Museu londrino usa sinalização digital em mostra

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 26/11/2012

As mídias de sinalização digital já fazem parte do nosso cotidiano, não apenas em cafés e restaurantes, mas em locais como museus e galerias. Prova disso é uma recente mostra realizada no Victoria and Albert Museum, de Londres (Inglaterra).

Para a exibição "British Glamour Since 1950", o museu fez uma instalação inusitada: contou com projetores Projectiondesign F32 para apresentar imagens na parte superior das quatro alcovas do ambiente (construído na segunda metade do século XIX, o edifício conta com formas abaloadas em seu interior).

O sistema desenvolvido pela Sysco em parceria com a Electrosonic usou o software Watchout (da Dataton), para ajustar as imagens projetadas.

"As alcovas do museu têm curvaturas que produzem uma superfície de projeção incomum, por causa disso foi preciso deformar as imagens projetadas, para que elas casassem perfeitamente com o ambiente".

Para Fredrik Svahnberg, diretor da de marketing da Dataton, essa foi uma boa oportunidade para mostrar o quanto a sinalização digital pode enaltecer um local público: "Estão usando a nossa tecnologia como um meio de explorar a beleza da arquitetura", concluiu.

Uma das dificuldades da instalação foi projetar imagens nas superfícies curvas dos ambientes internos do museu

Uma das dificuldades da instalação foi projetar imagens nas superfícies curvas dos ambientes internos do museu

Fonte: ScreenMedia. Texto: InfoSign



SAi desenvolve software para equipamento de impressão em vidro

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 09/05/2013

PixelBlaster desenvolvido para uso em impressoras da Dip-Tech

PixelBlaster: desenvolvido para uso em impressoras da Dip-Tech

A SAi, desenvolvedora de softwares para produção gráfica, anuncia o lançamento do PixelBlaster, aplicativo especialmente criado para máquinas da Dip-Tech, que fazem impressão digital em vidro.

A solução, que vem em impressoras da série AR, inclui RIP e ferramentas de gerenciamento de cores. Com ela, é possível trabalhar com tintas laranja e verde, além do padrão CMYK.

"Embora nossas impressoras funcionem como equipamentos jato de tinta de grande formato, há um grande número de diferenças, consequentemente precisávamos de uma solução dedicada", disse Aliza Edry, diretor de aplicação da Dip-Tech.

Fonte: Graphic Display World



Tintas UV da Fujifilm recebem selo UL Greenguard

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 30/08/2017
Certificado foi atribuído a 14 modelos de tintas UV

Certificado foi atribuído a 14 modelos de tintas UV

A fabricante Fujifilm anunciou que 14 modelos de tintas da linha Uvijet (KA, KI, KN, KO, KV, LF, LL, OB, OL, OW, OZ, US, WH e WI) receberam a certificação UL Greenguard. De baixo odor, os insumos são indicados para uso em impressoras inkjet de grande formato.

Os critérios para a obtenção do selo estão entre os mais rigorosos padrões industriais do mundo. Os materiais certificados UL Greenguard são cientificamente comprovados para atender às normas de emissões químicas, o que ajuda a criar ambientes internos mais saudáveis.

Mike Battersby, gerente de marketing da Fujifilm Global Graphic Systems, declarou: “Existe uma crescente demanda por produtos mais saudáveis usados em indústrias. Por isso, os regulamentos estão mudando. Temos grande orgulho em ver 14 tintas Uvijet reconhecidas pela UL por suas baixas emissões. Além disso, nossa fábrica do Reino Unido gera sua própria energia elétrica por meio de 800 painéis solares, que também alimentam nossos equipamentos de alta eficiência. Executar nossos negócios dessa maneira nos permite conservar e reutilizar energia térmica, ajudando a reduzir nossa pegada de carbono, e oferecer esses benefícios aos nossos clientes”.

Fonte: Fujifilm