialmente importante nos gráficos de piso, pois se a adesão deles diminuir, haverá risco de tropeços, e esses materiais provavelmente serão higienizados com mais frequência.

Fonte: Drytac



Mutoh lança solução para gerenciamento de cores

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 26/10/2014

ColorVerify e SpectroVue fazem parte da solução da Mutoh

ColorVerify e SpectroVue fazem parte da solução da Mutoh

A Mutoh, fabricante de equipamentos e softwares para impressão digital, apresentou uma nova solução de gerenciamento de cores composta pelo calibrador ColorVerify e pelo espectrofotômetro SpectroVue VM-10.

O ColorVerify foi desenvolvido para calibrar impressoras de grande formato e usa especificações baseadas na norma ANSI/CGATS TR015. O equipamento também dá suporte a outros alvos grayscale.

Segundo a empresa, o software da solução substitui a linearização no fluxo de trabalho e cria um conjunto de curvas CMYK durante a calibração da impressora. Essas curvas levam em conta as cores da mídia e da tinta para produzir uma grayscale neutra.

Quando o calibrador é usado para a criação de perfis de cores, as curvas de calibração agem como base do perfil, e mesmo que a reprodução de cores varie na produção (por motivos como mudança de tintas e mídias), as curvas registradas pelo ColorVerify rapidamente reativam o visual original no qual o perfil ICC foi baseado. Na maioria das vezes, isso evita que o operador faça um novo perfil, o que economiza tempo e dinheiro.

Fonte: My Print Resource