MTEX lança tecnologia digital de produção de amostras têxteis

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 16/11/2015
Mini-Lab foi desenvolvido para produzir amostras de tecidos estampados digitalmente

Mini-Lab foi desenvolvido para produzir amostras de tecidos estampados digitalmente

Durante a ITMA 2015, feira internacional que ocorre entre os dias 12 e 19 de novembro, na Itália, a MTEX, fabricante de equipamentos para estamparia têxtil, apresentará em primeira mão o Mini-Lab, sistema de produção de amostras de tecidos. A tecnologia é composta por um conjunto de equipamentos (coater, vaporizador, lavadora e secadora) combinado com uma impressora digital (com tinta pigmentada, ácida ou reativa).

Segundo a empresa, o Mini-Lab funciona da seguinte forma: o coater reveste a superfície de tecidos (algodão, linho e seda), a fim de prepará-los para a impressão digital. Depois de revestido, o material passa através de dois rolos para que o excesso de líquido seja retirado.

O tecido é então introduzido na secadora, para que fique pronto para a impressão. Logo após receber as imagens, o material é inserido no vaporizador, que possui um gerador de vapor embutido usado para manter a umidade sob controle.

No processo seguinte, o tecido é lavado em tanque específico e, finalmente, o material segue para o secador. Todo o fluxo de trabalho leva entre 20 e 30 minutos, dependendo do tipo de corante e do tempo no vaporizador.

Eloi Ferreira, CEO da MTEX, declarou: “Este é um dos lançamentos de 2015 mais importantes para a indústria. Trata-se de um sistema de estamparia digital têxtil de fácil operação e baixo custo, para produzir amostras sem comprometer o fluxo de trabalho”.

Fonte: MTEX



Mimaki lançará impressoras ecossolvente JV300-130/160 na Fespa 2014

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 15/05/2014

Mimaki JV300 pode trabalhar com alta velocidade de impressão

Mimaki JV300 pode trabalhar com alta velocidade de impressão

Na Fespa 2014, que acontece de 20 a 23 de maio, em Munique (Alemanha), a Mimaki apresentará uma nova linha de impressoras, a JV300-130/160. Trata-se de uma série composta por equipamentos com 1,3m ou 1,6m de largura de impressão e que podem trabalhar na velocidade máxima de 105m2/h.

De acordo com a empresa, as impressoras Mimaki JV300 empregam cabeças que imprimem tanto tinta sublimática quando ecossolvente.

Além do CMYK, as máquinas incluem tintas como o light cyan, light magenta ou branco. O usuário também pode adicionar o novo cartucho light black, que melhora principalmente a reprodução de áreas de cinza.

Para sublimação, as máquinas podem rodar com tintas SB53 e imprimir tecidos de poliéster, para vestuário, uniformes, roupas de banho e sinalização.

Para impressão ecossolvente, as máquinas rodam com o conjunto de tintas SS21, que inclui a laranja e permite que o usuário reproduza uma grande gama de tons da cartela Pantone.

Mike Horsten, gerente geral da Mimaki Europa, declarou: "Essas impressoras são extremamente flexíveis, pois podem usar tinta ecossolvente ou sublimática. Isso torna o retorno do investimento mais rápido e fácil".

Fonte: Large Format Review



Drytac lançará mídias na ISA Sign Expo 2018

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 14/03/2018
Evento será realizado entre 22 e 24 de março, nos Estados Unidos

Evento será realizado entre 22 e 24 de março, nos Estados Unidos

A Drytac, fabricante de mídias para comunicação visual, anunciou seus planos para a edição 2018 da ISA Sign Expo, feira que será realizada entre os dias 22 e 24 de março, em Orlando, Estados Unidos. No evento, a empresa promete lançar o vinil Polar Burst e os adesivos da linha OptiTac, além de apresentar materiais das séries SpotOn, ViziPrint, ReTac e WipeErase.

O Polar Burst é uma película adesiva de PVC com acabamento acetinado e reflexivo. Com 95μ e adesivo acrílico removível, é compatível com impressão digital látex e UV. A mídia é indicada para a composição de placas de sinalização, aplicações publicitárias, displays de pdv, cartazes e outras peças de comunicação visual. A durabilidade do vinil é de três anos em ambientes internos.

A nova linha OptiTac é composta por três mídias: a OptiTac padrão, a Removable e a CF. A primeira é uma película de PET (com 38μ) desenvolvida para aplicações em superfícies transparentes como Plexiglas, acrílico, policarbonato e vidro. A mídia é indicada para compor imagens lenticulares, exibições retroiluminadas, telas sensíveis ao toque e imagens impressas em inkjet de alta qualidade.

A OptiTac Removable oferece os mesmos benefícios da OptiTac padrão, porém apresenta adesivo em apenas um dos lados, o que permite a reutilização de materiais caros como o Plexiglas.

O OptiTac CF é uma película com adesivo acrílico solvente. Com 45μ, a mídia é protegida por um revestimento de PET transparente em ambos os lados. Trata-se de um substrato composto por elementos de clareza óptica, indicado para reduzir o efeito prateado (silvering) nas aplicações de mídias que podem não ser completamente lisas.

Fonte: Drytac