Mimaki faz upgrade de seu software de corte, o FineCut

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 07/11/2012

A nova versão do FineCut, software de corte da Mimaki, vem com aprimoramentos

Está disponível a nova versão (8.0.4) do Mimaki FineCut, software usado em conjunto com o CorelDRAW, para o comando de plotters de recorte ou impressoras conjugadas da fabricante japonesa.

Os interessados podem fazer a atualização pelo link que a empresa disponibilizou. O aplicativo é compatível com os Sistemas Operacionais: Windows 2000, Windows XP (32bit), Windows Vista (32/64bit) e Windows 7 (32/64bit). Pode ser aplicado nas versões 11, X2, X3, X4, X5 e X6 do CorelDRAW.

Na página do produto, há instruções (em inglês) de como fazer o download e a instalação da novidade. Entre os procedimentos necessários, está o uso do CD-ROM contendo a versão anterior do programa.

Segundo a Mimaki, algumas das novas e aperfeiçoadas funções são:

  • Especificação da posição inicial de corte;
  • Informações Online: notifica as últimas informações do FineCut;
  • Menu "Sobre o FineCut": é possível acessar o manual de operação a partir desta ferramenta;
  • Compatibilidade com o Illustrator CS5;
  • Teste de conexão: verifica a causa do erros de comunicação.
.
Fonte: Mimaki. Texto: InfoSign
.



Mimaki marca presença na Serigrafia Sign 2016

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 16/05/2016
Evento foi sediado no pavilhão do Anhembi, na cidade de São Paulo

Evento foi sediado no pavilhão do Anhembi, na cidade de São Paulo

A fabricante Mimaki esteve presente na feira Serigrafia Sign 2016, que ocorreu entre os dias 6 e 9 de maio, para apresentar seu amplo portfólio de linhas de equipamentos e impressoras digitais. Entre elas, a CJV150 (com recorte integrado) e as JV150 e JV300 (para impressão solvente e sublimática), que têm entre outras características a largura de 1,6m.

Para birôs de comunicação visual, a Mimaki apresentou impressoras de grande formato com 3,2m de largura, como a SIJ-320 UV, capaz de reproduzir impressões de alta qualidade em diversos substratos, como PVC, poliéster, policarbonato, vinil, lona, BOPP e outras mídias rotativas com até 1mm de espessura. Além disso, o equipamento possibilita a impressão simultânea em dois rolos, o que aumenta sua capacidade de produção.

Outro equipamento com 3,2m apresentado pela empresa foi o SWJ-320, desenvolvido com o objetivo de unir velocidade e alta qualidade. Solvente, a impressora pode empregar duas ou quatro cabeças e pode trabalhar na velocidade de até 83m²/h.

Impressora UV SIJ-320 UV tem 3,2m de largura

Já para o segmento industrial, a fornecedora expôs a JFX200-2513 e a UJF-6042. UV LED, ambas oferecem qualidade de impressão, facilidade operacional e podem imprimir em acrílico, PVC, PS, foam, papel-cartão, MDF, papelão, alumínio, entre outras mídias.

Para o mercado de entrada, a Mimaki exibiu a CJV150-107, que possibilita impressão por sublimação e corte de filme de poliuretano, para realização de transfer, como em uniformes esportivos.

Segundo a empresa, o grande destaque ficou por conta da impressora TS500-1800. Equipada com seis cabeças escalonadas, o equipamento atinge a velocidade máxima de 150m²/h (83,3 metros lineares).

A Mimaki também participará da Febratex 2016, que ocorrerá entre os dias 9 e 12 de agosto, no Parque Vila Germânica, em Blumenau (SC).

Fonte: Mimaki Brasil



Resultado da enquete: no que os leitores do InfoSign investiram em 2017

Por Luiz Ricardo Emanuelli em 04/01/2018
Conheça as tecnologias de impressão digital que mais interessaram os leitores do InfoSign em 2017

Conheça as tecnologias de impressão digital que mais interessaram os leitores do InfoSign em 2017

Ao longo de 2017, o InfoSign perguntou em enquete aberta qual tipo de impressora de grande formato os leitores do site gostariam de adquirir. O resultado (de um total de 678 votos) demonstra a tendência estabelecida desde 2015, isto é, a preferência por tecnologias para estamparia têxtil digital.

A tecnologia mais votada foi a sublimática, com 186 votos (27% do total). Em segundo lugar, ficou a impressão direta em tecido, com 142 votos (21%). Ambas são indicadas sobretudo para a estamparia têxtil. A látex, com 46 votos (7%), também é capaz de imprimir em diversos tipos de tecidos, o que ajuda a endossar a inclinação do público a fazer investimentos em tecnologias têxteis.

A enquete mostrou, ainda, que tecnologias consolidadas obtiveram desempenho satisfatório. Praticamente empatadas, a solvente recebeu 126 votos (19%) e a UV, 122 (18%). A impressão com tinta à base d'água teve 46 votos (7%), deixando claro que se trata de uma tecnologia voltada a um nicho mais específico.

O que você achou dos resultados? Concorda com eles? E não deixe de participar da nova enquete, que procura conhecer quais as tecnologias de impressão digital de grande formato nossos leitores pretendem adquirir em 2018. Você pode acessá-la na homepage do Infosign.