MS Printing anuncia impressora Impres com RIP Caldera

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 27/11/2017
Impres emprega tintas de sublimação do Grupo JK

Impres emprega tintas de sublimação do Grupo JK

A fabricante MS Printing anunciou a Impres Soft Signage System, impressora para estamparia digital têxtil que emprega tintas sublimáticas do Grupo JK e software RIP da Caldera.

Com largura de 1,8m ou 3,2m, a Impres vem com cabeças Kyocera de 2656 nozzles e com o front end Qwizard Digital, que permite o gerenciamento dos trabalhos e reduz o tempo de inatividade da impressora. Além disso, o operador pode contar com controles remotos para acessar a máquina e executar funções do painel de controle por meio de uma interface web vinculada ao equipamento.

O software que roda a Impres é o GrandRIP +, da Caldera, que utiliza a versão mais recente do Adobe PDF Engine. Entre as funções e ferramentas do aplicativo estão as bibliotecas de cores integradas, a impressão de dados variáveis, as opções de panelização e nesting e o suporte de ajuste de nível de tinta ICC. Segundo a empresa, o software tem interface que suporta vários dispositivos, incluindo equipamentos de corte e acabamento.

A Impres é indicada para o mercado de publicidade PDV, backlits, bandeiras, banners, entre outras peças têxteis de comunicação visual.

Fonte: Caldera



HP desenvolve nova geração de cabeças de impressão

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 07/02/2015

Tecnologia High Definition Nozzle Architecture (HDNA) está em fase de teste

Tecnologia High Definition Nozzle Architecture (HDNA) está em fase de teste

A HP, desenvolvedora de tecnologias, anunciou a nova cabeça de impressão High Definition Nozzle Architecture (HDNA). Térmico, o dispositivo possui sistema de duplo canal e trabalha em resolução de 2400dpi e velocidade 33% maior que as cabeças térmicas antecessoras da HP.

As cabeças HP HDNA são capazes de disparar pontos pequenos e grandes, o que melhora a impressão de detalhes finos e transições suaves de cor.

Trata-se da quarta geração de cabeças que empregam tecnologia MEMS (Micro-Electro-Mechanical Systems), a qual permite o aumento da densidade de nozzles (maior resolução de impressão) e a criação de circuitos integrados.

A arquitetura modular da cabeça permite que donos de impressoras inkjet rotativa (web press) façam upgrade em seus sistemas de impressão. Isso quer dizer que eles podem aumentar a qualidade e a velocidade à medida que novas tecnologias são lançadas. Portanto, além de melhorar resolução e velocidade, a HP HDNA pode receber upgrades.

A tecnologia causará impacto em diversas áreas, como na impressão de grande formato e escritório e no mercado consumidor.

Fonte: Info Trends



Resultados das feiras ExpoPrint e ConverExpo 2018

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 11/04/2018
Edição marca a indústria de impressão da América Latina

Edição marca a indústria de impressão da América Latina

Entre os dias 20 e 24 de março, no Expo Center Norte (São Paulo), ocorreram as feiras internacionais ExpoPrint e ConverExpo 2018. Em cinco dias, passaram pelos pavilhões 50.216 visitantes, que viram de perto produtos de mais de 750 marcas, expostas em mais de 300 estandes.

Segundo a organização, a visitação internacional é um destaque das feiras: foram 4.684 profissionais da América Latina e outras partes do mundo. Além disso, os eventos giraram mais de R$900 milhões em negócios realizados durante a exposição.

Ismael Guarnelli, diretor da APS Marketing de Eventos, organizadora da feira, declarou: “O sucesso da ExpoPrint e da ConverExpo é o resultado de um trabalho intenso e contínuo de quarto anos. Um projeto ambicioso que superou os mais variados desafios e cenários políticos e econômicos. Expositores e visitantes reforçaram de forma unânime: a ExpoPrint 2018 ficará marcada na história da indústria de impressão brasileira como o grande momento da retomada dos investimentos”.

Para Eduardo Sousa, presidente da Afeigraf (Associação dos Agentes de Fornecedores de Equipamentos e Insumos para a Indústria Gráfica), realizadora da ExpoPrint, é unânime nos corredores que a feira superou todas as expectativas. “Além da esperança de retomada econômica, há muita gente qualificada e disposta a investir em tecnologia. E é preciso destacar a qualidade dos expositores. Foi uma feira completa, com todas as tecnologias: offset, flexo, digital, inkjet de grande formato. Isso atraiu muito o público. A ExpoPrint atende a todas as necessidades, públicos e segmentos da nossa indústria”.

Fonte: ExpoPrint